Apostas Online em Portugal – Aposta Ganha

Novak Djokovic imponente no Masters 1000 de Shanghai

O tenista sérvio e atual nº1 mundial tem dado sequência ao seu título no ATP 500 de Tóquio na semana passada, com excelentes exibições em Shanghai já na presente semana, e tendo na manhã desta quinta-feira assegurado um lugar nos Quartos de Final do torneio após bater John Isner.

Novak Djokovic: O Rei dos pisos duros

Se é verdade que Rafa Nadal é intocável em terra batida e Roger Federer quase indestrutível em relva, também é uma evidência que Novak Djokovic é o melhor jogador do planeta em piso duro.

Novak Djokovic Masters 1000 de ShanghaiSim, ‘Nole’ foi forçado a desistir do Open dos Estados Unidos de tênis há cerca de um mês, mas conseguiu uma boa recuperação do seu ombro a fim de entrar nesta fase da temporada por terras asiáticas onde geralmente costuma brilhar.

Ele venceu o torneio de Tóquio há uma semana com grande autoridade, embora a qualidade dos seus adversários fosse francamente inferior aquela que está a encontrar aqui em Shanghai.

De qualquer forma, não podemos ignorar que o tenista dos Balcãs teve uma paragem de algum tempo que poderia ter influenciado a sua qualidade de jogo bem como os seus índices físicos, porém isso parece ter sido rechaçado pelo jogador que se apresentou em boa forma.

Juntando as suas partidas que conduziram ao título em Tóquio e as duas que já disputou na China esta semana, Djokovic encontra-se numa sequência de sete vitórias consecutivas sem ceder qualquer set ou sequer ser forçado a disputar um tie-break.

Ora, estes números só vêm confirmar a ideia transmitida no início do texto, isto é, que Djokovic é um autêntico rei dos pisos duros quando se apresenta em boa forma física e psicológica.

Vencer em Shanghai para solidificar nº1 mundial

Rafa Nadal tem liderado a tabela pontual na presente temporada, no entanto, os pontos para o ranking são contabilizados de acordo com a defesa que um jogador faça dos torneios onde foi bem-sucedido, portanto ‘Nole’ precisa manter os pontos da vitória em Shanghai no ano passado para manter a liderança do ranking mundial do seu lado.

Ele já lidera este ranking há largas semanas e pretende agora encerrar a temporada como nº1 mundial, necessitando de apresentar bom rendimento neste Masters 1000 de Shanghai, no Masters 1000 de Paris mais perto do final do mês e, finalmente no ATP Tour Finals que marca o final da época.

Para já, Novak Djokovic tem confronto agendado com o jovem prodígio grego Stefanos Tsitsipas na manhã desta sexta-feira em partida dos quartos de final do torneio chinês.

Mas Tsitsipas vive um período de forma algo dúbio, tendo sido derrotado na estreia em Tóquio por Lucas Pouille e agora sofrendo para atingir os quartos de final em Shanghai, batendo esta manhã o polaco Hubert Hurkacz em três sets com tie-break no set final em partida que superou as duas horas e 15 minutos.

O tenista grego, atual nº7 mundial, parece sofrer ligeiramente com pisos mais rápidos que lhe retiram algum tempo para preparar a sua pancada de esquerda a uma mão, e isso tende a ser-lhe fatal no duelo com Djokovic.

Desse modo, não espanta que o tenista sérvio seja francamente favorito a vencer a partida a 1.15 na Betano contra os avultados 5.00 do promissor tenista grego.

Curiosamente, Tsitsipas já bateu Djokovic em piso duro (2018) no Canadá, mas isso não deverá ter grande repercussão nesta ocasião, com o tenista sérvio apresentando maiores índices de frescura e confiança por estes dias.

Estupendo Medvedev

Já não há palavras para descrever a temporada de piso duro do tenista russo Daniil Medvedev.

Com cinco finais de torneios consecutivas (venceu em S.Petersburgo e Cincinnati), uma das quais num Grand Slam (Open dos Estados Unidos) o temperamental tenista do leste europeu tem-se afirmado de modo inequívoco entre a elite do ténis mundial e não parece querer parar até final da temporada.

med xangai

Após a conclusão da épica Final do Open dos Estados Unidos onde quase fez o impensável de virar uma desvantagem de dois sets frente a Rafa Nadal, o tenista russo regressou à ação vencendo o torneio do seu país em São Petersburgo sem ceder qualquer set e já esta semana desfilou até aos quartos de final de Shanghai.

São já seis vitórias consecutivas sem ceder qualquer set, e agora terá pela frente o carismático italiano Fabio Fognini na luta por um lugar nas Meias-Finais do torneio chinês onde poderá agendar duelo com Novak Djokovic.

Para o embate desta sexta-feira, Medvedev é favorito a 1.20 face aos 4.25 de ‘Fogna’ nas casas de apostas, um tenista que costuma adorar jogar na condição de ‘underdog’ apenas para contrariar os especialistas. Terá argumentos para lidar com um sensacional Daniil Medvedev?

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *