Com os números de infeção provocada pelo novo coronavírus a aumentarem consideravelmente nos últimos tempos um pouco por todo o planeta, o desporto tem sido igualmente fortemente afetado e o fantasma da paralisação volta a pairar no ar em algumas competições. Na NBA, o cenário parece estar, para já, fora de hipótese, mas a evolução mais recente é preocupante.

SUBIU PARA QUATRO O NÚMERO DE JOGOS ADIADOS DEVIDO À COVID-19

Com o anúncio oficial do adiamento da partida entre os Dallas Mavericks e os New Orleans Pelicans, desta segunda-feira, bem como do confronto entre os Boston Celtics e os Chicago Bulls, desta terça-feira, subiu para quatro o número de jogos que já foram sujeitos a adiamento devido à situação atípica que a NBA vive em virtude do cenário pandémico que se vive.

O protocolo da liga predefiniu que um jogador que teste positivo à covid-19 terá de fazer uma quarentena de 10 dias, posteriormente seguida de um ciclo de 48 horas com treinos individuais, antes de se poder tornar a juntar aos trabalhos coletivos da sua equipa.

O problema é que, além de alguns testes positivos em jogadores (Jayson Tatum, dos Celtics, e Seth Curry, dos 76ers, são apenas dois dos vários casos conhecidos nos últimos dias), a necessidade de quarentena a realizar por contatos próximos a esses atletas tem deixado de fora (até testar negativo por duas vezes) vários jogadores.

Para que um jogo se possa realizar, a NBA deixou claro que cada equipa teria de ter um mínimo de oito jogadores disponíveis para atuar, algo que, por exemplo, os Boston Celtics não tiveram, no passado domingo, para defrontar os Miami Heat.

Recentemente, foi a própria equipa da Florida a anunciar uma extensa lista de baixas relacionadas com o protocolo médico da liga (Jimmy Butler, Goran Dragic, Kendrick Nunn, Moe Harkless e Udonis Haslem).

SUBIU PARA QUATRO O NÚMERO DE JOGOS ADIADOS DEVIDO À COVID-19

NBA NÃO CONTEMPLA NOVA INTERRUPÇÃO DA ATIVIDADE

Apesar do aumento do número de casos e da dificuldade que tem levado as equipas a preparar os seus jogos desta fase regular, a NBA não estará a cogitar uma nova paragem, à semelhança do que sucedeu em março, no início do combate à pandemia fora da China.

Em declarações concedidas à ESPN, Mike Bass, porta-voz da NBA, referiu que a liga:

«antecipou que haveria adiamentos de jogos nesta temporada e fizemos o planeamento em conformidade com o cenário. Não há planos de interromper a época e continuaremos a ser orientados pelos nossos especialistas médicos, protocolos de saúde e segurança».

De acordo com o jornalista Shams Charania, do prestigiado portal The Athletic, o comissário Adam Silver já previa uma evolução negativa da situação relacionada à covid-19 durante o mês de janeiro e perspetiva mesmo melhorias em fevereiro, pelo que um novo hiato competitivo não está, para já, em cima da mesa, tal como Adrian Wojnarowski adiantou recentemente.

BROOKLYN NETS COM RECORDE NEGATIVO NA FASE REGULAR NUMA ÉPOCA BASTANTE ATÍPICA

Apontados pelas principais casas de apostas como um dos grandes favoritos a poder destronar os Los Angeles Lakers na luta pelo título de 2020/21 na NBA, os Brooklyn Nets têm defraudado as expectativas dos mais otimistas neste início de temporada, onde a expectativa mínima é de que a equipa atinja as finais da Conferência Este.

A equipa de Steve Nash já perdeu mais jogos do que aqueles em que saiu vencedora e tem sido prejudicada pela ausência de Kyrie Irving, que tem falhado os últimos jogos por “razões pessoais”, além de Kevin Durant, que só regressou domingo, após uma paragem devido ao protocolo sanitário da covid-19. Curioso já que Nets e Lakers assumem maior favoritismo na NBA depois das trocas e os resultados começam a desmentir isso.

Esta tem sido, de resto, uma época bastante atípica para todas as equipas e no cenário da NBA de forma generalizada, com muitas ausências e baixas confirmadas apenas em cima da hora ou vários jogos consecutivos entre as mesmas equipas.

Uma situação que reforça a necessidade do nosso estado de alerta, enquanto comunidade apostadora, no sentido de perceber de que forma poderemos tirar vantagem dessa inconstância na liga a nosso favor.

LAKERS NO TOPO, SUNS COM ARRANQUE DE CANDIDATO

LAKERS NO TOPO, SUNS COM ARRANQUE DE CANDIDATO

Na Conferência Oeste, os campeões Los Angeles Lakers já ocupam o poleiro da classificação, além de deterem, para já, a melhor percentagem de desempenho das 30 equipas da liga, muito à boleia do bom arranque de época por parte de LeBron James e Anthony Davis.

Entre as surpresas mais agradáveis têm estado os Phoenix Suns, uma equipa sobre a qual já perspetivava uma melhoria com as adições de Chris Paul e Jae Crowder, mas de quem dificilmente se esperaria um recorde tão positivo à data.

Quem também não tem estado nada mal são os Oklahoma City Thunder, uma equipa que, pelas movimentações na offseason, entraria em “modo tanking”, mas que tem dado indícios de que poderá ser um inusitado “outsider” na luta pelos play-offs.

Na mó de baixo, nota de referência para as fracas campanhas realizadas até ao momento pelas equipas dos Toronto Raptors e dos Washington Wizards, na Conferência Este, mas também para o fraco desempenho dos New Orleans Pelicans e dos Houston Rockets, na Conferência Oeste.

Gostaste do nosso conteúdo?
Então regista-te no nosso canal do Youtube e assiste aos nosso Podcasts de Apostas. Entra nas nossas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter. Ainda tens o nosso Canal de Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




CASAS DE APOSTAS LEGAIS
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a apostas desportivas online.
4,0 rating
10€ Gráris mais 200% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 50 de euros.
3,5 rating
5€ Grátis com o Código Promocional: apostaga
mais Bónus no primeiro depósito até um máximo de 100 euros.
3,0 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 100€ euros.
3,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito aposta sem risco até 50 euros.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.
3,8 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.
4,3 rating
Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.
4,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50€ euros.