Prognósticos para Apostas Desportivas Online – Aposta Ganha

Novak Djokovic com via aberta em Cincinnati

Depois da eliminação de Roger Federer na noite anterior, Novak Djokovic parece ter caminho livre rumo à renovação do título conquistado em 2018 no Masters de Cincinnati. Em vésperas de US Open, nada melhor que um troféu para dar confiança ao tenista sérvio…

Favoritos têm caído um a um

No início do último torneio ATP Masters 1000 antes do Open dos Estados Unidos, Novak Djokovic e Roger Federer como que repartiam o favoritismo, embora outros nomes como Nick Kyrgios, Alexander Zverev ou Kei Nishikori também tivessem claras ambições.

Novak Djokovic com via aberta em Cincinnati

Acontece, que dos nomes previamente mencionados só Novak Djokovic atingiu os Quartos de Final da competição.

A derrota de Roger Federer na noite anterior em dois sets perante o jovem promissor Andrey Rublev terá sido a maior surpresa do torneio até este momento, mas o modo como Kei Nishikori, Stefanos Tsitsipas ou Alexander Zverev foram afastados também causou alguma sensação.

Enquanto muitos dos tenistas mais conceituados do torneio foram dizendo adeus a conta-gotas, o nº1 mundial Novak Djokovic continuou o seu trajeto tranquilamente.

‘Nole’ com exibições seguras e sóbrias

Pela primeira vez em ação desde a conquista do torneio de Wimbledon, Novak Djokovic surgiu igual a si mesmo com exibições seguras que dispensam demasiados esforços.

Na segunda ronda da prova, Djokovic bateu Sam Querrey por 7-5 e 6-1 em pouco mais de uma hora de jogo, e nos Oitavos de Final da prova precisou de cerca de hora e meia para bater o espanhol Pablo Carreno-Busta por 6-3 e 6-4.

Para que se tenha uma ideia mais clara da solidez de jogo que o sérvio tem apresentado, ele perdeu apenas uma vez o seu jogo de serviço ao longo dessas duas partidas, sendo de destacar que isso aconteceu precisamente na primeira vez que serviu em todo o torneio, pelo que ainda estaria em fase de adaptação.

Mas quando Djokovic está adaptado ao piso em que compete ele torna-se altamente difícil de ser batido e tal tende a ser provado até ao final da semana aqui em Cincinnati.

Ele enfrenta agora o gaulês Lucas Pouille na madrugada de sexta para sábado e surge como super-favorito com cotação de 1.03 na Betclic para seguir até às semifinais.

Pouille tem tido uma semana muito positiva com importantes triunfos sobre jovens talentosos como Denis Shapovalov e Karen Khachanov, mas agora a sua caminhada deve chegar ao fim perante o melhor dos tenistas mundiais em piso duro.

Favoritismo exacerbado após eliminações precoces

Desde o início do torneio que Novak Djokovic negociou como favorito à conquista do torneio, até porque defende o título conquistado no ano anterior, no entanto, com as sucessivas eliminações de potenciais ameaças ao seu sucesso, o tenista sérvio é agora ainda mais favorito a erguer novo troféu esta época, com cotação de 1.25 na Bet.pt .

nole cinci

Roberto Bautista-Agut tem sido um osso duro de roer para o sérvio em ocasiões anteriores e figura como segundo da lista das casas de apostas com cotação de 5.00 enquanto o russo Daniil Medvedev continua em grande forma e encontra-se em 5.50.

De qualquer forma, a fadiga acumulada pelos dois jogadores mencionados acima deverá ser impeditiva de poderem fazer frente a Novak Djokovic que, contrariamente a eles, chega de baterias carregadas e pronto a testar a sua atual condição física antes do último Grand Slam do ano, o Open dos Estados Unidos.

O Maníaco Kyrgios

Depois de ter vencido recentemente o torneio de Washington e ter dado grande espetáculo para as bancadas durante esses dias, o tenista Nick Kyrgios voltou a revelar o seu mau génio em Cincinnati, numa acumulação de infrações às regras que lhe irá custar 100.000 euros.

O tenista australiano de descendência grega voltou a exasperar perante uma sucessão de acontecimentos que lhe desagradaram, partindo raquetes na zona de acesso aos balneários, discutindo veemente com o árbitro e até cuspindo na direção do árbitro – sem lhe acertar, é claro.

Em suma, e pouco mais de duas semanas após o tal sucesso num torneio ATP500, Kyrgios está novamente a afundar-se na sua própria lama e a comprometer uma carreira que poderia ser muito interessante caso conseguisse dominar e disciplinar o seu caráter.

kyrgios gritando

Na verdade, a sua derrota na segunda ronda aqui em Cincinnati terá tido mais a ver com a sua perda de concentração do que propriamente com a excelência do jogo do seu adversário – Karen Khachanov – nessa partida.

Há semelhança de tantas outras ocasiões, Nick Kyrgios cavou a sua própria sepultura nesse embate e acreditar numa grande campanha da sua parte no US Open será sempre um exercício de grande dificuldade, pois nunca saberemos qual será o dia em que terá um burn-out em pleno court.

Telegram ApostaGANHA
50€ de Bónus
50€ de Bónus
20€ de Bónus
Freebet de 10€