Prognósticos para Apostas Desportivas Online – Aposta Ganha

Novak Djokovic com via aberta para a Final de Wimbledon

O atual detentor do título do Grand Slam de relva continua a desfilar pelos courts de Wimbledon e parece lançado para atingir a Final tendo em conta que não terá qualquer top-20 pela frente até ao jogo decisivo, mercê de uma conjugação de resultados favorável até ao momento…

‘Nole’ tem calendário favorável, mas não pode relaxar…

O atual nº1 mundial e campeão de Wimbledon tem trilhado um trajeto bastante tranquilo na presente edição do torneio inglês, cedendo apenas um set nas primeiras quatro rondas sem ter que defrontar adversários verdadeiramente perigosos.

E as eliminações precoces de tenistas potencialmente ameaçadores como Dominic Thiem, Stan Wawrinka, Milos Raonic ou Karen Khachanov parece abrir claramente o caminho da Final ao tenista sérvio que já negoceia como destacado favorito à conquista do torneio com cotações de somente 1.65 na ESC Online.

Ainda assim, Djokovic precisa manter o foco e jogar cada jogo sem pensar no próximo uma vez que tanto David Goffin já nos Quartos de Final, como o próprio Roberto Bautista numa potencial semifinal são tenistas com histórico de dar dores de cabeça ao sérvio.

David Goffin já bateu ‘Nole’ em relva e, mais recentemente em terra batida, num confronto histórico onde o belga perde por 5-2, no entanto já provou ser capaz de bater um dos colossos do ténis mundial.

Para o embate desta Quarta-Feira, Novak Djokovic é disparadamente favorito nas casas de apostas com cotações mínimas de 1.03 para bater o belga que vai até aos 9.00 na Betclic.

Roberto Bautista é ‘besta negra’ temível

O outro embate do qual resultará o semifinalista que defrontará Djokovic, em caso de vitória do sérvio, irá opor dois especialistas do fundo do court.

Roberto Bautista Agut tem surpreendido em relva esta época, tal como o seu rival neste embate Guido Pella, algo que confirma a maior lentidão dos courts esta época que tem prejudicado claramente os grandes servidores.

Neste momento, apenas Sam Querrey se mantém em prova dos muitos servidores do circuito, numa demonstração clara de que sem velocidade os fortes servidores ficam desarmados.

agut

Mas Roberto Bautista é um ‘cavalo de corrida’ que não desiste perante nenhum pretexto e certamente poderá agendar um interessante duelo com Novak Djokovic nas semifinais.

O tenista espanhol levou o seu tempo a instalar-se definitivamente entre os 20-30 melhores do ranking mundial, mas a verdade é que se tem tornado num osso duro de roer para a maioria dos tenistas de elite e ‘Nole’ não é diferente.

Atualmente, e após ter perdido nos primeiros cinco embates entre ambos, Bautista Agut venceu três dos últimos cinco com destaque para as duas vitórias já conquistadas em 2019 nos pisos duros de Doha e Miami.

Os dois jogadores nunca antes se defrontaram em relva pelo que será interessante perceber de que modo se irão encaixar nesse potencial confronto, fazendo fé que Bautista consiga derrotar Guido Pella que já tem muitas horas em court neste torneio, sendo mesmo forçado a vencer duas partidas em cinco sets.

Rafa e Federer em rota de colisão na outra metade do quadro

Como ficou visível aquando da realização do sorteio, Rafael Nadal e Roger Federer poderiam defrontar-se nas Meias-Finais do torneio caso ultrapassassem todos os obstáculos até esse momento, e nesta fase só lhes resta mais um encontro para agendarem um autêntico clássico.

fedal 2

É por isso que Novak Djokovic se destaca tanto no topo da lista de favoritos à conquista do torneio, pois é difícil imaginar qual dos outros dois poderá estar na Final e em que condições físicas após uma provável batalha titânica nas semifinais.

Assim, Roger Federer e Rafael Nadal estão ambos com cotações de 4.00 na ESC Online para vencerem o torneio, resultado do seu provável confronto dentro de poucos dias.

Nadal colocou termo ao sonho de João Sousa

João Sousa realizou uma campanha brilhante em Wimbledon tornando-se no primeiro tenista português a atingir os oitavos de Final do mítico torneio londrino. A sua campanha foi verdadeiramente extraordinária tendo em conta a dimensão dos obstáculos que foi ultrapassando.

O tenista luso começou por eliminar um dos jovens tenistas da casa de modo autoritário em quatro sets, precisando de lutar contra a vontade do público inglês.

Posteriormente, causou uma das sensações do torneio ao eliminar o anteriormente finalista Marin Cilic em três sets por triplo 6-4 numa exibição que terá surpreendido o mundo do ténis.

sousa nadal

A caminhada do conquistador vimaranense conheceria novo capítulo épico ao afastar Dan Evans, a grande esperança britânica no torneio na ausência de Andy Murray, numa partida resolvida em cinco sets e com momentos de puro dramatismo na sua fase final.

O seu caminho chegou ao fim nesta segunda-feira frente a Rafael Nadal.

O peso dos números (triplo 6-2) não reflete a exibição do tenista português que até travou alguns pontos realmente emocionantes com o espanhol, no entanto, nos momentos decisivos e naqueles pontos mais importantes imperou a superioridade e maior experiência do espanhol.

Parabéns João Sousa! Fizeste voar alto a nossa bandeira em Londres!