Prognósticos para Apostas Desportivas Online – Aposta Ganha

Os passos que o Benfica precisa dar até ao título nacional

Depois de assumir a liderança da Liga Portuguesa ao vencer no Estádio do Dragão, o Benfica tem agora oito partidas por disputar com margem de erro nula. Mas terá este ciclo suficientes armadilhas para surpreender a turma de Lage?

Empate com Belenenses retirou margem de erro ao Benfica

O triunfo frente ao FC Porto que colocou o Benfica com mais dois pontos que o seu rival no topo da tabela da Liga NOS parecia ter sido o passo definitivo rumo à Reconquista do título nacional pois encerrava uma dupla vantagem encarnada.

Para além de estar na frente da tabela, o fato de ter vantagem no confronto direto face à equipa da cidade Invicta permitia ao Benfica ter um deslize – sob a forma de empate – até final da temporada sem que tal colocasse em risco a perda da liderança.

Acontece que precisamente na jornada seguinte a esse importante sucesso, o Benfica cedeu um inesperado empate caseiro frente ao Belenenses, esgotando de imediato a ‘gordurinha’ que tinha para queimar no topo da tabela.

Foi uma partida particularmente atípica, tendo em conta que o Benfica se adiantou no marcador já na segunda parte com dois golos que pareciam decidir o desafio, porém dois erros individuais – de Vlachodimos e Rúben Dias – comprometeram o resultado e permitiram uma rápida igualdade á formação de Silas que, posteriormente aguentaria o empate nos últimos 10 minutos de jogo.

Como consequência disso, o Benfica está proibido de perder pontos nas últimas oito jornadas sob pena de permitir a ultrapassagem ao campeão nacional FC Porto, isto partindo do princípio que os Dragões também não cedem nas suas partidas, obviamente.

Mas quais os adversários que o Benfica ainda terá pela frente? Quais deles representam perigo considerável às suas ambições de conservar a liderança da Liga até ao final do campeonato?

Já de seguida analisarei esse calendário, apontando quais os momentos de particular tensão competitiva que poderão definir o sucesso ou insucesso de uma temporada benfiquista que há cerca de dois meses e meio poucos pensariam poder terminar em festa…

Calendário encarnado terá poucas peripécias

Olhando somente ao calendário da Liga Portuguesa, parece evidente que o pior já passou em termos de desafios para o Benfica.

Nas últimas oito jornadas, a formação encarnada jogará cinco partidas em casa e terá apenas três deslocações, sendo que uma delas será ao terreno do destacado lanterna vermelha, Feirense.

Além disso, o Benfica terá de jogar em Braga, terceiro classificado da Liga Portuguesa que ainda espreita deslizes dos dois da frente, no entanto, o passado recente tem ditado um grande desequilíbrio no confronto entre minhotos e lisboetas.

O Benfica venceu dez das últimas onze partidas frente aos bracarenses, com a exceção a ser uma partida da Taça da Liga onde a formação então orientada por Rui Vitória nem sequer se apresentou na máxima força.

A outra deslocação que poderá encetar algum risco será em Vila do Conde onde mora um Rio Ave mais fraco que em temporadas anteriores, mas que ainda assim possui armas que, em dia sim podem ferir qualquer adversário.

Elementos como Diego Lopes, Wanderson Galeno ou Fábio Coentrão têm o tipo de qualidade individual que pode surpreender os seus rivais. Será que pode passar por Vila do Conde o momento crucial na confirmação ou falta dela para o Benfica?

Para já, os encarnados estão na frente dos mercados a  1.68  para vencer o Campeonato Nacional em Esc Online face aos  2.10  do Porto que terá de continuar a cumprir a sua obrigação e esperar por um deslize alheio.

Liga Europa será empecilho ou cereja no topo do bolo?

O Benfica sofreu para eliminar o Dinamo Zagreb numa eliminatória que forçou a formação portuguesa a jogar um Prolongamento que adicionou 30 minutos às pernas dos jogadores.

Sim, agora teremos uma fase de paragem para compromissos internacionais, no entanto, o Benfica terá muitos jogadores envolvidos nesta fase mercê da qualidade do seu plantel pelo que esta paragem poderá não ser assim tão benéfica, uma vez que poderá retirar algum entrosamento à equipa, ao mesmo tempo que não a aliviará em termos de carga física.

Mas voltando à Liga Europa, parece relativamente claro que o Benfica terá de levar o embate dos Quartos de Final com o Eintracht Frankfurt um pouco mais a sério do que levou diante dos croatas, pois esta equipa germânica já mostrou ter muita qualidade, nomeadamente após eliminar um dos favoritos ao título, o Inter de Milão.

baku 2019

O Benfica jogará os encontros diante dos alemães em fases favoráveis do calendário, ou seja, em alturas onde não terá partidas particularmente exigentes na Liga Portuguesa, porém com uma margem de erro nula será sempre perigoso efetuar uma eventual gestão de plantel na Liga Portuguesa.

O encontro da primeira mão está agendado para 11 de Abril no Estádio da Luz e o Benfica é dado como favorito à vitória a  2.15  pela Betclic, uma das principais casas de apostas de Portugal.

E um eventual triunfo será absolutamente crucial na gestão da eliminatória na Alemanha, uma vez que o Eintracht Frankfurt tende a ser mais forte no seu reduto.

Bruno Lage terá de ser muito cauteloso na forma como gere o seu plantel nas competições europeias, pois o mais importante será certamente o título nacional, embora a prova europeia possa funcionar como uma espécie de plano B para os benfiquistas.

De qualquer modo, para vencer esta competição – para a qual está com odds de  9.25  na Bet pt – o Benfica terá de realizar pelo menos mais cinco partidas, e tal pode ter as suas consequências ao nível doméstico pelo que suspeito que, a fazer gestão mais pronunciada de plantel, ela será feita no contexto europeu, mesmo que isso custe uma eliminação antes da final.

Taça de Portugal não pode ser ignorada…

Neste momento, o Benfica ainda está em três frentes pois também tem a semifinal da Taça de Portugal em andamento.

No embate da primeira mão, no Estádio da Luz, o Benfica bateu o rival Sporting por 2-1 num resultado que abre boas perspectivas, mas que não deverá permitir qualquer tipo de gestão de equipa.

O embate da segunda mão em Alvalade não será certamente uma partida fácil pela carga emocional que os derbies lisboetas costumam transportar, no entanto, uma eventual qualificação para a Final do Jamor no próximo dia 3 de Abril irá servir como combustível motivacional para os jogadores do Benfica abraçarem a reta final de temporada com grande ambição e autoconfiança.

benfica sporting

Uma presença na Final deverá significar novo confronto com o FC Porto na luta por títulos na presente temporada. Depois da eliminação na semifinal da Taça da Liga aos pés dos Dragões por 3-1, e tendo em conta a luta a dois na Liga Portuguesa

Esta poderá ser uma época marcada por uma luta de titãs entre Águias e Dragões, isto porque o Porto deve carimbar a sua presença na Final depois de ter batido o Sp.Braga no embate da primeira mão da semifinal por claros 3-0.

Fadiga física e mental poderá ser principal obstáculo

Esta está a ser uma temporada muito exigente ao nível de minutos jogados para a equipa do Benfica.

Depois de ter iniciado a temporada a disputar duas fases eliminatórias da Liga dos Campeões a fim de garantir o acesso à fase de grupos, e estando ainda em prova na Taça de Portugal e Liga Europa, é evidente que o desgaste físico e emocional dos jogadores poderá ser um dos grandes obstáculos ao sucesso na temporada.

Na época passada, a equipa de Rui Vitória falhou nesse departamento na fase final da temporada com algumas partidas pouco conseguidas onde esse desgaste foi evidente, portanto caberá ao novo treinador Bruno Lage gerir esses detalhes da melhor forma, pois os mesmos podem revelar-se bem maiores do que simples detalhes nas últimas partidas da temporada.

lage benfica

A constante utilização no Benfica de jogadores como Haris Seferovic, Grimaldo, Pizzi, João Félix ou Rafa Silva

poderá passar fatura daqui a umas semanas, e isso adensa a necessidade de fazer uma correta, mas equilibrada rotação de plantel na Liga Europa, por exemplo, mesmo que isso acabe por sacrificar a competição.

O efeito positivo de Bruno Lage neste Benfica tem sido por demais evidente, e agora será hora de concretizar essa evolução com a conquista de títulos.

Estará o jovem técnico, que até há poucos meses era um mero desconhecido da maioria dos adeptos de futebol, preparado para comandar o seu barco com sucesso até final?

Olhando à qualidade do plantel do Benfica e à parca exigência do seu calendário nacional até final do Campeonato, parece-me que poderá realmente consegui-lo e tornar-se numa nova versão de herói para os lados da Luz, pois recuperar de sete pontos abaixo e sagrar-se campeão não estará certamente ao alcance de muitos…