Risco vs Rentabilidade nas Apostas Desportivas

Aposta Ganha / Tutoriais e Dicas de Apostas / Risco vs Rentabilidade nas Apostas Desportivas

Risco vs Rentabilidade nas Apostas Desportivas

Hoje trago um artigo que pode suscitar algumas dúvidas nos dias que correm. Demais informo que vejo muitos apostadores a não terem este tipo de preocupação.

RISCO VS RENTABILIDADE NAS APOSTAS DESPORTIVAS

O risco associado a cada aposta faz parte do nosso dia a dia e isso faz-nos obrigatoriamente a cair numa viés cognitiva. Por vezes não calculamos o risco devidamente e nem sequer vamos esperar uma rentabilidade associada ao mesmo.

Com este artigo, uma vez mais por tópicos, iremos tentar explicar e demonstrar como lidar com o risco na nossa aposta assim como a rentabilidade que possamos extrair desse mesmo risco.

RISCO

 O risco está associado a uma aposta que fazemos, muitas são as fórmulas que podemos usar para “não pisar o risco” ou arriscar em demasia.  Este assunto é complexo pois nas apostas desportivas devido a incerteza do desfecho dos eventos este cálculo é muito complicado de o medir o ter em conta.

📌 O risco está para a rendibilidade como os ovos estão para as omeletes. Sem um é impossível conseguir o outro. Esta noção básica dos investimentos diz-nos que quanto mais se arrisca (mais risco) maiores são as probabilidades de obter rendibilidades mais elevadas.  Só não existem certezas.

Quem não arrisca não petisca é um provérbio popular que nos diz isso mesmo. Se não existe exposição ao risco, os ganhos são diminutos. Não existe uma fórmula mágica, eu diria até que a experiência será mesmo a melhor forma, pois em certas situações é ela mesmo que nos deixa mais Sharps em relação ao risco que corremos em cada aposta.

Em tese quanto mais experienciamos, quanto mais apostamos mais experiência ganhamos, as boas e as más, mas também nos tornamos melhores pelo menos já não nos enganam à primeira.

O risco na nossa aposta tem que ter por base esta situação, a experiência, mas também calcular da melhor forma o risco para a rentabilidade que possamos ter. Sermos EV+ é aquilo que nos move e o risco que corremos em cada aposta influência isso mesmo – Como alcançar o EV+ Valor Esperado

Risco vs Rentabilidade

FÓRMULA

A fórmula que posso vos dar e aquela que eu utilizo é calcular quantas vezes apostar assim, com o mesmo risco quanto irei ganhar ou perder. Explicando melhor, sabendo as minhas prestações, posso simular o meu risco, mas sempre numa base de suponhamos digamos de uma projeção.

O risco pode ser muito volátil em certas apostas ou em certas maneiras de apostar. Por exemplo o risco numa aposta em Live diria que é um belo exemplo disso mesmo. O risco calculado poderá ser muito fugaz em relação a estima da rentabilidade que possamos extrair desse mesmo risco associado à aposta.

Daí acreditar que as apostas ao vivo tem muito que se lhe diga e que ainda não consigo perceber como se consegue “controlar” as apostas em Live. Mas estou certo que a minha demanda e vontade de saber mais um dia chega lá e possamos colocar aqui algo mais explicativo e dinâmico e não tão contraditório.

O risco em certas formas de apostar conforme disse e dei exemplo em cima, poderá sofrer mutações e com isso mudar a nossa projeção futurista da nossa rentabilidade.

Como sabem, estamos sempre dependentes dos resultados que possamos ter, mas podemos sempre estimar quando estamos naqueles piores momentos. Por norma, quando preciso de fazer projeções, sejam elas em odds médias, ou em Risco assim com projetar ou simular um modelo, eu vou sempre pelo pior cenário.

FÓRMULA

MODA

Apanho a “moda” do meu pior mês ou da minha pior performance e uso-a a meu favor. Se mesmo assim houver números engraçados eu poderei projetar numa outra perspetiva, digamos mais animadora e concerta com ganhos significativos.

Poucos apostadores hoje em dia projetam ou tentam estimar as coisas, é certo que é um pouco complicado de o fazer, mas quem quiser fazer disto, vida, não pode viver apenas do hoje, e já explico porque.

📍  As casas de apostas também avaliam o risco delas no mercado ou há nossa mercê, e estão sempre a estimar esse mesmo risco. Nós não podíamos estar de outra forma seja no mercado seja quando apostamos a uma determinada odd ou mercado. Para mais consulte: Mercados e odds asiáticas

Daí achar que é deveras importante estimarmos o nosso risco e as nossas entradas no mercado. Penso que o deveríamos fazer várias vezes, sobretudo aproveitando as paragens das ligas aqui e ali. As casas vão-se moldando ao Risco em “jogo” e nós devemos fazer o mesmo.

Não percebo porque é que nós apostadores em geral apostamos sempre da mesma maneira, anos atrás de anos sem nunca “mexermos” uma palha. Podemos continuar a ser lucrativos, eu sei, mas apostas que estamos cada vez mais a ser menos lucrativos e até quando? Poderemos acordar tarde e quando perceberemos já mudou muita coisa e poderá ser mais difícil.

Aliás junto a tudo isto o aumento da nossa experiência que nos dá mais “arcaboiço” e isso faz estramos de uma maneira mais madura a cada aposta que fazemos, logo deveremos “mexer” em algo.

Voltando à associação do Risco com a Rentabilidade, tema deste artigo, uma coisa não vive sem a outra, neste tópico em cima, dedicamo-nos apenas ao tema Risco, mas agora vamos olhar para a rentabilidade que tem de certeza muito para se escrever.

MODA

RENTABILIDADE

 Vamos à definição: Rendibilidade = capacidade para produzir valor.  Começo logo e desde já a trazer a este tópico problema, a rentabilidade de alguns pode não ser a mesma que a minha, o meu valor não é igual ao vosso. Por este problema a rentabilidade e sempre muito discutida. Para mim 3% poderá ser mágico perante ao meu risco associado, para outros poderá ser pouco.

Uma vez mais, mesmo sem fazermos contas, no nosso pensamento de apostador estremos a estimar a rentabilidade associada ao risco. Muitos apostadores conseguem fazer este exercício, o da rentabilidade, mas calcular o risco sobre o teste de stress isso é mais complicado.

É obvio que só olhamos para o fim das coisas, o que podemos tirar, quanto ganhamos o que esperar. Agora olhar para o processo para o caminho é mais complicado e isso deixa-nos um pouco a mercê das casas de apostas.

A rentabilidade deve ser sempre ser vista como um objetivo aquilo que queremos “ganhar” ou esperar do tal risco que colocamos em causa. Como disse os meus 3% não são os vosso 3%, pois depende do que se coloca em risco.

Explicando, se eu tiver um risco grande, obviamente que espero ter uma maior rentabilidade desse mesmo risco. Um risco calculado pode nos dar uma rentabilidade também mais calculada, certo?

A quem faça muitas apostas por dia, muita exposição ao mercado, muito risco associado e viva bem com isso. Eu não concordo, penso que as apostas bem feitas devem ser as mais calculadas possíveis, aliás porque eu não acredito que as casas estejam sempre a precificar mal ou haja tanto erro assim. Assim não acredito que exista tanta entrada e tanto erro no mercado para que possamos colocar em risco tantas stakes.

RENTABILIDADE

Diria mais, com tanta aposta em jogo ou diria, com tanto risco em jogo a rentabilidade não poderá ser a maior a não ser que estejamos numa Golden Age nas apostas desportivas.

O volume de apostas por vezes é nosso amigo, sobretudo para baixar a variância, mas por vezes o risco mal calculado, deixa-nos na mão da variância e também sem qualquer rentabilidade.

Em suma diria que a rentabilidade e o Risco e estimar a nossa variância nas apostas é um parto difícil, é lidar com o incerto, mas que pode ser estimado, assim como fazem alguns analistas de mercado, quando dizem que o Bitcoin irá subir em breve para valores altos.

Obviamente que eles falam isso com base em projeções ou com alguma sustentação de comportamento de mercado. Nós podemos fazer o mesmo, ler os dados, perceber a variância olhar para o risco e calcula-lo da melhor forma. A rentabilidade vem daí e em breve mostra o ar da sua graça.

CONCLUSÃO RISCO VS RENTABILIDADE NAS APOSTAS DESPORTIVAS

Como eu transcrevi em cima o Risco e a rentabilidade é como os ovos são para as omeletes, uma depende da outra, e neste tópico conclusivo digo-vos que muitos de vós não calculam o risco. A rentabilidade sim, essa mostra-se na banca, é olhar passado uma semana e ver que só se tem 1 euro de banca.

Bem, não quero falar de gestão de banca, isso é outra coisa, estou só a falar de maneira simplista deste tema. Como disse a maior parte dos apostadores só olha para o produto final, e esquece que para traz existe todo um processo.

Não é só estimar e calcular o Risco em cada aposta que fazemos, mas perceber se seremos EV+ e se aquele risco compensa a longo prazo. Existem outros fatores que nos podem ajudar a ser rentáveis ou não, mas como disse não é o tema de hoje.

Hoje fomos á base destes dois conceitos que não podem separar-se, isso vocês terão que perceber, vocês não podem só olhar para o prémio, sem saber quanto risco vos custou ir a jogo. Se o risco for igual a vossa rentabilidade ou com uma diferença ténue, vocês pensaram, do tipo, perdi o meu tempo aqui.

E caros apostadores é isso que acontece até, uns perdem e muito e outros dizem, passei um mês nisto e ganhei tanto o que perdi, do tipo fiquei “ela por ela”.

Tentem visualizar esta situação do risco e da rentabilidade agora de outra forma. Espero que tenham gostado de uma visão mais simplista como sempre tento escrever nos artigos sobre apostas desportivas.

Por hoje é tudo, boas apostas e boa sorte, sempre calculem o vosso risco!

 

Gostaste do nosso conteúdo?
📌 Então subscreve nosso canal do Youtube, ouve os podcasts no Spotify ou Apple.
👉
Entra nas redes sociais: Canal Telegram ou conversa connosco no Chat Telegram ou ainda no Instagram, TikTokTwitter.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

CASAS DE APOSTAS
4,3 rating
Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.
4,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50€ euros.