Ausentes da fase mais empolgante da NBA, leia-se play-offs, desde a temporada 2015/16, os Dallas Mavericks têm já assegurada a presença na fase a eliminar na Conferência Oeste. Uma das fortes razões para o sucesso e rápido rebuild da equipa de Rick Carlisle dá pelo nome de Luka Dončić.

LUKA DONCIC: VENCER A EUROLIGA COM O REAL MADRID E PULAR PARA A NBA

O base esloveno, que atualmente conta com 21 anos de idade, estreou-se com apenas 16 anos ao serviço da equipa principal do Real Madrid e tornou-se, automaticamente, no jogador mais jovem da história a estrear-se no clube ‘merengue’ e no terceiro mais jovem de sempre na Liga ACB, superado apenas por Ricky Rubio e Ángel Rebolo.

Em 2017, foi parte integrante da Seleção Eslovena que venceu o EuroBasket do mesmo ano, liderada por Goran Dragic, que representa atualmente os Miami Heat, da NBA.

Dono de um talento singular e palpável ao longe, cedo Dončić se destacou pela forma como desequilibrava no processo ofensivo, quer com os seus “step-backs” estonteantes e pelo seu lançamento fácil mas criterioso (tanto em penetração, como da linha dos três pontos), quer pela forma como criava jogo para simplificar e facilitar o sucesso coletivo.

Na reta final da temporada de 2017/18, com 19 anos de idade, o base venceu a Euroliga, a maior competição europeia de clubes no basquetebol, ao serviço do Real Madrid, destacando-se individualmente como o jogador que mais contribuiu para a conquista.

Um trajeto que lhe abriu as portas da NBA, onde esteve inserido na primeira ronda do Draft de 2018.

LUKA DONCIC: VENCER A EUROLIGA COM O REAL MADRID E PULAR PARA A NBA

Era grande a expectativa e a probabilidade de os Phoenix Suns (primeiros a escolher), que haviam apostado em Igor Kokoskov (técnico que venceu o EuroBasket com a seleção da Eslovénia) escolherem Luka Dončić na primeira posição.

Foi ainda maior a surpresa ao verificar que a aposta de Phoenix recairia em Deandre Ayton, deixando Dončić livre, acabando por ser escolhido pelos Atlanta Hawks, que, crentes numa boa decisão, trocaram-no para Dallas a troco de Trae Young e uma futura primeira escolha.

DE PROMESSA A CERTEZA, POTENCIAL PARA ENTRAR NA DISCUSSÃO DO MELHOR DE SEMPRE

Dois anos e quase duas épocas desportivas depois, é impossível não perceber que os Mavericks acertaram em cheio na sua decisão. Luka Dončić elevou o nível da equipa para outro patamar, como comprova o recém-carimbado apuramento para os play-offs de 2020 (depois do 14.º e penúltimo lugar em 2018/19, com record de 33-49).

Na época de estreia, o jovem esloveno deu-se logo a conhecer e não teve problemas para mostrar nos courts norte-americanos a qualidade que já tinha exibido na Europa. Médias com 21.2 pontos (50.3 FG%), 7.8 ressaltos, 6.0 assistências e 1.1 roubos de bola em 32.2 minutos de utilização atestam bem da capacidade de responder à pressão num palco mais exigente, por parte do jogador esloveno.

Na presente temporada, que foi interrompida devido à pandemia do novo coronavírus e retomada há pouco mais de uma semana, Luka elevou a qualidade do seu jogo ofensivo, perfazendo atualmente média de 29.1 pontos, 9.5 ressaltos e 8.9 assistências.

Números muito próximos de um triplo-duplo de média, algo que Dončić anota com frequência, tanto que já conta, na carreira, com 12 jogos a registar triplo-duplo com 30 ou mais pontos marcados.

Um contributo inestimável para a campanha que Dallas tem feito, que permite à formação liderada por Rick Carlisle caminhar para o fim da fase regular com record de 42-30, na 7.ª posição da tabela classificativa, a dois jogos de distância de Oklahoma City Thunder e Utah Jazz.

PREVISÍVEL “MATCH-UP” COM OS CLIPPERS NA 1.ª RONDA DOS PLAY-OFFS

No passado fim-de-semana, os Mavericks somaram a segunda vitória em cinco jogos na ‘Bolha’ de Orlando e logo contra os Milwaukee Bucks, líderes no registo das 30 equipas da NBA, de Giannis Antetokounmpo.

O triunfo, após prolongamento, por 136-132, teve como destaque maior a incrível exibição do inevitável Dončić, que anotou 36 pontos, 14 ressaltos e 19 (!) assistências, batendo o recorde de carreira na última stat, num jogo onde foi o autor de uma das jogadas do ano, com uma assistência primorosa entre as pernas para Maxi Kleber afundar com falta.

Com a vantagem de oito jogos para os Memphis Grizzlies, será impossível terminar abaixo do 7.º lugar no Oeste. É, por isso, nesta altura, bastante provável o emparelhamento com os Los Angeles Clippers na 1.ª ronda dos play-offs.

Um teste de elevadíssima exigência, até porque do outro lado deverá estar um dos mais fortes candidatos à conquista do título da NBA em 2019/20.

Com o previsível confronto com jogadores de enorme qualidade como Kawhi Leonard e Paul George – sem esquecer, no aspeto defensivo, a “carraça” Patrick Beverley – será interessante perceber o que Luka Dončić poderá emprestar à equipa num ambiente de play-off, que, como todos sabemos, está distante do contexto dos jogos de época regular.

 

Gostaste do nosso conteúdo?
Então regista-te no nosso canal do Youtube. Entra nas nossas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter. Ainda tens o nosso Chat no Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Casas de Apostas
Solverde Apostas

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de até um máximo de 100 euros.

Luckia

Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.

Nossa Aposta

Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.

Betclic

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.

Bet.pt

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.

Betway

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.

ESC Online

Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.

Betano

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.

Ultimos Artigos