Foram várias as questões levantadas publicamente acerca do regresso do futebol e, no caso das competições europeias, o cenário ganha outra propensão.

PSG AQUECE OS MOTORES PARA A RETOMA

Que o diga o Paris Saint-Germain, que viu a Ligue 1 ser terminada antes do seu final, e que tem realizado amigáveis para manter o ritmo competitivo, tendo em vista as disputas das duas taças nacionais e, mais importante, a “final 8” da Liga dos Campeões, em Lisboa.

Na sequência do decreto do governo francês que proibiu, em abril passado, a realização de eventos desportivos coletivos até final de agosto (nos últimos tempos as medidas têm sido aliviadas, em virtude dos resultados positivos no combate à pandemia do novo coronavírus), o PSG foi decretado campeão nacional, em simultâneo com a conclusão da Ligue 1 2019/20.

Uma medida que belisca a forma como a equipa de Thomas Tuchel se poderá apresentar na reta final da Liga dos Campeões, pelo contraste e desigualdade em termos de ritmo competitivo que o PSG terá, irremediavelmente, de superar.

Até porque dá logo de caras, nos quartos-de-final, com a Atalanta, uma equipa italiana, que viu a Serie A retomar e que se mantém em competição até cerca de uma semana e meia antes da eliminatória dos quartos-de-final.

A próxima edição da Ligue 1 já tem o calendário definido e tem arranque previsto para o dia 22 de agosto, pelo que, por estes dias, o PSG cumpre aquela que será uma pré-época num formato inédito, forçado pelas atuais condicionantes impostas pelo combate à pandemia responsável pela Covid-19.

RETOMA DE SACO CHEIO E COM ADEPTOS NAS BANCADAS

Numa altura em que os principais palcos do futebol europeu continuam privados da presença de público nas bancadas, o Paris Saint-Germain voltou à ação no passado dia 12 de agosto, no Stade Oceane, onde goleou o Le Havre, da Ligue 2, por autoritários 9-0.

Nas bancadas, estiveram cerca de 5.000 espectadores, que não terão cumprido as recomendações sanitárias de segurança (uso de máscara e luvas e salvaguardar a distância de segurança) relativamente ao protocolo associado ao combate à Covid-19.

Na última sexta-feira, dia 17 de julho, o PSG realizou o segundo jogo de preparação, frente aos belgas do Waasland-Beveren, e voltou a mostrar-se de pontaria bem afinada. No Parc des Princes, novamente com a presença de aproximadamente cinco milhares de adeptos, o resultado foi de 7-0, com a particularidade de o evento ter incluído quatro partes de 30 minutos cada.

PSG aquece os motores para a retoma

Um jogo onde o clima de descontração saltou à vista, com destaque para alguns momentos protagonizados por Neymar, que se mostrou satisfeito pelo regresso do futebol aos relvados franceses:

«Muito feliz de jogar em casa novamente e com apoio da torcida. Estamos nos preparando pouco a pouco para chegar ao nosso máximo, que é quando chegarem as finais (da Champions). Agora, isso é o mais importante».

Ontem, quarta-feira, foi dia de subir a fasquia competitiva e defrontar o campeão escocês Celtic, no Parc des Princes, uma vez mais com presença limitada de público nas bancadas. Mbappé e Neymar marcaram os dois primeiros golos do PSG, ainda na primeira parte, com o francês a precisar de apenas 52 minutos para festejar, após uma ótima solicitação de Neymar.

No segundo tempo, Thomas Tuchel mudou toda a equipa mas o controlo da partida não fugiu aos parisienses, que voltariam a ampliar a vantagem no marcador, fruto dos golos apontados por Ander Herrera e Pablo Sarabia.

REGRESSO OFICIAL NA FINAL DA TAÇA DE FRANÇA

Na próxima sexta-feira, o PSG regressa aos jogos oficiais, com a disputa da final da Taça de França, contra o Saint-Étienne, no Stade de France, em Paris.

Tem havido alguma celeuma em torno da presença de público nas bancadas, uma vez que foi permitido um número a rondar os 5.000 espectadores (uso de máscara obrigatório), porém o Saint-Étienne ter-se-á recusado a vender a sua parte dos ingressos por considerar o número desajustado (900).

Certo é que a boa forma que o PSG tem exibido nos jogos amigáveis não tem passado despercebida ao mercado, pelo que tem havido uma descida nas odds (já de si bem pouco expressivas) favoráveis à vitória dos parisienses.

Na Betano, o triunfo do PSG está cotado a 1.13, o Empate a 7.85 e o Saint-Étienne para ganhar cota a 15.50. A expectativa, além do favoritismo conferido ao campeão francês, é a de um jogo com vários golos, tanto que a linha está colocada em mais (1.67) ou menos (1.88) de 3,5 golos.

Uma semana depois, o PSG terá outra final para realizar, desta feita na Taça da Liga Francesa, contra o Lyon, novamente no Stade de France, em Paris.

MBAPPÉ TRANQUILIZA AS HOSTES

Em declarações prestadas no “pós-match” do jogo particular realizado com o Celtic, na última terça-feira, Kylian Mbappé chutou para fora do estádio os rumores que o colocam a caminho do Real Madrid na próxima época, reforçando total sentido de compromisso com o PSG nos próximos tempos.

O futuro candidato a Bola de Ouro declarou:

«Para toda a gente, diretores, adeptos… vou continuar no PSG, aconteça o que acontecer. Quero ajudar a equipa a ganhar títulos e a ser a melhor do mundo».

LIGA DOS CAMPEÕES. A “UMA ATALANTA” DE DISTÂNCIA DA FINAL?

Escapando a tubarões como Real Madrid, Manchester City, Juventus, Barcelona ou Bayern Munique no sorteio do que falta jogar na Liga dos Campeões (que será concluída numa final a oito em Lisboa), o PSG parece ter, em teoria, um caminho fácil de trilhar até à final.

Os adeptos do futebol e a comunidade de apostadores aguardam com interesse o embate dos quartos-de-final, a uma só mão, entre Atalanta e PSG, que realizar-se-á no Estádio da Luz, a 12 de agosto, pelo caudal ofensivo inerente ao ADN de ambas as equipas.

Será curioso perceber como é que Thomas Tuchel preparará o confronto contra uma das equipas que atravessam melhor momento de forma e que melhor futebol praticam (méritos redobrados a Gian Piero Gasperini) em Itália e que só fecha a sua campanha na Serie A no dia 2 de agosto.

É certo que o PSG, até ao jogo dos “quartos”, disputa a final da Taça de França e a da Taça da Liga Francesa, mas o embalo e o ritmo competitivos que a Atalanta trará na reta final de uma temporada onde viu o seu campeonato ser retomado (ao contrário do PSG) colocam alguns pontos de interrogação no favoritismo conferido aos franceses para conseguir o apuramento (1.53 na Betano, contra 2.13 da Atalanta).

 

Gostaste do nosso conteúdo?
Então regista-te no nosso canal do Youtube. Entra nas nossas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter. Ainda tens o nosso Chat no Tegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Casas de Apostas
3,8 rating
10€ Gráris mais 200% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 50 de euros.
3,5 rating
5€ Grátis mais Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de até um máximo de 100 euros.
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito aposta sem risco até 50 euros.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.
4,0 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.
4,3 rating
Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.
4,5 rating
Aposta de 5€ Grátis com o Código Promocional: APOSTAGANHA1 mais 50% de Bonus até um máximo de 50 euros.