O incrível topo do campeonato após 7 jogos

Aposta Ganha / Destaques do Desporto e das Apostas / O incrível topo do campeonato após 7 jogos

Sete jornadas da Liga NOS com um líder fantástico. Pela imprevisibilidade e pela qualidade. O Famalicão de João Pedro Sousa não é mais uma daquelas meras equipas-sensação que surgem quase todas as épocas a meterem-se no topo da tabela.

O incrível topo do campeonato após 7 jogos

É óbvio que não será campeão mas o suporte financeiro que está na base deste projeto desportivo que permitiu a contratação de excelentes jovens jogadores, pensados ao mesmo tempo para um sedutor onze no presente e investimentos lucrativos num futuro breve, permite pensar numa sustentabilidade no topo.

O incrível topo do campeonato após 7 jogos

Mesmo assim, e vendo os cortes de Nehuen Perez, 19 anos, central de luxo emprestado pelo Atletico de Madrid ou os rasgos individuais com visão de jogo de Diego Lameiras que antes só jogara em divisões secundárias inglesas, o jogador que mais brilha é outro, já bem conhecido do nosso futebol, desse a formação do FC Porto mas que o Braga inexplicavelmente dispensou: Fábio Martins.

A partir do flanco esquerdo, organiza os melhores movimentos atacantes da equipa ou arranca com a bola controlada, procurando zonas mais interiores para passar ou rematar. Tudo com critério e personalidade.

A nova consistência do FC Porto

O próximo jogo será no Dragão, contra o FC Porto. Mais do que um teste, uma aventura fantástica de 90 minutos para este líder-sensação de bom futebol.

Neste momento, o onze de Sérgio Conceição resgatou a confiança e a consistência táctica de jogo que abalava na pré-época (e custou a Liga dos Campeões). A dupla Danilo-Uribe com os apoios de Otávio a sair da faixa para ser o terceiro médio, quase um 10, dá á equipa a possibilidade de controlar o jogo de formas diferentes.

A opção cada vez mais firme de Corona a lateral-direito foi a melhor solução para a dinâmica da equipa em face das opções ao dispor (Saravia está longe do nível exigível para o melhor onze portista e Manafá, embora rápido a atacar, não tem a inteligência de jogo do mexicano).

sergio conceição

Claro que esta opção tem o dano colateral de recuar demais Corona no terreno quando podia ser mais desequilibrado na frente, como extremo puro, mas no jogo de consistência de equilíbrios ataque-defesa/defesa-ataque que Conceição quer, ele consegue, conjugando com os tais movimentos interiores de Otávio, fazer muito bem o flanco também a atacar.

Noutros momentos, a faixa direita é para a largura com explosão de Marega sempre apanha espaço de profundidade.
Na esquerda, as subidas de Alex Teles e o jogo mais vertical de Luís Diz, enquanto Nakajima, mais reativo no momento da perda da bola, é essencialmente um segundo-avançado para fazer diagonais e a aparecer nas costas os médio-defensivos (trincos) do adversário.

Como pode Lage melhorar o jogo do Benfica?

O Benfica vive, nesta fase, uma indefinição na construção do seu corredor central, em dois lugares: o nº8 e o de segundo-avançado, os homens que jogam á frente do nº6 Florentino ou atrás do nº9 Seferovic.

O primeiro elemento desejado é Gabriel, em busca ainda do seu melhor ritmo de jogo depois da lesão. Taarabt nessa posição pode ser forte em condução de bola mas não em saída em organização através do passe.

Nessa missão, encaixam melhor a características de Samaris, enquanto Gedson não tem o perfil que Lage quer para essa posição porque é um nº8 primeiro de pressão e só depois de jogo (Lage quer o contrário de prioridade de características de jogo, mas Gedson pode evoluir nesse aspecto).

Ou seja, a dinâmica do 4x4x2 que fez o sucesso de Lage na época passada perdeu essas duas peças base em termos de estilo de jogo que garantiam e este ressente-se dessa falta. As chamadas “adaptações de estilo” que têm sido feitas em ambas as posições estão longe de garantir o mesmo jogo.

lage europa

Penso que, nesse sentido, Lage tem de procurar, mesmo sem obrigatoriamente mexer no sistema, outros princípios de jogo (movimentações) nesses espaços. Desde logo, atrás do ponta-de-lança. Mesmo abdicando de Raul de Tomas nas costas de Seferovic, não encontrou um jogador para mover-se entrelinhas nesse espaço.

Em face do estilo, penso que, noutros princípios de diagonais, esse jogador pode ser Rafa, com qualidades de rompedor desde trás em posse e poder de desequilíbrio no um-para-um, embalado ou em espaços curtos a nível do passe.

É um processo individual que só poder ser entendido com um plano colectivo a emoldura-lo onde deve ser colocada a questão de faz sentido nesta fase (vendo os problemas de construção-saída no corredor central) manter Pizzi descaído numa faixa em vez de o colocar como o motor do meio-campo.

Na minha leitura, com as limitações físicas atuais de Gabriel, faria e poderia ser a solução para os problemas de jogo benfiquistas nesses espaço.

O ultimo problema de Silas é a táctica

A estreia de Silas no Sporting revelou como o problema do Sporting está longe de ser o treinador.

A equipa actuou tacticamente em “coma profundo” nas Aves sem conseguir manter uma intensidade e velocidade alta de jogo.

Deixou o jogo correr de forma sonâmbula mesmo frente ao lanterna vermelha.

Em 4x4x2 clássico, deixando o complexo 4x4x2 losango de Pontes, a equipa ficou melhor estruturada em campo mas sem dinâmica nos movimentos, tirando alguns rasgos de Bolasie, um dos avançados-centro móveis que dessa forma arrancou sozinho a lutar na área por uma bola que até já parecia perdida.

https://twitter.com/visaojogo/status/1178787966820458498

Perceber o que pode ser o impacto de Silas é mais do que uma questão de inovação táctica mas sim de conseguir reanimar a equipa em termos emocionais e só depois poder pensar em condições no modelo de jogo mais adequado.

Penso que é um treinador com enorme potencial de crescimento e que também pode crescer ao mesmo tempo da equipa como pretende, mas para isso precisa primeiro de a conseguir retirar desta zona de conflito em que ela vive aprisionada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




CASAS DE APOSTAS LEGAIS
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a apostas desportivas online.
4,0 rating
10€ Gráris mais 200% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 50 de euros.
3,5 rating
5€ Grátis com o Código Promocional: apostaga
mais Bónus no primeiro depósito até um máximo de 100 euros.
3,0 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 100€ euros.
3,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito aposta sem risco até 50 euros.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.
3,8 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.
4,3 rating
Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.
4,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50€ euros.