Apostas Online em Portugal – Aposta Ganha

Rombo milionário na temporada Portista

Um pouco contra as expetativas trazidas da Rússia – vitória por 0-1 – o FC Porto acabou surpreendido pelo modesto FK Krasnodar no Estádio do Dragão, numa derrota por 2-3 que irá impedir os cofres portistas de receber uma choruda transferência referente à presença na Fase de Grupos da Liga dos Campeões.

FC Porto: Uma primeira parte de pesadelo

O Porto chegava ao embate da segunda mão em sua casa com o conforto de ter marcado fora de casa num triunfo tangencial que abria as portas da qualificação, no entanto, uma desatenção num pontapé de canto logo ao raiar da partida acabou por desfeitear a tranquilidade portista.

Rombo milionário na temporada portista

Além disso, o inesperado adiantamento de linhas do Porto – quando ainda não era propriamente necessário – custou novo golo pouco depois dos 10 minutos e instalou o caos na organização da equipa orientada por Sérgio Conceição.

E numa fase em que o técnico portista já preparava as mudanças estratégicas para o segundo tempo, o Krasnodar voltaria a desferir um golpe nas ambições portistas em mais uma boa jogada de ataque rápido francamente consentido pela defensiva azul e branca.

Reação tardia

Com três golos para recuperar na segunda metade do desafio, Sérgio Conceição apostou em Zé Luis na frente de ataque e colheu frutos por volta dos 60 minutos com o atacante brasileiro a responder afirmativamente a um cruzamento de Alex Telles.

E o Porto ganhou vida com esse golo, criando outras boas oportunidades nos instantes posteriores, no entanto, o segundo dos Dragões só chegaria a 15 minutos do fim e os russos acabariam por segurar essa preciosa vantagem que agora os habilita a disputar o Play-off final de acesso à Fase de Grupos da Liga dos Campeões.

Os assobios no Estádio do Dragão foram audíveis e elementos como Iván Marcano ou Renzo Saravia deram claros sinais de ainda não estarem na melhor forma, em especial o defesa espanhol que parece constantemente fora de tempo na abordagem aos lances.

Redefinição de prioridades

Naturalmente, a prioridade do FC Porto seria sempre o Campeonato Nacional, no entanto, com esta eliminação da Liga dos Campeões e consequente despromoção à Liga Europa, creio ser natural que o Dragão se foque ainda mais na recuperação do título nacional.

A equipa começou a Liga NOS da pior forma possível e imaginável ao perder com um recém-promovido Gil Vicente que formou um plantel praticamente do zero.

Ainda assim, há muito campeonato pela frente e caberá ao técnico portista tentar encontrar um onze inicial que dê garantias de estabilidade e qualidade futebolística daqui em diante.

liga nos

Neste momento, os portistas já somam menos três pontos que Benfica e Sp.Braga, e menos um ponto que Sporting, portanto a sua missão está mais complicada do que antes do começo da Liga, embora restem ainda 33 jornadas para retificar o assunto.

Atualmente, o FC Porto continua a negociar como segundo favorito à conquista do título nacional com cotação de 2.50 na Betclic, mas será crucial começar a vencer já este fim-de-semana.

Vitória de Setúbal para curar algumas feridas

O Porto recebe já este Sábado o Vitória Futebol Clube no seu estádio e certamente que entrará em campo com a intenção de mostrar outra cara aos seus adeptos.

O acerto defensivo terá de ser maior e a qualidade na criação de situações de golo também. O Porto negoceia a 1.16 nas principais casas de apostas para bater os setubalenses.

Para esse embate, e após o falhanço a meio da semana, são esperadas mais mexidas no onze inicial com elementos como Shoya Nakajima ou Renzo Saravia no topo da lista daqueles que devem voltar a sentar-se, ao passo que Sérgio Oliveira deve ser baixa por lesão após contrair um, aparentemente grave entorse no tornozelo.

Sérgio Conceição sob pressão

O desastroso início de temporada que o Porto está a efetuar abre claramente aso a especulação quanto à continuidade de Sérgio Conceição como técnico do Porto.

Na verdade, o embate da 3ª Jornada no Estádio da Luz diante do Benfica vai ganhando crescente importância.

Estar fora da Liga dos Campeões à primeira oportunidade, e correr o risco de ficar a seis pontos da liderança do Campeonato à 3ª Jornada seriam certamente motivos que levariam o presidente Pinto da Costa a refletir sob uma eventual mudança no comando técnico da equipa.

Para já, Conceição vai dizendo que nunca será um problema para o clube, abrindo claramente a porta a uma eventual saída, cenário que já havia sido colocado no final da época passada.

Veremos qual vai ser a resposta da equipa nas próximas duas semanas, decisivas para a definição do futuro próximo do futebol do clube.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *