Prognósticos para Apostas Desportivas Online – Aposta Ganha

Sérvia Mundial 2018 – Guia e Análise

Sérvia Mundial 2018 - Guia e Análise

Sérvia Mundial 2018 – Guia e Análise

Trajeto na qualificação:

A Sérvia conseguiu o apuramento no Grupo D da qualificação na zona europeia para o mundial 2018.

Numa caminhada equilibrada entre o top 4 e que só ficou definida na última jornada, ocasião em que derrotaram a Geórgia, por 1-0, com um golo heróico de Aleksandar Prijovic, atacante de origem suíça que se estreou aí a marcar com a camisola da Sérvia.

A formação dos Balcãs acabou a campanha como 1.ª classificada, com 21 pontos, num grupo que também contou com República da Irlanda (19 pts), País de Gales (17), Áustria (15), Geórgia (5) e Moldávia (2), com o registo de 6 vitórias, 3 empates e apenas 1 derrota (na Áustria, por 3- 2), 20 golos marcados e 10 sofridos.

População: 7.057.000 Área: 88.361 km² Densidade demográfica: 115 hab./km² Capital: Belgrado

Línguas oficiais: sérvio Moeda: Dinar sérvio (RSD) Número de presenças em Mundiais: 11 Melhor campanha em Mundiais: 4.º lugar em 1930 e em 1962

Melhor campanha em competições internacionais: 4.º lugar no Mundial 1930 e 1962 Ainda sob o anterior formato geopolítico, a fundação da associação de futebol da antiga Jugoslávia remonta a 1919, somando um total de 11 participações em fases finais de Campeonatos do Mundo.

Posteriormente, o Estado local uniu Sérvia e Montenegro, que chegou a ter seleção de futebol, num curto período de tempo, entre 2003 e 2006.

No Mundial de 2006, na Alemanha, a Sérvia e Montenegro foi eliminada na fase de grupos, com 3 derrotas em 3 jogos.

Após essa competição, os países separaram-se politicamente e ficou então constituída a hoje conhecida e reconhecida seleção da Sérvia, que viria a participar, pela primeira vez na história de forma independente, na fase final do Mundial 2010, da África do Sul.

Nova eliminação na fase de grupos e no 4.º e último posto, porém com 3 pontos feitos, num grupo com Alemanha, Gana e Austrália.

Quanto a outras participações em grandes competições de craveira internacional, ainda enquanto Jugoslávia, esta federação participou no Euro 2000, realizado na Bélgica e Holanda, onde chegou aos quartos-de-final, acabando eliminados nessa fase pela Holanda.

Jogadores em Destaque: Branislav Ivanovic – Zenit

Na segunda época ao serviço dos russos do Zenit, o defesa-central de 34 anos será, por certo, um dos mais velhos de uma convocatória que ainda não foi divulgada.

Branislav Ivanovic

A experiência acumulada durante 8 anos e meio ao serviço do Chelsea nos grandes palcos internacionais é, sem dúvida, uma mais-valia para a Sérvia.

Ao serviço da qual é o jogador com mais internacionalizações de sempre (102 presenças).

Foi o único totalista (10 jogos, 1 golo) na caminhada de qualificação para a fase final do Mundial 2018 e representa o elemento mais experiente de uma linha defensiva que mescla muito bem experiência com juventude em fase de maturação (Matija Nastasic).

Na atual temporada, Ivanovic totalizou 38 presenças a representar o Zenit.

Jogadores em Destaque: Aleksandar Kolarov – Roma

Com 32 anos, o lateral-esquerdo que acaba de cumprir a primeira época ao serviço da AS Roma é, igualmente, um dos mais internacionais de sempre pela Sérvia e um dos mais utilizados na campanha de apuramento.

Aleksandar Kolarov

A forma como defende e como participa igualmente no momento ofensivo do jogo faz dele uma peça imprescindível nesta Seleção, que tem em Kolarov igualmente um bom trunfo para as bolas paradas.

Passou sete anos da sua carreira a representar os ingleses do Manchester City, sempre com boa taxa de utilização, o que atesta bem a sua qualidade.

Em 2017/18, fez 46 jogos ao serviço da Roma até ao momento, marcando 3 golos, fazendo parte do grupo de heróis que eliminou o Barcelona na Liga dos Campeões, onde chegaram às meias-finais.

Vejo pertinência em destacar, ainda, nomes como Nemanja Matic (ex-Benfica que é peça preponderante no Manchester United de José Mourinho), Milinkovic-Savic (jovem de 23 anos que contabiliza apenas 2 internacionalizações ao serviço da Sérvia

mas que fez uma grande temporada ao serviço da Lazio e já tem meia Europa de olho nele) e Aleksandar Mitrovic (autor de 6 golos em 9 jogos na fase de qualificação, procura ajudar o Fulham a regressar à Premier League na próxima época, em Inglaterra).

O Comandante

Mladen Krstajić Nome Completo: Mladen Krstajić Idade: 44 anos (04-03-1974) | Naturalidade: Zenica (Jugoslávia) Currículo: (sem experiência como treinador principal)

Mladen Krstajić

O antigo defesa-central que fez parte do lote de participantes da Sérvia e Montenegro no Campeonato do Mundo de 2006 integrava, como preparador físico, a equipa técnica de Slavoljub Muslin, selecionador de 64 anos com quase 30 anos de experiência de treino que estava no cargo desde 2015.

Mladen Krstajić foi o escolhido pela federação sérvia para liderar a Seleção no Mundial 2018, após divergências no planeamento da participação com o antigo selecionador no final de outubro do ano passado.

Curiosamente, Krstajić não acumula qualquer experiência no currículo como treinador principal de futebol, sendo, portanto, uma absoluta incógnita.

Em 4 jogos de preparação realizados na liderança da equipa técnica da Sérvia, o técnico de 44 anos somou 2 vitórias, 1 empate e 1 derrota.

Venceu na estreia a China, em Guangzhou, por 2- 0, e a Nigéria, em Londres, pelo mesmo resultado, no último amigável realizado, a 27 de março.

Pelo meio, empatou em Ulsan com a Coreia do Sul (1-1) e perdeu com Marrocos (1-2), em Turim, Itália. Pontos positivos

jogos-primeira-fase

Pontos Positivos

A experiência nos grandes palcos internacionais de jogadores como Ivanovic, Kolarov ou Matic são sempre um fator que pode ajudar e muito numa competição desta tarimba, bem como a experiência de alguns elementos nos melhores campeonatos do Mundo (Espanha, Alemanha, Itália).

Aliado a isso, a qualidade técnica de alguns dos seus homens de ataque (Ljajic, Tadic, Zivkovic) é algo que sempre agrada a qualquer treinador, pela capacidade de desequilíbrio e de influenciar o resultado de um jogo a qualquer momento.

A motivação de voltar a participar numa grande competição, sem o peso de muitas expectativas nos ombros de um grupo de jogadores que não tem a responsabilidade de assumir favoritismo depois do sorteio ter colocado Brasil e Suíça no seu caminho.

Pontos Negativos

Incerteza. É esta a melhor palavra que define o que o selecionador Mladen Krstajić poderá fazer com esta Seleção no Mundial.

A federação sérvia correu com o experiente técnico que levou a equipa à fase final desta competição e optou pelo preparador físico, que não tem qualquer experiência como líder principal de um grupo de trabalho – imagine-se a este nível –, para orientar a equipa na Rússia.

Apesar da qualidade que muitas individualidades ostentam, não reconheço grande capacidade coletiva a esta Sérvia, que carece de alguma consistência tanto no momento defensivo, como na parte ofensiva do seu jogo.

Análise dos jogos da Primeira Fase

Sérvia Mundial 2018 - Guia e Análise

Sérvia vs Costa Rica– 17/06/2018 – 13:00 – Samara Arena – Samara

Esta será a segunda presença consecutiva em fases finais para a Costa Rica e a quarta nas últimas cinco realizações. Em 2014, até chegaram aos quartos-de-final, sendo uma das boas surpresas da competição.

Isso atesta bem o trabalho que tem sido feito ao longo das últimas duas décadas no futebol do país, que conseguiu a qualificação sem grande sobressalto.

Na zona de qualificação da CONCACAF, os pupilos de Óscar Ramírez terminaram em 2.º lugar, com 16 pontos (4V, 4E, 2D, 14-8G), apenas atrás do México.

O favoritismo, ainda assim, está do lado da Sérvia, que conta com jogadores rotinados em campeonatos de nível superior àqueles onde joga a maioria dos selecionados da Costa Rica, exceção feita aos nomes mais sonantes, como são os casos de Keylor Navas (Real Madrid), Bryan Ruiz (Sporting), Joel Campbell (Bétis) ou Celso Borges (Deportivo).

A Bet.pt dá odds de 1,90 para a vitória da Sérvia, 3.10 para o empate e 3.55 para a Costa Rica.

É um jogo onde as duas equipas, à partida, terão de lutar pelos três pontos, porque os restantes confrontos serão contra Suíça e Brasil, os favoritos, no papel, a seguir em frente.

Sérvia vs Suiça – 22/06/2018 – 19:00 – Kaliningrad Stadium – Kaliningrad

A Suíça tem consolidado o seu estatuto entre a segunda linha de maiores potências do futebol europeu internacional, conta com alguns jovens de grande futuro (Embolo e Oberlin) e alguns nomes que solidificaram as suas carreiras a grande nível no futebol europeu (Granit Xhaka, Lichtsteiner ou Ricardo Rodríguez).

Os suíços qualificaram-se após a vitória no play-off à Irlanda do Norte, obtida na sequência do 2.º lugar no Grupo B da zona europeia, onde terminaram com os mesmos 27 pontos de Portugal, campeão da Europa em título, com o fantástico registo de 9V, 0E, 1D, 23-7G.

A Bet.pt atribui um favoritismo muito ligeiro à formação de Vladimir Pektovic, que já está no comando técnico desde 2014: 2,40 para a Suíça, 2,90 para o empate e 2,70 para a Sérvia.

É, sem dúvida, um jogo complicado para os sérvios, onde também terão de pontuar para poder seguir em frente, antes do jogo final com um dos maiores candidatos ao título.

Sérvia vs Brasil – 27/06/2018 – 19:00 – Otkrytiye Arena – Moscovo

Otkrytiye Arena (Moscovo) Com 21 presenças em fases finais e 5 títulos de campeão mundial, o Brasil dispensa apresentações, sendo a única seleção que marcou presença em todas as edições até hoje realizadas do Campeonato do Mundo.

Com uma seleção recheada de estrelas chefiadas por Neymar, o Brasil representa o maior desafio para a Sérvia num grupo que já de si não trará facilidades.

As odds da Bet.pt para a partida são de 1,33 para a vitória dos sul-americanos, 4,35 para o empate e um redondo 8,00 para a Sérvia.

Na minha opinião, de forma justificada, mas muito dependente do cenário que só será conhecido na antecâmara do encontro, pelo que acontecer nas duas primeiras rondas da fase de grupos.

Seja como for, é um jogo extremamente difícil para a Sérvia, que enfrentará uma seleção candidata a erguer o cetro, depois da desilusão que foi a edição de 2014, organizada em casa, pelo que a vontade de ganhar será mais que muita para os homens de Tite.

Até Onde pode Chegar

aonde-pode-chegar

O apuramento já foi uma vitória para a Sérvia, mas têm qualidade suficiente para poder sonhar com o apuramento para os oitavos-de-final, se apresentarem coesão defensiva e souberem utilizar a qualidade individual que muitos dos seus jogadores têm.

E aí a batuta estará do lado do novo selecionador. O favorito a ganhar o grupo será sempre o Brasil, mas, se conseguir bons resultados contra Costa Rica e Suíça, a Sérvia tem condições para seguir em frente.

Se chegar aos oitavos-de-final, o que já será um ótimo resultado, a pressão estará sempre do lado do adversário, tendo em conta que, previsivelmente, enfrentariam Alemanha ou México (do Grupo F, que competem pelas duas vagas com México e Coreia do Sul).

Não percas a chance de apostar e ganhar neste Mundial.

Abre tua conta nas melhores casas de apostas, aproveita os bônus e boa sorte:


Autor: Azcomeon

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *