Depois da polémica gerada em torno da realização de vários eventos que contam com aglomerações de um elevado número de pessoas em Portugal, a Direção-Geral da Saúde recusou uma proposta apresentada pela Liga, tendo em vista a realização de um teste piloto num jogo amigável do Braga no próximo fim-de-semana.

GOVERNO DEU «NEGA» À LIGA DE CLUBES

Depois da experiência realizada em Inglaterra, no passado fim-de-semana, com a presença de um número limitado de espectadores no jogo de caráter amigável entre Brighton e Chelsea, o objetivo da Liga presidida por Pedro Proença era fazer um teste semelhante em Portugal em breve.

Segundo a imprensa nacional, a proposta foi mesmo endereçada durante o dia de ontem à Direção-Geral da Saúde, para que o ensaio acontecesse no próximo sábado, na partida que decorrerá no Estádio Municipal de Braga, entre o Sporting de Braga e o Valladolid.

Também o Vitória Sport Clube mostrou abertura para colaborar com a iniciativa nos mesmos termos, aquando da realização dos jogos particulares diante do Moreirense e do Gil Vicente, marcados, respetivamente, para os próximos dias 9 e 12.

Ao início da tarde, na conferência de imprensa do ponto de situação da evolução da pandemia em Portugal, onde compareceram Graça Freitas (DGS) e Marta Temido, ministra da Saúde, a diretora-geral da saúde foi inquirida pelos jornalistas presentes sobre a possibilidade de haver adeptos nos estádios em breve.

Isto depois de ter sido a própria Graça Freitas, nos últimos dias, a referir a necessidade de realizar uma experiência para avaliar os moldes em que a medida de permitir o retorno do público aos estádios poderia ir em frente.

«Não existe nenhum preconceito contra o futebol, mas é preciso perceber o contexto onde estamos. Temos de ver agora o que acontece com a retoma das aulas, que vai levar à movimentação de milhares e milhares de pessoas diariamente, e de perceber o que vai acontecer com o inverno e o outono. Somos a favor da maior normalidade possível, mas é preciso ter cautela», afirmou Graça Freitas, que concluiu de forma enigmática: «É preciso ter paciência e remeter para o futuro decisões que não sejam essenciais».

GOVERNO DEU «NEGA» À LIGA DE CLUBES

Horas depois, o jornal A Bola adiantou a notícia de que a proposta da Liga de Clubes, que mencionei anteriormente, foi recusada pela Direção-Geral de Saúde, pelo que não há quaisquer perspetivas sobre quando poderemos voltar a assistir a um jogo ao vivo.

FUTEBOL PROFISSIONAL ARRANCA DENTRO DE NOVE DIAS SEM PÚBLICO NAS BANCADAS

Enquanto a Primeira Liga tem o seu tiro de partida agendado para o dia 18 de setembro, uma sexta-feira (com o jogo entre o Famalicão e o Benfica, conhecido que ficou ontem o calendário das primeiras três jornadas da Liga 20/21), a Liga 2 tem arranque previsto para o próximo dia 12 e não contará com a presença de adeptos nas bancadas.

Recorde-se que o impedimento de haver público nos jogos de futebol em território português surgiu como medida de combate e prevenção à propagação da pandemia de covid-19, aquando da decisão de retomar a competição no primeiro escalão, em junho passado.

Depois de um ligeiro abrandamento no aparecimento de novos casos da doença em Portugal, os últimos dias têm levantado algumas reservas por parte das autoridades sanitárias, que, mesmo assim, não barraram a retoma das aulas presenciais para o início do ano letivo 2020/21, nem a realização de alguns eventos, tais como espetáculos tauromáquicos e o Festival do Avante, organizado pelo PCP, que tanta tinta tem feito correr na imprensa nacional generalista nos últimos dias.

PROENÇA PRESSIONOU O GOVERNO

Em declarações prestadas à entrada para a gala dos sorteios das provas profissionais e da entrega dos prémios relativos à última temporada, na última sexta-feira, o presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional apontou, precisamente, ao Avante e às touradas como exemplo de que é possível, respeitando o protocolo de segurança sanitária, garantir o regresso do público aos estádios portugueses.

PROENÇA PRESSIONOU O GOVERNO

«Se permitem que na festa do Avante haja público, assim como nas touradas, também podemos criar todas as condições para que, rapidamente, possa haver adeptos no futebol profissional», garantiu Pedro Proença.

O objetivo do antigo árbitro é ter adeptos nas bancadas – à imagem do que já sucede com aparente sucesso, por exemplo, em França e que poderá vir a acontecer no arranque da Bundesliga alemã – antes da realização da “final four” da Taça da Liga, em Leiria, no próximo mês de janeiro.

Até porque, durante a gala “Kick-Off”, foi anunciada a venda de bilhetes precisamente para as meias-finais e a final da competição patrocinada pela seguradora Allianz.

 

Gostaste do nosso conteúdo?
Então regista-te no nosso canal do Youtube. Entra nas nossas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter. Ainda tens o nosso Chat no Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Casas de Apostas
Solverde Apostas

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de até um máximo de 100 euros.

Luckia

Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.

Nossa Aposta

Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.

Betclic

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.

Bet.pt

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.

Betway

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.

ESC Online

Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.

Betano

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.

Ultimos Artigos