Muito se falou, ao longo das últimas semanas, sobre o futuro de Ricardo Quaresma, que chegou a ser apontado ao FC Porto e, posteriormente, ao Boavista. Ontem, o internacional português foi confirmado no Vitória Sport Clube de Guimarães, assinando um vínculo contratual de duas épocas e outra de opção com o clube de Guimarães.

QUARESMA: DO FUTEBOL TURCO PARA GUIMARÃES

Depois de cinco temporadas a representar o futebol português no estrangeiro, mais especificamente na Turquia (quatro anos no Besiktas e a última época ao serviço do Kasimpasa), Ricardo Quaresma está de volta a Portugal, a Guimarães, onde representou por último o FC Porto, entre 2013 e 2015.

A menos de três semanas de completar os 37 anos de idade, o extremo internacional AA em 80 ocasiões (10 golos) pela Seleção Portuguesa assinou por duas temporadas com o Vitória de Guimarães, que ainda deixou aberta a possibilidade de renovar até ao fim da época 2022/23, numa altura em que Quaresma já terá 39, a caminho dos 40 anos.

Dono, em tempos, de uma capacidade estonteante de drible e famoso pela espetacularidade dos seus “pontapés-de-trivela”,

Quaresma parece ainda ter condições para abanar as defesas no campeonato português, até pelo nível qualitativo questionável que a nossa Liga ainda possui, quando comparada com as principais ligas europeias.

UMA CARREIRA DE SUCESSO QUE NUNCA CHEGOU A DAR O ‘BOOM’

Nome incontornável da história mais recente do futebol português, Ricardo Quaresma fez todo o seu período de formação no Sporting, onde realizou duas temporadas na equipa principal que lhe valeram o salto para o gigante Barcelona, em 2003/04.

28 jogos e um golo depois, o extremo não conseguiu afirmar-se na Catalunha e regressou a Portugal para representar o FC Porto, onde esteve entre a época 2004/05 e 2007/08, cumprindo aquele que terá sido, provavelmente, o período mais exuberante da sua carreira.

QUARESMA: DO FUTEBOL TURCO PARA GUIMARÃES

Os bons desempenhos no Estádio do Dragão valeram-lhe nova oportunidade no futebol internacional, com o FC Porto a encaixar, no verão de 2008, uma verba próxima dos 25 milhões de euros (bastante considerável para os tempos em questão) para vender Quaresma aos italianos do Inter de Milão.

Depois da experiência pouco conseguida no Barcelona, Quaresma tornou a não conseguir adaptar-se à Serie A, nem tampouco à Premier League, emprestado que esteve ao Chelsea em parte de 2008/09.

Desde a época de 2010/11, Quaresma passou a maior parte da sua carreira na Turquia, com passagens, entre 2012 e 2015, pelo Al Ahli Club (dos Emirados Árabes Unidos) e novamente pelo FC Porto (80 jogos e 14 golos na segunda passagem pelos “dragões”).

Bastante acarinhado pelos apaixonados adeptos do Besiktas, Quaresma passou um bom período em Istambul, onde realizou 154 jogos e marcou 23 golos, entre a época 2015/16 e 2019/20, na segunda passagem da sua carreira pelo gigante turco (a primeira foi em 2010/11 e 2011/12).

No último ano desportivo, Quaresma chegou a participar num jogo pelo Besiktas, mas as diferenças com a direção do clube permitiram-lhe rumar ao Kasimpasa, ao serviço do qual fez 27 jogos (1603 minutos de utilização) e marcou em quatro ocasiões.

NOVA POLÍTICA DE CONTRATAÇÕES EM PORTUGAL?

Já aqui falei, há algumas semanas, sobre um modelo de ataque ao mercado que tem sido implementado com sucesso, por exemplo, em Itália nos últimos anos e que estaria em vias de ser adotado pelas equipas portuguesas.

A tendência para contratar, com um baixo custo de mercado – na maior parte dos casos o passe é até adquirido a custo zero, ficando o clube “apenas” com os encargos salariais – jogadores de grande valia, porém na fase mais adiantada (descendente?) da sua carreira teve um primeiro sinal com a contratação de Nico Gaitán pelo Sporting de Braga.

Seguiram-se as chegadas dos experientes Javi García (ex-Benfica, Manchester City e Betis) e Adil Rami (campeão do Mundo de seleções, ao serviço da França, em 2018) ao Boavista, que tem dado um claro sinal ao mercado de que pretende construir uma equipa forte e capaz de se intrometer na luta pela Europa na Liga NOS com Braga e Vitória de Guimarães.

Agora o anúncio de Quaresma como reforço dos “conquistadores”, apresentado com a camisola 10, veio reforçar ainda mais uma opção que poderá virar moda no campeonato português, assim haja capacidade de investimento para tal.

QUE FUNÇÃO TERÁ QUARESMA NA EQUIPA DE TIAGO?

Um pouco à imagem de Gaitán, creio que a verticalidade que os dois emprestavam a partir das alas, aliada à velocidade e capacidade de desequilíbrio no um-para-um, Quaresma poderá agora dar lugar a uma função mais criativa e de organização de jogo ofensivo, aliás como o argentino mostrou no particular do Braga com o Benfica, no Estádio da Luz.

A atribuição do número 10 a Ricardo Quaresma poderá não ser inocente, neste sentido, ainda que o antigo extremo do FC Porto e do Barcelona dificilmente vá colocar de parte a vontade de emprestar uma magia muito especial ao futebol do Vitória de Guimarães, até porque Quaresma é de uma era em que o jogo era diferente e ainda contava com “mágicos” como escasseiam hoje em dia.

 

Gostaste do nosso conteúdo?
Então regista-te no nosso canal do Youtube e assiste aos nosso Podcasts de Apostas. Entra nas nossas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter. Ainda tens o nosso Chat no Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




CASA DE APOSTAS
3,8 rating
10€ Gráris mais 200% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 50 de euros.
3,5 rating
5€ Grátis com o Código Promocional: apostaga
mais Bónus no primeiro depósito até um máximo de 100 euros.
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito aposta sem risco até 50 euros.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.
4,0 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.
4,3 rating
Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.
4,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50€ euros.