É já esta terça-feira que o campeão nacional, Porto, volta à ação na Liga dos Campeões, em partida da 2.ª jornada do Grupo C. Depois da derrota em Inglaterra, contra o Manchester City, os “dragões” já reagiram a nível interno frente ao Gil Vicente e esperam agora levar o bom momento para a Europa. Contra o Olympiakos de Pedro Martins, o FC Porto pode jogar boa parte do futuro na “Champions”.

OBJETIVO DO PORTO: LEVAR A REAÇÃO INTERNA PARA O PLANO EUROPEU

De um ponto de vista das probabilidades, o jogo fora, no Etihad Stadium, contra o Manchester City, seria, logo à partida, o que mais dificuldades traria à equipa de Sérgio Conceição.

Apesar da derrota, a verdade é que a forma como o FC Portodificultou, durante a maior parte do tempo, a tarefa à equipa de Guardiola deixa boas perspetivas de futuro, nomeadamente para receção aos “citizens”, na segunda volta da fase de grupos.

Nesta 2.ª jornada, porém, é extremamente importante conseguir os três pontos ou, no limite, evitar a derrota. Isto porque o Olympiakos já entrou a vencer na Liga dos Campeões e perfila-se, nesta altura, como o principal candidato a rivalizar com o FC Porto na luta pelo 2.º lugar.

Uma primeira reação à sequência de três jogos consecutivos sem ganhar já aconteceu no último sábado, onde o FC Porto recebeu e venceu o Gil Vicente, por 1-0.

Um resultado magro, que surgiu na sequência de uma exibição com altos e baixos da equipa portista, mas que até poderia ter sido mais dilatado, não fosse o desperdício na finalização por parte do FC Porto, que até falhou uma grande penalidade, por Matheus Uribe, já no segundo tempo.

Para esta receção ao Olympiakos, onde o FC Porto poderá contar com a presença de público em medida proporcional a 7,5% da lotação máxima do Estádio do Dragão, existe a curiosidade de perceber com que sistema Sérgio Conceição entrará em campo.

Contra o City e o Gil Vicente, o FC Porto apareceu de cara lavada – se em Inglaterra a opção surtiu algum efeito, na receção ao Gil surpreendeu e não resultou –, a atuar em 3x5x2, com desdobramentos para 5x4x1 e 3x4x3.

É pouco crível que o treinador azul-e-branco volte a apostar numa estratégia com três centrais, até pela fraca resposta que a equipa deu nesses moldes na primeira parte do jogo do último sábado para o campeonato.

OBJETIVO DE ‘DRAGÃO’: LEVAR A REAÇÃO INTERNA PARA O PLANO EUROPEU

No entanto, se tornar a apostar num dos sistemas táticos que está na moda do futebol por estes dias, é bastante provável que essa seja uma mudança de direção na abordagem tática de Conceição, na sequência das saídas de Alex Telles e Danilo.

Na Betano, a solidez resultadista do Olympiakos não deverá constituir um problema de maior para o FC Porto, cuja vitória paga a 1.63. A vitória dos gregos tem uma odds de 5.15.

Pessoalmente, gosto do mercado de ambas as equipas para marcarem golo, com retorno de 1.85 por euro investido nas principais casas de apostas.

OLYMPIAKOS, O CAMPEÃO GREGO CHEFIADO POR UM PORTUGUÊS

Com três presenças na fase de grupos da Liga dos Campeões desde 2015, o campeão nacional grego em título não é, atualmente, uma equipa qualquer e merece-nos muito respeito.

Na última temporada, o Olympiakos deixou bem vincada a sua personalidade e capacidade coletiva em partidas contra o que viria a ser o campeão europeu Bayern Munique e também frente ao Tottenham de Pochettino e, depois, de José Mourinho.

Sem conseguir, contudo, superar a concorrência de alemães e ingleses, o Olympiakos “caiu” para a Liga Europa, onde mandou o Arsenal para casa e ameaçou até ao último instante o apuramento que viria a ser conseguido pelo Wolverhampton, de Nuno Espírito Santo.

A equipa de Pedro Martins conta com alguns elementos de grande experiência internacional (os casos mais flagrantes são os do lateral Rafinha e do médio Mathieu Valbuena), mas também com valores credíveis da atualidade e com perspetivas de futuro, num plantel que integra vários portugueses nas suas fileiras (da baliza cujo dono é José Sá, a Rúben Semedo e Rúben Vinagre na linha defensiva, sem esquecer Bruma, Pepê e Tiago Silva).

PEDRO MARTINS PREVÊ LUTA A TRÊS PELO 2.º LUGAR

Privado do contributo do médio Mady Camara (que tem estado de fora a contas com uma infeção por covid-19), o Olympiakos tem tido um jogador em foco neste início de temporada: o avançado Youssef El-Arabi soma um total de seis golos marcados em sete partidas e promete vir a ser uma dor de cabeça para a defesa comandada por Pepe.

PEDRO MARTINS PREVÊ LUTA A TRÊS PELO 2.º LUGAR

Na antecâmara do jogo com o Marselha, na 1.ª jornada, que o Olympiakos acabou por vencer por 1-0 (com golo nos descontos de Hassan, egípcio ex-Braga), o treinador Pedro Martins foi taxativo.

«No ano passado tivemos no grupo duas equipas equipas (Bayern e Tottenham) e terminámos em terceiro. Este ano há uma grande equipa e mais três que vão lutar pelo segundo lugar», considerou o técnico antes de vencer Villas-Boas.

 

Gostaste do nosso conteúdo?
Então regista-te no nosso canal do Youtube e assiste aos nosso Podcasts de Apostas. Entra nas nossas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter. Ainda tens o nosso Chat no Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Casas de Apostas
3,8 rating
10€ Gráris mais 200% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 50 de euros.
3,5 rating
5€ Grátis mais Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de até um máximo de 100 euros.
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito aposta sem risco até 50 euros.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.
4,0 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.
4,3 rating
Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.
4,5 rating
Aposta de 5€ Grátis com o Código Promocional: APOSTAGANHA1 mais 50% de Bonus até um máximo de 50 euros.