Prognósticos para Apostas Desportivas Online – Aposta Ganha

Porto Liga NOS 2018/2019 – Guia e Análise

Porto Liga NOS 2018/2019 – Guia e Análise

FC PORTO • DEFENDER O TÍTULO

O FC Porto é sempre um candidato ao título, com maior ou menor investimento.

O título do ano passado poderia ter sido mais um, neste clube que está habituado a ganhar.

Mas, as condições difíceis em que o conseguiram foi ainda mais saboroso.

Depois de 4 anos a ver o eterno rival Benfica ganhar, e com fortes limitações ao nível do investimento, o FC Porto só tinha uma opção: voltar a ser um FC Porto mais perto do “adn” que o caracterizou durante largos anos.

A aposta na prata da casa era inevitável, e houve o cuidado em fazer regressar jogadores outrora dispensados, mas em que Sérgio Conceição acreditava que poderia tirar um rendimento mais alto.

Assim foi, regressaram de empréstimo Ricardo, Marega e Aboubakar. Estes foram 3 dos pilares da conquista do título por parte dos dragões.

A sociedade goleadora que a dupla africana conseguiu impor, foi algo que vincou a forma ambiciosa como este FC Porto jogou.

Apoiados superiormente por Brahimi, e com as incursões de Alex Telles, a dinâmica ofensiva do FC Porto tornava-se muito forte.

Também a capacidade defensiva de Herrera, Sérgio Oliveira, Felipe e Marcano equilibravam uma equipa que acreditava cada vez mais que poderia chegar ao título.

Para este ano, grande parte do onze transita, mas há perdas significativas na defesa, sobretudo a saída de Marcano que era um dos esteios da defensiva azul e branca.

Mas, também Reyes, tantas vezes utilizado como alternativa, expôs em demasia a defesa do FC Porto para esta temporada. Isso levou os dragões a recorrer ao mercado e a contratar um jogador muito desejado, Mbemba, que apontava ao onze inicial.

No entanto, o jogador Congolês foi infeliz pois num jogo particular sofreu uma lesão no joelho que o obriga a parar as primeiras jornadas da Liga NOS. Um problema acrescido que limitará muito as opções de Sérgio Conceição.

Este FC Porto tentará repetir a mesma receita do ano passado que passará por voltar a ser campeão na adversidade.

MERCADO DE TRANSFERÊNCIAS • ENTRADAS E SAÍDAS

mercado transferencias

Entradas: Chancel Mbemba (Newcastle), Éder Militão (São Paulo), João Pedro (Bahia), Saidy Janko (St.Étienne), Ewerton Pereira (Portimonense), Marius Mouandilmadji (Cotonsport), Éder Militão (São Paulo)

Saídas: Iván Marcano (Roma), Ricardo Pereira (Leicester), Miguel Layún (Villarreal), Yordan Osorio (V.Guimarães), Diego Reyes, Willy Boly (Wolverhampton), Diogo Dalot (Man.United), André André (V.Guimarães), Wenderson Galeno (Rio Ave), Gonçalo Paciência (E.Frankfurt), Ewerton Pereira (Portimonense), Saidy Janko (FC Porto B).

Treinador: Sérgio Conceição (43 anos) – Não poderia querer melhor no seu regresso a Portugal na qualidade de treinador. No primeiro ano de FC Porto é campeão, mesmo com as limitações ao nível do investimento que os dragões enfrentaram.

A forma ambiciosa que conseguiu passar para os seus jogadores foram um fator crítico de sucesso, que depois se confirmava na forma como colocava a equipa a jogar.

Voltou a ser um FC Porto intenso, com alma, e que começa este ano novamente a ganhar, agora a supertaça. É consensual o seu nome entre os adeptos azuis e brancos, que neste momento querem que se mantenha o maior tempo possível.

EQUIPA BASE • FIGURAS DA EQUIPA • PONTOS FORTES E FRACOS

EQUIPA BASE

time porto

A primeira nota que se impõem refere-se a Marega. De facto, o jogador faz parte do plantel, e em condições normais será novamente titular no onze portista. Foi um dos mais influentes jogadores na época passada.

Mas, não começou a época da melhor maneira, uma vez que está a forçar a sua saída. Há propostas de Inglaterra, e deverá ser uma questão de tempo até se consumar a transferência.

Já ficou de fora no jogo da supertaça e o arrastar desta situação levará Soares a ganhar a titulares nestes primeiros jogos.

Mesmo que o FC Porto não abra mão e ele fique, naturalmente que é um forte candidato a subir ao 11 inicial,

mas em que condições psicológicas ficará, e quanto isso poderá afetar seu rendimento, ou mesmo a harmonia do grupo? Por todas estas questões que precisam serem definidas, coloquei Soares a fazer dupla com Aboubakar.

Outro jogador que está no 11 é Danilo Pereira, mesmo sabendo que vem de longa paragem, a sua qualidade é inequívoca.

Apesar da grande resposta que Sérgio Oliveira tem dado, Danilo dá mais coesão defensiva, e que neste momento é tão premente, devido às poucas opções para formar o eixo defensivo.

Coloquei também Militão que está a caminho, e face à carência nesta posição, deverá assegurar o lugar sem grande dificuldade.

O restante 11 não deixa dúvidas. Brahimi será titular sempre que esteja em condições para jogar.

É o mágico da equipa, o criativo e um desequilibrador. Herrera é garantia de qualidade seja na posição 6 ou 8, apesar da sua continuidade ainda não estar assegurada.

O jogador tem mercado, e ficou ainda mais apetecível para muitos emblemas, depois do excelente mundial que realizou.

Na lateral esquerda Alex Sandro tem classe e deverá assegurar a posição. No eixo da defesa Felipe é o melhor defesa, e enquanto Mbemba não recupera há Diogo Leite, e para já ainda Chidozie. Mais atrás Casillas voltará a ser o dono das redes azuis e brancas.

Em suma, um FC Porto novamente económico, mas com que este ano ainda acredita com mais convicção que é possível ser novamente campeão “com pouco”.

FIGURAS DA EQUIPA

figuras equipa

Herrera – É mais que um centro campista. É um dos capitães e um jogador de alta rotatividade. No corredor central, a meio campo não há segredos para ele. A forma eficiente como defende é a mesma com que transporta jogo e lança o ataque. Feliz do treinador que conta com um médio de tremenda fiabilidade.

Brahimi – É claramente o agitador do jogo portista. Um jogador muito acima da média que joga no flanco, tem capacidade de ir à linha, de enfrentar os defesas, e ainda faz golo nos momentos decisivos, como agora na supertaça.

Alex Telles – Está feito um senhor lateral esquerdo. Seguro a defender e extremamente precioso pela dinâmica que confere ao flanco esquerdo. Ele defende, apoia e as assistências são outra das suas especialidades.

Mais uma vez estamos a falar de um grande do futebol português com grande qualidade no seu plantel. A escolha das figuras da equipa recaíram, mais uma vez na influência que vejo destes jogadores no 11 inicial, e o quanto difícil é de serem substituídos.

Claro que também Felipe é um membro essencial, até pelas carências defensivas no eixo da defesa, como também Aboubakar, pelos golos que promete marcar novamente.

Há também Danilo Pereira, mas Sérgio Oliveira tem conseguido fazer esquecer a importância do ex jogador do Marítimo.

jogos-primeira-fase

PONTOS FORTES

Continuar com Sérgio Conceição ao leme. Foi campeão, provou qualidade na leitura de jogo, a partir do banco, mostrou que é um líder, e ainda que sabe explorar o melhor de cada jogador.

A ala esquerda formada por Alex Telles e Brahimi. Juntos conferem profundidade, criatividade, assistências e golos.

A força do meio campo azul e branco. Danilo Pereira, Herrera e Sérgio Oliveira formam um trio de meio campo que utilizados simultaneamente ou alternadamente conferem rigor defensivo, capacidade de pressão alta, construção de jogo, e até qualidade nas bolas paradas.

PONTOS FRACOS

O eixo central do setor defensivo. Felipe é a única certeza entre os centrais do plantel. Mbemba tem currículo mas chega agora e precisa provar a sua qualidade a este nível.

Se Felipe se lesionar será uma tremenda dor de cabeça para Sérgio Conceição, esta temporada, pelo menos se o FC Porto não for ao mercado comprar mais um defesa central.

A potencial geração de conflitos, como estamos agora a assistir com Marega, ou mesmo com a insatisfação de Sérgio Conceição em não ver o seu plantel reforçado, mesmo com as limitações que são conhecidas.

ATÉ ONDE PODE CHEGAR

aonde-pode-chegar

É outro candidato ao título e obviamente que pode renovar o título. É a equipa campeão e parte com ligeiro favoritismo para a conquista do título.

No entanto é preciso que consiga ter a mesma estabilidade e harmonia que tiveram no ano passado. Para isso será primordial que resolva problemas potenciais como o caso Marega.

No entanto, a luta permite ser novamente intensa, principalmente com o Benfica, uma vez que o Sporting será preciso esperar para ver como se levanta, e o que vai mudar, ou não, a partir de Setembro.

Não percas a chance de apostar e ganhar na Liga NOS 2018/2019

Abre tua conta nas melhores casas de apostas, aproveita os bônus e boa sorte:


Autor: Duarte Pinto