Prognósticos para Apostas Desportivas Online – Aposta Ganha

Nick Kyrgios chegou mesmo para quebrar os pressupostos do Ténis

Durante o reinado de jogadores como Rafael Nadal ou Novak Djokovic o lado profissional e físico do ténis gan_.hou tremenda importância e funcionou como manual de instruções para os tenistas da nova geração, mas há um que veio quebrar com todas essas regras…Nick Kyrgios.

Nick Kyrgios: Um ténis metódico e profissional…

O modo como Rafael Nadal e Novak Djokovic desafiaram a hegemonia de Roger Federer no circuito ATP fez crescer uma nova tendência no ténis masculino mais virada para a componente física e profissional da modalidade.

 

Na verdade, estes dois tenistas – e também Andy Murray a espaços – tornaram a missão de Roger Federer crescentemente mais difícil, tendo em conta o seu estilo de ténis mais versátil e imprevisível.

Quando se bate contra autênticas paredes do lado contrário do court torna-se necessário arriscar sempre um pouco mais em cada pancada na bola e tal, por vezes, reflete-se num crescendo de erros que se tornam fatais.

Ora, este domínio dos tenistas física e psicologicamente fortes tem fomentado as gerações mais jovens a procurar uma preparação idêntica á dos seus ídolos, no entanto, os resultados de jogadores como Dominic Thiem, Alexander Zverev ou Borna Coric teimam em ser irregulares de acordo com os padrões de exigência de um Nadal ou Djokovic.

…e o homem que chegou para o desafiar

Mas quando o ténis ao mais alto nível dava sinais de algum aborrecimento pelo facto de os tenistas serem cada vez mais compenetrados e pouco expansivos na manifestação das suas opiniões ou sentimentos antes, durante e após as partidas, eis que surge um australiano de descendência grega para abanar os alicerces do ténis da época moderna.

Desde problemas com árbitros, espectadores ou até mesmo jogadores adversários, Nick tem sido um turbilhão no circuito principal, mas também há quem goste dele e da sua forma de estar que difere da realidade atual do ténis.

Ver um jogador servir por baixo e conseguir um ás frente a Rafael Nadal em Wimbledon é algo quase impensável, que para uns pode ser visto como uma grande ousadia, mas para outros como uma clara falta de respeito para com um dos melhores tenistas de todos os tempos.

nadal-destaque

Rafa Nadal já afirmou que Kyrgios tem talento e potencial para ser um dos melhores do mundo, mas que precisa ser mais disciplinado para o conseguir. Será assim mesmo, ou pode o australiano beneficiar da forma como entra na cabeça dos seus rivais em algumas partidas?

A forma como o tenista australiano venceu recentemente o ATP Washington 500 foi particularmente sintomática disso mesmo.

Ao longo do torneio, Kyrgios fez as delícias dos adeptos ao interagir com os mesmos em momentos cruciais da partida, recorreu a alguns ‘tweeners’ e subidas à rede recheadas de espetáculo e ainda teve tempo de oferecer um par de ténis a um dos poucos amigos que tem no circuito, Stefanos Tsitsipas, durante as Meias-Finais da prova.

É possível disciplinar a indisciplina?

A vida do treinador de um jogador com estas características deve ser uma autêntica confusão, especialmente quando as brincadeiras de Kyrgios dentro de court não surtem o efeito desejado, e disciplinar um jogador destes será certamente uma missão hercúlea.

Quando Kyrgios surgiu no circuito principal, muitos lhe anteviram um futuro brilhante, mas as constantes perdas de foco e disciplina foram-lhe custando um sucessivo adiar da sua afirmação no circuito.

Neste momento, ele parece um tenista mais talhado para pisos rápidos e relva, mas terá que fazer um esforço para ser igualmente competente noutras superfícies ou nunca poderá instalar-se no top-10 mundial de modo regular.

De olho no US Open

Esta semana, prosseguem os torneios de preparação para o Open dos Estados Unidos com o ATP Masters 1000 de Montreal a centrar atenções, apesar das ausências de Novak Djokovic e Roger Federer.

Nick Kyrgios chega motivado pelo título conquistado na semana anterior, e enfrenta Kyle Edmund na 1ª ronda do torneio com um novo embate com Daniil Medvedev em perspetiva na segunda ronda – Kyrgios bateu Medvedev na Final da Washington.

Mas primeiro terá de bater o britânico Edmund, que até surge como favorito nas casas de apostas com cotações de 1.75 na Betclic face aos 2.00 de Kyrgios.

Nick Kyrgios chegou mesmo para quebrar os pressupostos do Ténis

O piso em Montreal não tende a ser tão veloz quanto o de Washington e isso pode prejudicar o rápido jogo de Kyrgios, no entanto, creio que muito dependerá do seu estado anímico para o embate.

Irá ele entrar com a intenção de fazer nova campanha de sucesso em semanas consecutivas, ou irá ‘desbaratar’ o jogo para poder descansar com vista a manter a sua saúde física antes do US Open?

Com Nick Kyrgios temos mesmo que esperar para ver…

Telegram ApostaGANHA
50€ de Bónus
50€ de Bónus
20€ de Bónus
Freebet de 10€