Overs e Unders: porque é tão diferente o sentimento?

Aposta Ganha / Tutoriais e Dicas de Apostas / Overs e Unders: porque é tão diferente o sentimento?

Dizem as leis de jogo (seja futebol, basquetebol ou ténis), que o objectivo do desporto é marcar golos ou pontos. É isso que nos faz vibrar com os jogos e consequentemente com as apostas.

Índice de Conteúdos:

  1. Overs e Unders
  2. Os Unders
  3. Sentimentos Difusos Amenizados Pelo Estudo
  4. Sentir-se Confortável

OVERS E UNDERS: PORQUE É TÃO DIFERENTE O SENTIMENTO?

Por isso hoje falamos sobre a psicologia associada ao Over e Under de golos/pontos e os diferentes sentimentos que estão associados. Comecemos pelo positivo para não entrar já em humores deprimidos.

A festa do golo!”. “O golo é como um orgasmo!”. “Depois do golo, não me lembro de mais nada!”. Estas são algumas das frases que já ouvimos associadas ao momento de clímax que é o golo.

O culminar de uma jogada ou até de um golpe de sorte. A verdade é que me arrisco a dizer que a maioria dos apostadores prefere ir no Over de golos.

Ainda que possa haver um Over 1,5 golos e um Under 4,5 golos com a mesma odd, a maioria irá no primeiro evento. Estou certo que há programas estatísticos para ver isto. A expectativa de ver golos é mais esperançosa.

Até porque das duas uma: ou o Over acontece durante o jogo e estamos descansados (e quantas vezes não temos greens ao fim de uns minutos) ou então a esperança até ao último segundo por um golo que nos dê um green.

Ou seja, o estado de espírito é sempre positivo e de expectativa. Um problema com a questão de apostar no Over é dosear esse optimismo. Quantas vezes não pensamos: “Olho para este jogo e só vejo golos!” ou então “Estas duas equipas marcam de certeza um golo!”.

Até pode ser uma análise correcta mas há sempre o perigo de confundir o desejo de ver golos com a probabilidade deles acontecerem.

E depois, quando o que esperavamos não acontece, surgem as desculpas cognitivas de “Bolas no poste!”, “O guarda-redes defende tudo!”, “Penaltis falhados!”, “O VAR veio estragar o futebol!”. Isto tudo existe e é normal. Já temos que ter isto em conta quando vamos fazer a análise da aposta. Para que no fim não falemos em sorte ou azar mas numa análise bem feita ou não.

OS UNDERS

E o Under? O Under, do ponto de vista da Psicologia na apostas, é muito mais complecxo mas também mais interessante. Tal como o empate e os handicaps positivos, o Under é uma aposta em que se começa a ganhar. Aliás, no apito inicial, temos a aposta toda ganha, e depois a cada segundo que passa estamos sujeitos a ir perdenddo a nossa entrada.

Claro que isto é mais verdade para os punters do que para os traders. Os traders podem jogar com esta questão de se entrar a ganhar dinheiro. Mas então porque é mais difícil apostar em Under? É o sobressalto do não-acontecimento. Passamos o jogo a querer a bola longe das balizas. Ora, sabemos que isso não acontece.

OS UNDERS

A bola vai andar nas áreas. Se no Over é possível ganhar a aposta no primeiro minuto ou no último segundo, no Under não há outra hipótese do que esperar pelo apito do árbitro. Ou seja, são 90 minutos (ou 95 ou 100) de sofrimento e angústia.

Se no Over predomina o optimismo e a expectativa, no Under também existe (golo na própria baliza, frango do guarda-redes, penalti visto pelo VAR). É verdade que não há apostas seguras. Tirando um Under 6,5 golos mas também não há odds aceitáveis para isso. Apostar é correr riscos.

SENTIMENTOS DIFUSOS AMENIZADOS PELO ESTUDO

É claro que estes dois sentimentos são amenizados pelo estudo que fazem dos campeonatos e das equipas. Ou seja, na última época (pensemos antes da interrupção do futebol), os campeonatos italiano e alemão eram um paraíso para Overs.

De tal forma que tudo que fosse abaixo de 2,5 golos tinha odds muito baixas. Claro que depois os apostadores mais conservadores preferiam juntar vários jogos com números de golos mais normais.

Apostadores de risco devem ter arriscados em muitos golos, sobretudo em jogos da Atalanta (que quase chegou aos 100 golos numa época). Isto num campeonato em que o Milan já foi campeão tendo marcado 36 golos em 34 jogos.

O futebol italiano está diferente. Já a Liga NOS e La Liga (que é outra mudança da ideia que tínhamos do futebol do antigamente) andaram muito pelo Under, sobretudo nas primeiras partes.

Quantos e quantos jogos da Peninsula Ibérica não chegaram ao intervalo com 0-0 ou apenas um golo. Também não é por acaso que se fala em crise de assistências nestes dois países. Ninguém quer ver um jogo sensaborão.

Depois surgiu o retorno sem público nos jogos. Até que ponto é que isso poderia influenciar o número de golos. Mais do que a presença de público ou não, a mim importou-me dois aspectos: as consequências físicas da paragem sem treinos e o facto de serem os últimos jogos do campeonato (com a urgência de algumas equipas em pontuar).

E foi nisso que eu comecei a experimentar com a estratégia dos late goals, ou seja, os golos que acontecem nos últimos dez/quinze minutos de jogo.

Como quem diz, o Over e Under em versão reduzida. Sendo uma aposta em Live e ainda por cima num espaço de tempo curto, o risco é maior. Para os dois lados.

Se por um lado, temos pouco tempo para haver um golo (ou dois se formos arrojados), por outro lado, o cansaço acumulado, a falta de glicose no cérebro e nas pernas, propicia os erros e consequentemente os golos.

Mais uma vez, se entrarmos em Under (isto se ainda tiver valor), começamos a aposta a ganhar mas temos o coração nas mãos até ao último apito. Se vamos no Over, cada minuto que passa, aumenta a ansiedade porque a bola não entra.

SENTIMENTOS DIFUSOS AMENIZADOS PELO ESTUDO

SENTIR-SE CONFORTÁVEL

Eu, enquanto apostador, encontrei uma aposta em que me sinto confortável. Por volta dos 60 minutos, a odd de Over + 1 golo, normalmente atinge 2.00.

Ou seja, tenho meia hora (mais descontos) para haver um golo (e voidar) ou dois (e dobrar a stake).

A pandemia veio retirar alguma frescura física aos plantéis e propiciar os golos. Claro que faço mais essas apostas em jogos que estejam equilibrados. Ou seja, em que haja procura de golos. Se o resultado está feito, melhor não mexer.

Resumidamente, apostar Over e Under pode indicar um tipo de apostador diferente uma vez que mexe com emoções diferentes. Qualquer apostador lucrativo terá que estar imune a isto, ou seja, terá que apostar over/under com a mesma certeza.

 

Gostaste do nosso conteúdo?
Então regista-te no nosso canal do Youtube e assiste aos nosso Podcasts de Apostas. Entra nas nossas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter. Ainda tens o nosso Canal de Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




CASA DE APOSTAS
3,8 rating
10€ Gráris mais 200% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 50 de euros.
3,5 rating
5€ Grátis com o Código Promocional: apostaga
mais Bónus no primeiro depósito até um máximo de 100 euros.
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito aposta sem risco até 50 euros.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.
4,0 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.
4,3 rating
Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.
4,5 rating
Aposta de 5€ Grátis com o Código Promocional: APOSTAGANHA1 mais 50% de Bonus até um máximo de 50 euros.