Prognósticos para Apostas Desportivas Online – Aposta Ganha

O que vale hoje Vinícius no Real Madrid?

Vinícius daqueles jogadores que nos fazem levantar quando pega na bola mas á medida que avança com ela dominada sobre o lado esquerdo da ataque, invadindo a faixa, conduzindo em posse perfeita com o pé direito, começamos a pensar que a jogada afinal pode acabar sem tanto perigo.

O que vale hoje Vinícius no Real Madrid?

A responsabilidade, no entanto, não é do jogador. É mais da equipa que não o acompanha nessa criatividade e, sobretudo, no “instinto predador” do último elo de ligação com o jogo que tem de ser o remate e o golo.

É o que sinto vendo hoje os arranques de Vinícius Júnior no flanco esquerdo do Real e o que sinto, também, vendo toda a equipa “merengue” na maioria dos jogos.

A “sala de máquinas” Casemiro-Kroos-Modric continua mas a falta de objectividade criativa-finalizadora atacante compromete muito daquilo que, na essência, continua a ser uma boa ideia de jogo.

vinicius

O estado depressivo em que caiu o futebol de Bale é também reflexo disso embora, neste caso, o problema seja mais resultado do que ele sempre foi: um jogador de “aventuras individuais” com bola que nunca se sentiu confortável a jogar só numa posição.

Colocado sobre a direita, volta a debater-se com muitos espaços que embora dando-lhe liberdade para correr, não lhe dão as melhores “estradas tácticas” para o fazer em direção á baliza.

O Real de Solari é um caso difícil de analisar numa época de reconstrução pós-Ronaldo. Os problemas não se resumem, porém, fazendo analise ou autocritica a um jogador, mesmo que “fabulosa máquina de golos”, que saiu.

Prognóstico
Valladolid vs Real Madrid: Real Madrid vence a 1.46 na ESC Online.

Há um problema de fundo nas concepções e ligação entre sectores na equipa.

A defesa luta nos cortes, o meio-campo trabalha mas o ataque parece uma “ilha de individualistas” onde só Benzema continua a ser o jogador que quer jogar com a equipa mas numa altura em que todos querem mais é que ele jogue contra a… baliza adversária!

O impacto de Arthur no Barcelona

Em Barcelona, há um novo médio de toque que, juntando a capacidade de “agressividade competitiva” faz crescer a equipa quer na luta pela bola (marcações-recuperações) quer depois em posse, a sair a jogar apoiado e chegar á frente:

É o brasileiro Arthur, com a escola mais física-musculada do futebol brasileiro, a do Rio grande do Sul, onde brilhou antes no Grémio. São apenas 22 anos mas o seu futebol tem a maturidade de longas travessias pelo relvado.

Não, não é Xavi nem Iniesta (longe disso) mas é um jogador que entende na perfeição o conceito de jogo do Barça de Valverde e combinando muito bem no meio-campo com Rakitic ou Busquets dá uma qualidade de posse com visão de jogo invulgar.

Rakitic

Encheu o campo contra o Real “ensinado como se joga”. Nada de correrias loucas, apenas a simplicidade de sabe estar nos sítios certos para o passe, recepção, tabela e ir buscar depois no local certo mais á frente ou ao lado.

Ser um bom médio é isto e Arthur neste momento é a melhor forma de o perceber na prática. Basta ver os seus jogos no Barcelona e segui-lo com uma lupa em todos os movimentos. Um médio a jogar bem (a tocar muitas veze na bola, mas a segurá-la o menos tempo possível) é aquilo.

Não é possível, porém, fazer facilmente “fotocópias técnico-tácticas” de jogadores destes. Porque a inteligência é o “bem essencial” mais importante num jogador e equipa de futebol.

Prognóstico Barcelona vs Rayo Vallecano: Barcelona HT-FT a  1.52  na Bet Pt.

O novo (futebol) Morata no At. Madrid

Um ponta-de-lança que penso ter sido neste mercado a contratação perfeita, pelo estilo em que joga e motivação com que entrou, foi Morata, do Chelsea para o Atletico de Madrid.

Antes já passara pelo Real Madrid e Juventus pelo que, naturalmente, algo se deve passar com ele (dentro dele) para não conseguir demonstrar o seu valor de forma tão clara (diria mais, de forma consistente) ao longo de toda a época.

No At. Madrid, porém, encaixa na perfeição no estilo de jogo de bolas metidas em profundidade a pedir velocidade de garra, choque e, claro, depois técnica de controlo e arranque com remate.

Entrou numa casa onde Diego Costa é, nesse estilo, uma instituição de jogo e carácter, mas com a lesão do brasileiro, Morata viu a porta do onze aberta para entrar e incorporou na perfeição esse estilo.

É curioso porque antes todos viam Morata mais com um nº9 pra respirar/mover-se dentro da área e (só) surgir para finalizar, em “segundas bolas” ou de cabeça.

Nada mais errado na avaliação deste jogador que é, antes, um avançado para toda a frente de ataque e poder jogar em largura, cair nos flancos, ou em profundidade central invadindo espaços vazios. Desta forma, tem jogado e feito golos destas das duas maneiras.

O duelo na Champions que agora vai travar na difícil deslocação á Juventus será mais uma prova (ou teste) deste seu estilo que encontrou no mundo de Simeone o habitat perfeito.

Prognóstico
Atlético de Madrid vs Leganes: Atlético vence a 1.42 na Betclic.

Mérito também,, claro, do treinador, de “El Cholo” que o soube buscar e detectar como estas características, até agora algo escondidas de Morata, podiam ter um impacto individual tão forte com “transfer” coletivo no onze da equipa.

Vejam-no com atenção. Morata vale muito mais do que imaginam. Para mim, junto com Rodrigo, forma a melhor dupla de avançados-centro soltos que pode ter hoje a seleção espanhola.