A FIFA confirmou, ontem, que premiará o melhor jogador do planeta em 2019/20, não obstante a pandemia que assola o planeta. Com a possibilidade de o Paris Saint-Germain vencer a Liga dos Campeões, Neymar ganha esperança de poder fazer um jogador brasileiro voltar a conquistar o troféu.

MOTIVOS FINANCEIROS FAZEM A FIFA MANTER O PRÉMIO EM ÉPOCA DE PANDEMIA

Depois da ‘France Football’ ter cancelado a entrega da Bola de Ouro do ano 2020, justificando a decisão com a situação pandémica que o globo vive, o organismo máximo que tutela o futebol mundial não foi de modas e confirmou que entregará o prémio relativo à época 2019/20.

A decisão prende-se, naturalmente, com razões financeiras e comerciais, sendo que a cerimónia não terá a presença de público na plateia, mas a transmissão será assegurada pelos patrocinadores da FIFA, os reais responsáveis por a atribuição ir avante.

Uma situação que faz o internacional brasileiro Neymar sonhar com o prémio, isto porque está bem colocado para guiar o PSG à final da Liga dos Campeões, depois de ter ajudado os parisienses a vencer, com muito suor e dificuldade, a Atalanta (2-1), nos quartos-de-final da prova milionária.

Apesar de não ter marcado nenhum dos dois golos, que concretizaram nos descontos a reviravolta da formação de Thomas Tuchel, Neymar foi sempre o elemento que mais tentou remar contra a maré, pelo menos até à entrada de Kylian Mbappé no relvado do Estádio da Luz.

NEYMAR SONHA MAS TEM A CONCORRÊNCIA DE MESSI E LEWANDOWSKI

Para poder ser cogitado para a distinção de melhor jogador do Mundo de 2019/20, o internacional brasileiro que atualmente milita no PSG terá sempre de chegar à final da Liga dos Campeões, uma prova que ganhou uma preponderância extra para a decisão da FIFA, uma vez que os campeonatos nacionais não serão tidos em conta, visto que uns terminaram mais cedo do que outros, que chegaram mesmo a ser concluídos.

NEYMAR SONHA MAS TEM A CONCORRÊNCIA DE MESSI E LEWANDOWSKI

Assim, Lionel Messi (Barcelona) e Robert Lewandowski (Bayern Munique) também parecem surgir com boas chances de vir a lutar pela distinção individual, caso consigam, de igual modo, levar as respetivas equipas a vencer a Liga dos Campeões.

Uma situação que acontece, da mesma forma, com o belga Kevin De Bruyne, caso o Manchester City chegue à tão sonhada final da “Champions” e vença o mítico troféu, designado como a taça “orelhuda”.

Um destes três nomes que poderão rivalizar com Neymar (para tal, desde logo o PSG tem de cumprir o favoritismo nas meias-finais contra o Leipzig, que eliminou o Atlético Madrid) ficarão fora da corrida a breve trecho, uma vez que, nesta sexta-feira, Barcelona e Bayern Munique medem forças nos “quartos” da Liga dos Campeões e um deles deixará Lisboa para regressar a casa.

Se Neymar conseguir a distinção, será uma atribuição altamente anormal, até porque o brasileiro jogará, no máximo, um total de 27 partidas na época, em virtude do cancelamento prévio da Ligue 1 francesa e dos problemas físicos que o brasileiro teve ainda antes da interrupção da atividade desportiva, forçada pelo novo coronavírus.

CRISTIANO RONALDO FORA DA CORRIDA

Quem tem estado de há vários anos a esta parte na luta pelo prémio de Melhor do Mundo FIFA é o português Cristiano Ronaldo, que, aos 35 anos de idade, continua a render a alta escala.

Nesta temporada, o cenário será diferente, uma vez que a sua equipa, a Juventus, ficou pelo caminho logo nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões, ao ser surpreendentemente eliminada pelo Lyon.

Uma queda antecipada que não estava nas contas do internacional português, que conta com cinco distinções de melhor do planeta na sua galeria de troféus individuais.

‘BARCELONA – BAYERN’ DECISIVO PARA A ATRIBUIÇÃO DO ‘FIFA THE BEST’

A partida desta sexta-feira, entre Barcelona e Bayern Munique, dos quartos-de-final da Liga dos Campeões, terá, tal como já referi anteriormente, um peso grande na lista dos candidatos a ganhar o prémio de Melhor do Mundo da FIFA.

Messi e Lewandowski estarão num frente a frente que promete vir a ser muito interessante e quem vir a sua equipa ser eliminada deixará a estrada aberta para, muito provavelmente, um dos seguintes jogadores: Neymar, Kylian Mbappé, Robert Lewandowski, Kevin De Bruyne ou Bernardo Silva.

Digo isto considerando, claro, que o Manchester City levará a melhor na eliminatória contra o Lyon e que o PSG cumprirá a sua quota de favoritismo nas “meias” frente ao Leipzig.

No jogo desta sexta-feira, entre catalães e bávaros, Lionel Messi para marcar a qualquer altura merece uma cotação de 2.00 na Betano, casa de apostas legalizada em Portugal que atribui uma odds de 1.83 para Robert Lewandowski fazer o gosto ao pé durante o tempo regulamentar.

 

Gostaste do nosso conteúdo?
Então regista-te no nosso canal do Youtube. Entra nas nossas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter. Ainda tens o nosso Chat no Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Casas de Apostas
Luckia

Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.

Nossa Aposta

Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.

Betclic

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.

Bet.pt

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.

Betway

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.

ESC Online

Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.

Betano

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.

Ultimos Artigos