O ROI não é tudo nas apostas

Aposta Ganha / Tutoriais e Dicas de Apostas / O ROI não é tudo nas apostas

Vejo com atenção alguns apostadores apresentarem ROI enormes cheios de confiança das apostas que fazem. Claro transmite isso mesmo, confiança, e uma percentagem alta do rendimento obtido, mas depois não olhamos para o que devemos olhar.

O ROI NÃO É TUDO NAS APOSTAS

Vocês apostadores têm reparado sobretudo no que falo, em serviços de venda de Tips, onde o ROI é a melhor montra para “se venderem”, mas não reparam no essencial.

Hoje, trago a polémica, sim o ROI por si só não é tudo nas apostas desportivas e vamos dissecar por tópicos como vocês já estão habituados.

ATENÇÃO AOS HIT RATES

O ROI por vezes está elevado, muito por culpa de odds grandes e volumosas, digamos já alguns dos métodos de muitos apostadores, acertarem em odds gordas e com isso ficam sempre no 1 para 2 ou no 1 para 3.

Digamos em modo prático sempre que acertam numa odd de 3, ficam com 3 oportunidades de voltarem a acertar, no Green. Claro isto para acontecer é preciso acertar, mas é preciso também algum volume.

Assim a Hit Rate é essencial para contrabalançar o ROI de percentagem alta, porque vos diz quantas vezes o apostador acerta no green. A Hit Rate permite avaliar quanto o apostador é assertivo e isso obriga-vos a ter a noção do verdadeiro ROI.

ATENÇÃO AOS HIT RATES

A Hit Rate é uma arma essencial para combater alguns dos ROI’s fraudulentos muitas vezes por aí apresentados, é algo que devem ter muito em conta, para perceberem qual o volume que terão que ter para seguir e obter aquele ROI, por vezes o volume não perdoa, e falamos disso já a seguir.

VOLUME DE APOSTAS

Claro, que a seguir temos que falar disto, volume de apostas, algo que devemos ter em conta, o volume que aquele apostador tem para chegar aquele fim, o ROI.

O volume para muitos pode ser relativo, para outros não, ora se tivermos uma banca pequena, um volume alto pode permitir não conseguirmos apostar com a mesma “força” como aquele Tipster o faz ou nem sequem termos banca para o acompanhar.

Isto é importante ter em conta, o volume de apostas, aliado a uma Hit Rate é um dos requisitos que poderão ter em conta para analisar um ROI alto ou demasiado alto.

Algo que também chamo atenção é que, um volume de apostas alto, dá-nos insegurança, pois estamos mais expostos no mercado e isso dá-nos medo e ficamos sem controlo nas apostas que estamos a fazer. O Volume alto pode por em causa também a gestão de banca assim como a Stake Plan, algo que deverão ter muito cuidado.

Muito sinceramente eu não muito importo muito com volumes altos, desde que as stakes ou as unidades se façam acompanhar, algo muito moderadas.

Aliás quanto maior o “volume” maior será a nossa amostragem e isso também permite-nos olhar com outros olhos, outros indicadores para não olharmos só para o famoso ROI.

ROI ENGANADOR

Como já o tínhamos afirmado em cima, o ROI poderá ser enganador, pois sozinho não nos diz nada, porque olhar para o ROI na sua percentagem não nos dá a clarividência do trabalho propriamente dito daquele resultado.

Saber interpretar dados é importante, e uma vez mais referir que muitos Tipster, sobretudo aqueles que no fim do mês cobram pelo seu trabalho, gostam de colocar o ROI numa boa percentagem, para que uma vez mais seja apenas visualizado e não compreendido na sua plenitude.

ROI ENGANADOR

Este artigo e as ressalvas quem em cima refiro servem de mote para que vocês passem a olhar de uma maneira mais abrangente e não só e apenas para os dados, e isto meus amigos serve para tudo na nossa vida.

O ROI poderá ser bom, mas como se chegou até aquela percentagem é deveras importante e claro está o caminho para o alcançar pode ser complicado ou não. Saber ler, interpretar e verificar se é bom ou não para nós, é a pergunta que uma vez mais teremos que fazer.

O ROI pode e deve ser enganador na maioria das vezes, mesmo mostrando um retorno engraçado a cada euro que colocamos em cada aposta, mas deve ser visto na sua globalidade.

CONSELHOS PARA ALÉM DO ROI

Como já fui afirmando em cima, o ROI sozinho não nos diz nada, vou agora deixar algumas dicas, que devem ter em conta quando analisam o ROI, algumas delas já foram dissecadas, mas vamos mais fundo agora, para que possam ter em conta na vossa avaliação.

Hit Rate, é para mim a importância do seu todo, para mim este é o dado que muitos não revelam, não mostram, esta diz-nos a verdade quantas vezes estamos a acertar ou não, esta para mim é a “meta” que queremos saber.

Sem uma boa Hit Rate a nossa exposição aumenta e o ROI deve e pode ser avaliado de outra perspetiva. Diria o seguinte prefiro ir atrás do um Tipster que tem um ROI mais baixo, mas com uma Hit Rate maior do que ao contrário.

Porque? Fácil, para já não causo “stress” há minha banca de apostas, sei que a stake que lá coloco é uma stake que a maior parte das vezes será green que “Red”, isso é importante, isso dá-nos confiança para trabalhar. Depois de verificarmos a Hit Rate a avaliação do ROI mostra-nos que é um ROI robusto e passível de seguir.

O Volume, engraçado, mas muitos não ligam, mas eu ligo ter um Volume alto é algo que me assusta que me mete medo, pois muitas apostas requerem também muita da nossa atenção e se seguirmos um apostador ou expormos a banca em demasia, poderá ser caótico.

Estar muito exposto é certo que eu não me revejo nisso, acredito que um equilíbrio e um ROI “normal” a rondar entre os 2% ou 4%, mas com um Volume alto, deixa-me de pé atrás, penso logo que a variância será deveras alta e não se “apalpar” o trabalho na prática.

Cuidado, muito cuidado a quem tem volumes altos por norma não corre bem, e mais cedo ou mais tarde ou o Tipster desaparece ou começa a entrar numa espiral negativa e depois a banca não aguenta, e depois nesses Blogabets dessa vida, fazem “reset” e volta tudo ao mesmo, ao inico, como nada tivesse acontecido!

CONSELHOS PARA ALÉM DO ROI

Se pudesse ter uma fórmula mágica e funcional, eu mudava a forma de calculo do ROI, mas como ela é universal e não só para as apostas desportivas, tal será de todo impossível.

Mas uma fórmula dinâmica, entre um Volume médio baixo, com uma Hit Rate ligeiramente acima do aceitável, e um ROI dentro dos valores que já referi 2% a 4%, diríamos que teríamos um ROI, um retorno do nosso investimento muito positivo, sem esforço e claro muito provavelmente a longo termo, seria, mas já lá vou.

ROI BOM É UM ROI A LONGO PRAZO

Não temos a “Bela” sem um senão, é tudo muito lindo, mas isto tudo tem um preço, ninguém tem um ROI, com um volume baixo e uma Hit Rate boa, esta situação obriga-nos a termos um ROI a crescer lentamente no tempo e só a longo prazo veremos o seu verdadeiro potencial.

Diríamos que apostamos num ROI destes, comparando-o com uma ação de uma empresa, que este se valorize ao longo dos meses.

Assim, podemos ter que esperar mais do que é normal, um crescimento a rondar os 0.5% ao mês ou até 1% com a devida variância diria que para mim seria muito aceitável.

A “arma” deste ROI sustentável será mesmo a Hit Rate, ou a quantidade de acertos, pois ela poderá ajudar-nos a potencializar o ROI no fim de um mês ou numa época desportiva.

Acreditem que quem cresce pouco, mas a longo prazo, para mim é sinal de um ótimo apostador, é alguém que está ciente do que faz e como faz, isso é importante ter em conta, porque só assim podemos confiar ou não neste apostador ou vendedor de tips.

Crescer devagar e sustentado é uma boa pratica que considero relevante, e um ROI a crescer solidificado pelo trabalho equilibrado do apostador.

ODDS

Não falei em odd’s, pois não, e de propósito, pois a média de odds, poderia colocar-se aqui na fórmula mágica, mas depois teríamos que analisar mercado a mercado e iria-se divagar mais do que a uma conclusão se chegaria.

As odd’s dependeria se falamos de um mercado regulado ou não, se as odds são todas na mesma casa, e se tínhamos liquidez acompanhar essa odd’s muitos “sês” que para este contexto e artigo só iria complicar a ideia principal.

ODDS

Mas já que falei, deixo o mote, tenham cuidado com as melhores odds no mercado aquela hora, pois muitos nunca irão apostar naquela odd e claro no final o vosso resultado nunca será igual ao vosso, e a percentagem do ROI do apostador será bem diferente da vossa.

Repararem que muitos Tipsters lançam odds em casas que nem vocês sabem que existem, só porque naquela altura era a odd mais alta, comparando-as com as outras casas, e muitos nem apostam lá, do tipo como eu vejo por aí na “Lions Bets” por exemplo.

Será uma odd “fictícia” porque ela com apenas cinco ou dez euros vai ter a odd disponibilizada por uma 1xbet por exemplo. E ficamos por aqui, pois esta questão será mesmo outro artigo a pensar e a escrever sobre este assunto.

Por hoje é tudo, boas apostas e claro, boa sorte.

 

Gostaste do nosso conteúdo?
Então regista-te no nosso canal do Youtube e assiste aos nosso Podcasts de Apostas. Entra nas nossas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter. Ainda tens o nosso Chat no Telegram

2 Comentários para “O ROI não é tudo nas apostas”

  • Avatar
    miguelyn says:

    hehehe

    Já estava preparado para contra-argumentar com os mercados em questão. Mas fizeste o intróito no capítulo “odds” e muito bem feito.
    Um exemplo: Um mercado como o vencedor no golfe, muito facilmente tens uma média de odds na ordem das várias dezenas.
    E com odds médias desse calibre o hit rate é necessariamente baixíssimo.
    Obviamente. Sendo o grosso dos apostadores que lê este artigo apostadores cuja média de odds pouco superior ao par será, o hit-rate como forma de avaliar e até de se conjugar com o ROI, é algo valiosíssimo.

  • Avatar
    Ricardo Matos says:

    Sabes bem que não te “falho”, a questão das odds dá tema para outro artigo exaustivo, na certa na calha, não percas o próximo episódio que nós também não! lol

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Casas de Apostas
Solverde Apostas

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de até um máximo de 100 euros.

Luckia

Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.

Nossa Aposta

Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.

Betclic

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.

Bet.pt

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.

Betway

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.

ESC Online

Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.

Betano

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.