Apostas Online em Portugal – Aposta Ganha
Apostas Online

        Apostas Online em Portugal. Prognósticos, Tips e Guias de como apostar nos sites de apostas

Novak Djokovic acentua domínio em Melbourne com 8º título

Não foi uma partida fácil para o tenista sérvio, no entanto ‘Nole’ acabou por se superiorizar a Dominic Thiem na grande final do Open da Austrália para conquistar o seu 8º título em Melbourne Park – e 17º de Grand Slam na carreira.

Foi preciso puxar dos galões perante poderio austríaco

Após duas horas de encontro e três sets disputados pairou a ideia de que Novak Djokovic não estaria em condições de contrariar o poder de fogo de Dominic Thiem, pois o sérvio viu-se em desvantagem de dois sets a um enquanto ia revelando alguma apatia.

djokovic australia 2020

Mas todos nós sabemos como funcionam os tenistas de elite – aqui só se incluem Rafa Nadal, Roger Federer e o sérvio – que quase sempre surgem à tona em momentos de dificuldade para provarem por que razão são os supercampeões do nosso tempo.

Djokovic recuperou a concentração e a estratégia com que tinha entrado na partida – adjudicando o primeiro set por 6-4 – e não mais voltou a claudicar, batendo o austríaco por 3-2 após dois sets finais muito sólidos, próprios da sua qualidade de fundo do court e de uma maior eficácia no serviço.

Apesar da derrota, Dominic Thiem voltou a demonstrar que é claramente o tenista mais próximo de ‘roubar’ títulos de Grand Slam ao trio de elite do ténis, tendo em conta que já foi finalista vencido nos últimos dois anos em Roland Garros e agora atingiu a sua terceira final aos 26 anos de idade.

Numa altura em que está ainda a amadurecer enquanto jogador e perspetivando-se o declínio dos atuais dominadores, o tenista austríaco poderá ter uma janela de oportunidade nos próximos 4/5 anos para conquistar alguns torneios de grande nomeada.

No final, o tenista vencido sublinhou a importância de ter sido capaz de competir ao mais alto nível também em piso duro, tendo batido adversários de excelência como Rafael Nadal ou Alexander Zverev até à Final, e por pouco não surpreendendo Novak Djokovic.

Thiem tende a ser ainda mais forte em terra batida, onde tem mais tempo para preparar as suas devastadoras pancadas de direita e esquerda, e certamente que chegará ao Open de França com a confiança ainda mais reforçada, podendo ser novamente um perigo para o trio de elite.

Ele está avaliado nas principais casas de apostas em Portugal em apenas 3.30 para vencer o torneio francês, apenas atrás do Rei da Terra Batida – Rafa Nadal a 1.64.

O maior campeão da história em Melbourne Park

Se há dez anos alguém dissesse a Novak Djokovic que ele seria o maior ganhador da história do Open da Austrália ele provavelmente soltaria uma gargalhada. Na altura, em 2010, somava apenas um título em Melbourne e debatia-se com a era dourada de Rafael Nadal e Roger Federer.

Na verdade, o tenista suíço já havia arrecadado quatro troféus por terras australianas nesses dias e perfilava-se para tentar bater o record de Roy Emerson (6) a fim de se tornar no maior vencedor da competição.

Mas a emergência do supercompetitivo Novak Djokovic impediu Roger Federer de manter o ritmo de títulos em Melbourne – interregno entre 2010 e 2017 quando venceu duas vezes consecutivas – e hoje a lenda helvética viu o sérvio fugir, liderando agora nessa guerra particular por 8-6.

Por outro lado, também foi evidente na presente edição que Federer tem cada vez maiores dificuldades para manter um elevado nível de jogo por muito tempo numa só partida, e tal deverá ser-lhe fatal para a perseguição de mais títulos de Grand Slam.

Elevador da glória continua a subir…

Com mais este troféu num Grand Slam, Novak Djokovic passa a contar com 17 títulos nos quatro mais importantes torneios do planeta tenístico, e tal significa que está a somente dois de Nadal (19) e três de Federer (20).

Ora, com menos um ano do que Rafael Nadal e menos seis do que Roger Federer é legítimo pensar-se que o tenista sérvio poderá ser aquele que mais tempo poderá manter-se com um nível de jogo digno da elite.

O espanhol Nadal tem sido muito fustigado por problemas físicos por conta da enorme pressão que coloca sobre os seus joelhos e zona abdominal numa partida de ténis e Federer tem uma idade muito avançada para poder competir regularmente ao melhor nível, pelo que Djokovic pode ser aquele que tem um estilo de jogo e preparação física mais
propícia a manter-se no topo por mais tempo.

Será que consegue atingir o nº de títulos dos seus rivais? Bem, teremos de esperar para ver, mas, para já reassume o estatuto de nº1 do ranking ATP que havia perdido para Nadal no final da época passada.

Roland Garros não tem sido uma terra prometida para o sérvio – só venceu uma vez – ao contrário de Nadal – já lá venceu 12 vezes! – portanto será mais um grande desafio tentar vencer o torneio gaulês pela segunda vez na carreira.

Ele negoceia ao mesmo preço de Thiem – 3.30 na Betano – para vencer o próximo Grand Slam da temporada 2020.

Outros links Apostaganha onde podes obter mais informações:

Receba Tips exclusivas e gratuitas no canal dos tipsters Profissionais Apostaganha: PROFISSIONAIS

Entra no nosso canal do telegram se queres Receber todos os Prognósticos, Destaques, Tutoriais, Promos e muito mais., assina o nosso CANAL .

Se queres conversar connosco também no Telegram através de CHAT Clica aqui….Assiste a todos os nossos podcast e dicas de apostas no nosso canal de youtube. Se gostas de outras redes sociais segue-nos no Instagram e Twitter.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *