Apostas Online em Portugal – Aposta Ganha

Os gigantes acordam enfurecidos

Caiu na liga dos campeões mas no seu território, a Bundesliga na Alemanha, o gigante voltou a erguer-se.

O Bayern de Niko Kovac não está a fazer uma grande época a nível de qualidade de jogo mas era natural já esperar esta quebra exibicional em face daquilo que foi o nível atingido em épocas anteriores e perante a não renovação das bases do plantel que continua entregue a grandes jogadores mas cada vez mais a sentir o desgaste com o passar dos jogos (reflexo do passar dos anos nas pernas) e até, num “problema invisível”, o controlo do balneário dos seus egos desmedidos que estouram com qualquer revolução pretendida.

bayern

Portanto, vejo como natural esta oscilação do onze bávaro que no grande clássico do futebol alemão, e talvez decisivo na luta pelo titulo (que continua ao rubro) recebeu e goleou (5-0) o Borussia Dortmund.

No seu 4x3x3, com a “fabrica de golos” Lewandowski na frente e extremos inventores como Gnabry e Coman já deu, a partir dos flancos, nota de um sinal de reconstrução, sobretudo com o eclodir cada vez mais consistente de Gnabry (grande talento do futuro futebol alemão, formado no Arsenal, e que já desponta na seleção principal a jogar muito)

movendo-se solto desde a faixa por toda a frente de ataque, o que leva Muller a recuar um pouco mais no terreno e joga como elemento mais adiantado do meio-campo, onde Thiago é a orquestra que gere os ritmos de jogo (no estilo da sua escola de formação, o Barcelona) ficando Javi Martinez atrás para iniciar a circulação de bola.

Alaba e Kimmich enchem as faixas com uma rotatividade táctica ataque-defesa-ataque impressionante.

Atropelaram o Borussia. Enquanto vejo o jogo, porém, vejo de forma clara o que referia no inicio do texto: esta equipa não tem quem a controle desde fora.

Niko Kovac pode ser um bom treinador nos conceitos de jogo, mas este grupo de “animais-egos competitivos” necessita de um pulso mais forme, como foi Guardiola ou o velho caminhante Heynckes.

Desta forma, é capaz de jogar num jogo como se fosse um “rolo compressor” e a seguir ter outro em que desliga quando tem de pensar para além do seu ego de grande equipa que, como se viu na Champions frente ao Liverpool, necessita muitas vezes de algo mais do que correr muito em cima do adversário.

Prognóstico
Bayern de Munique vs Werder Bremen – Bayern AH -2 a 1.77 na Esc Online

É preciso equilíbrio e calculismo sábio em muitos momentos.

O futuro: Gnabry! Continuem a vê-lo jogar. Leva-nos para outra dimensão e faz-nos, num ápice, gostar de futebol sem pensar em mais nada á volta dele.

Simeone, os limites e Messi

O At. Madrid de Simeone vai ficar na história pelo carácter da sua ideia táctica de 4x4x2 em que recua quando percebe não conseguir pressionar alto como pretende e então recua rápido para depois sair veloz em contra-ataque com passes em profundidade.

Pelos títulos, fica uma Liga espanhola, a Liga Europa e a promessa de duas finais de Champions perdidas.

O que questiono nesta altura é até que ponto Simeone pode agora fazer evoluir a equipa para outros níveis competitivos sem denunciar tanto a forma como joga e que, naturalmente, os adversários, já detectam.

As derrotas nos jogos grandes decisivos desta época, com a Juventus (o 3-0 da segunda mão em Turim) e agora com o Barcelona (2-0 em Nou Camp que fechou a discussão da Liga espanhola) deixa essa questão mais pertinente e exige resposta de Simeone.

As épocas passam, o estilo fica, mas a partir de certo ponto é preciso criatividade para responder de formas… diferentes a problemas… iguais.

O Barcelona ganhou bem o duelo com esta ideia “colchonera”. Oblak, em grande na baliza do At. Madrid, foi adiando a sentença e a expulsão de Diego Costa muito cedo ainda tornou a missão madrilena mais impossível.

Depois, foi aguentar e esperar que Messi não soltasse a inspiração de forma tão decisiva.

Prognóstico
Atlético de Madrid vs Celta – Ambas marcam a 2.00 na Betclic

É algo, porem, impossível de controlar, por qualquer táctica (só Messi se pode anular a si próprio, quando por vezes, não sei se desmotivado ou em crise existencial, parece que desliga a ficha da motivação em campo).

Foi já perto do fim que o resultado se desbloqueou, com Luiz Suarez e, claro, Messi. Até ao minuto 85, o exercício de resistência do exercito de Simeone voltara a mostrar de que é feito o seu carácter até se tornar táctica e… trincheira.

Deulofeu: herói por um jogo épico

Um jogador de quem gosto muito, sobretudo pelo que me recorda do seu arranque em Barcelona, na formação e ainda espreitando alguns jogos na equipa principal, brilhou esta semana em Inglaterra.

Não teve espaço pelo meio de tantas estrelas naquela etapa prematura de Barcelona, deu a ideia de se ter deprimido um pouco, mas por onde passa deixa sempre detalhes de bom futebol.

Agora é no Watford que com o seu futebol atinge a final da Taça de Inglaterra (virando de 0-2 para 3-2 uma meia-final épica onde o Wolverhampton de Nuno não conseguiu segurar a vantagem).

Falo de Deulofeu. Entrou, lançando desde o banco, com 0-2 e saiu aos pulos de alegria com 3-2. É um extremo de arranque e grande poder de finta sempre com cabeça levantada para a baliza.

delofeu

O golo que marca com um toque que parecia inofensivo por não ir forte mostra como o seu jogo provoca tantas ilusões (que depois
se tornam verdadeiras ou não).

Reabriu o jogo e de repente toda a equipa como foi puxada emocionalmente por uma corda por ele e assaltou a área dos “wolves”. Mais uma jogada sua de “partir a cabeça” aos defesa e ganhou penálti para o 2-2.

Prognóstico para apostas
Manchester City vs Watford – City para ser campeão da FA CUP a 1.15 na Bet Pt.

Deulofeu tinha incendiado o jogo, levou-o para o prolongamento e fez, num lance que fica para sempre na história do Watford, o 3-2. Acabou substituído pouco depois, lesionado, com Wembley a seus pés. Épico!

Podia ter sido assim uma carreira inteira? Não, gosto dele mas não tinha assim tanto valor para isso. É mais o caso de citar David Bowie “podemos ser heróis, mas apenas por um dia!”

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *