Novak Djokovic procura destacar-se da concorrência em Indian Wells

Aposta Ganha / Destaques do Desporto e das Apostas / Novak Djokovic procura destacar-se da concorrência em Indian Wells

Depois de assegurar o primeiro título de Grand Slam da temporada em Melbourne Park, Novak Djokovic regressa à competição no BNP Paribas Open em busca do primeiro Masters 1000 da temporada no circuito ATP.

Novak Djokovic: Gestão física e psicológica em temporada longa

Novak Djokovic já cumpriu o seu papel de favorito no Open da Austrália esta temporada, vencendo o torneio de Grand Slam com relativa autoridade, em especial na Final diante de Rafa Nadal numa enorme demonstração de força.

Bater o espanhol em três sets de modo tão sóbrio e profissional terá certamente assustado toda a concorrência.

Agora, e depois de uma pausa superior a um mês, ‘Nole’ volta à competição em Indian Wells com o intuito de recuperar um título que lhe fugiu nas últimas duas edições – Roger Federer venceu em 2017 e Juan Martin Del Potro foi mais forte em 2018.

Roger Federer v Novak Djokovic – 2015 BNP Paribas Open Final:

O tenista sérvio comanda o ranking mundial com grande vantagem sobre os restantes tenistas nesta fase, e caso tenha uma boa prestação no BNP Paribas Open poderá acentuar essas diferenças uma vez que não venceu o troféu na época passada, pelo que em caso de vitória, irá somar mais alguns pontos ao seu pecúlio.

Indian Wells é claramente um local onde Djokovic tem assumido protagonismo nos últimos anos e, neste momento está entre os mais titulados da história da prova na companhia de Roger Federer com cinco vitórias cada.

Como tem sido visível nos últimos tempos, Novak é cada vez mais considerado de modo unânime o melhor tenista de todos os tempos em piso duro.

A forma como tem dominado sob este piso nos últimos anos é deveras notável, em especial se levarmos em conta que ele pertence à mesma geração de dois ilustres conhecidos – Roger Federer e Rafael Nadal.

A partir desta Quinta-Feira, poderemos ter mais uma oportunidade de testemunhar até que ponto é que o tenista sérvio se destaca dos demais na atualidade.

Sunshine Double no horizonte

Durante o mês de março, toda a ação tenística de elite irá decorrer nos Estados Unidos. Em primeiro lugar, já esta semana, teremos Indian Wells e logo de seguida os jogadores seguem para Miami para novo Masters 1000.

Ora, aqueles tenistas de topo que já venceram ambos os torneios de modo consecutivo têm o privilégio de celebrar o ‘Sunshine Double’, e neste departamento Novak Djokovic lidera tendo conseguido este feito em quatro ocasiões na sua carreira, com a lenda helvética Federer logo a seguir com três.

Mas a verdade é que neste momento só parece existir um tenista ao cimo da terra capaz de replicar este ‘Sunshine Double’ em 2019, e esse jogador é obviamente Djokovic.

Sim, Roger Federer venceu recentemente um torneio ATP 500 no Dubai batendo tenistas de qualidade como Fernando Verdasco, Borna Coric ou Stefanos Tsitsipas até erguer o troféu, no entanto, um Masters 1000 implica outro tipo de adversários desde as fases iniciais, pois todos os melhores tenistas estarão presentes.

É um facto que aos 37 anos de idade Roger Federer beneficia de torneios onde as partidas se discutem à melhor de três sets, no entanto a exigência será grande nos Estados Unidos e o tenista helvético poderá sentir dificuldades para manter a sua solidez de jogo ao longo de tanto tempo de competição.

Isto pensando numa perspetiva de ‘Sunshine Double’, pois acredito que Federer possa vencer pelo menos um destes torneios.

Quem pode fazer frente a Nole?

Novak Djokovic é claramente favorito a vencer o torneio de Indian Wells com a Betclic a avaliá-lo em  1.80 .

Naturalmente, seguem-se os suspeitos do costume Rafa Nadal e Roger Federer, ambos a 4.40  como principais obstáculos ao eventual sucesso do tenista sérvio, mas até aqui nada de novo.

Então, quem pode surgir no meio destes e causar sensação? Eu diria que muito poucos…

Alexander Zverev  que paga 8.50 continua a desiludir em torneios de Grand Slam, mas já obteve algum sucesso em Masters 1000 e é sempre um nome a ter em conta, no entanto ainda procura a melhor forma em 2019.

melhores tenistas

Ele perdeu recentemente a Final de um ATP 500 no México pelo que ainda procura o seu primeiro título em 2019.

Outro tenista que pode surpreender os principais candidatos é o lunático Nick Kyrgios 10.00 que provou recentemente poder atingir altos patamares de qualidade, embora normalmente prefira distrair-se com o acessório e deitar por terra as suas extraordinárias qualidades como tenista.

Ele bateu Rafa Nadal no torneio mexicano numa partida altamente apimentada pelas peripécias do australiano ao longo do desafio com o tenista espanhol a não poupar nas críticas pós-partida alegando que Kyrgios poderia ser muito melhor se não perdesse tempo com supostas lesões e manobras de diversão.

O talentoso australiano está apenas na 33ª posição do Ranking ATP, mas a forma como venceu o torneio mexicano afastando Rafa Nadal, Stan Wawrinka, John Isner e Alexander Zverev foi mais uma prova das suas capacidades, e agora cabe ao imprevisível Kyrgios tentar transportar esse nível de jogo para outras quadras de ténis um pouco por todo o mundo.

Tsitsipas comanda a nova geração

Stefanos Tsitsipas  10.00  é aos 20 anos de idade uma das maiores promessas do ténis mundial, ocupando já uma valorosa 10ª posição no circuito ATP.

O tenista grego está a ter um sensacional começo de temporada com uma semifinal no Open da Austrália, uma vitória no torneio de Marselha e uma presença na Final no torneio do Dubai onde só perdeu para Roger Federer.

Deste modo, torna-se natural que o tenista grego seja inserido no lote de potenciais vencedores do BNP Paribas Open, embora o seu elevado número de partidas já disputadas esta temporada possa complicar um pouco a sua vida.

Tsitsipas já leva 20 partidas disputadas esta temporada, seis delas à melhor de cinco sets, portanto uma das nuances a ter em conta no caso do grego será claramente a eventual fadiga que ele possa já ter acumulada nesta fase da temporada.

Karen Khachanov e Borna Coric – ambos a  25.00  na Bet Pt – são outros dois nomes com potencial para causar algumas surpresas nas próximas semanas nos Estados Unidos da América, no entanto, ambos chegam em momentos de forma pouco convincentes pelo que só melhorando significativamente poderão perigar junto dos mais fortes.

Del Potro não defenderá título

Juan Martin Del Potro foi o tenista mais forte na última edição do BNP Paribas Open em Indian Wells, mas uma nova lesão impediu-o de competir nos primeiros meses da temporada, tendo iniciado a sua atividade apenas em finais de fevereiro no torneio de Delray Beach.

Aí, a Torre de Tandil avançou duas rondas antes de perder para um tenista da casa nos Quartos de Final.

Em termos teóricos, terá sido o regresso esperado com duas vitórias motivadoras e uma saída do torneio numa fase em que o argentino evitaria um desgaste muito repentino após tão prolongada ausência.

No entanto, o tenista argentino de 30 anos viria pouco depois a anunciar a sua desistência do torneio norte-americano que terá lugar esta semana por ainda sentir dores no joelho ao qual foi operado em outubro.

Deste modo, e ainda situado na 5ª posição do ranking ATP, Del Potro sujeita-se a uma séria queda no ranking pois irá perder os pontos conquistados no ano anterior em Indian Wells.

Aparentemente, Delpo precisará de mais umas semanas de tratamento ao joelho antes de poder regressar aos treinos e até a sua presença em Miami está neste momento colocada em causa.

del potro

O tenista alviceleste é um dos mais adorados no circuito ATP – não só pelos fãs, mas também pelos colegas de profissão – pela sua forma de ser e pelo sacrifício e agonia por que tem passado na sua carreira.

Ele era apontado como um dos tenistas do futuro e até venceu um Grand Slam – Open dos Estados Unidos – numa fase prematura da sua carreira, porém, sucessivos problemas físicos, em especial num pulso, acabaram por dinamitar a sua carreira e deixá-lo largos períodos fora dos courts.

Ainda assim, sempre que surge em competição Del Potro demonstra toda a sua qualidade com um serviço potente e uma direita absolutamente arrasadora.

Ele foi finalista do último Open dos Estados Unidos e parecia caminhar para se apresentar em grande forma em 2019, mas uma vez mais os problemas físicos acabaram por tramar o gigante sul-americano.

João Sousa: Representação lusa terá ambiente hostil

João Sousa tem entrada direta no quadro principal em Indian Wells, mas o sorteio ditou que terá de defrontar uma das novas esperanças do ténis norte-americano.

Aos 23 anos, MacKenzie McDonald tem vindo a subir a pulso entre a elite do ténis mundial e já figura na 62ª posição do ranking mundial, sendo de destacar a sua particular apetência por pisos duros. joao souza

Já o tenista português não tem grandes recordações destes Masters 1000 nos Estados Unidos e até chega a esta competição após dececionantes campanhas em terra batida nas últimas semanas.

Deste modo, é natural o favoritismo do jovem norte-americano que está a  1.60  para bater o português João Sousa que negoceia a  2.25  na Esc Online uma das maiores casas de apostas de Portugal.

O Conquistador vimaranense terá de puxar dos galões e de toda a sua experiência se quiser seguir para a segunda ronda da competição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




CASAS DE APOSTAS LEGAIS
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a apostas desportivas online.
4,0 rating
10€ Gráris mais 200% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 50 de euros.
3,5 rating
5€ Grátis com o Código Promocional: apostaga
mais Bónus no primeiro depósito até um máximo de 100 euros.
3,0 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 100€ euros.
3,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito aposta sem risco até 50 euros.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.
3,8 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.
4,3 rating
Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.
4,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50€ euros.