Prognósticos para Apostas Desportivas Online – Aposta Ganha

Setubal Liga NOS 2018/2019 – Guia e Análise

Setubal Liga NOS 2018/2019 – Guia e Análise

VITÓRIA DE SETÚBAL • DESAFIO À ADVERSIDADE

O Vitória de Setúbal é um dos clubes históricos do futebol português.

Mas, a adversidade começa bem fora das quatro linhas, e os problemas financeiros trazem tempos de aperto.

Com um dos orçamentos mais baixos da primeira liga, o objetivo mantém-se, pelo que podemos dizer: tentar fazer o mesmo com menos recursos é algo que começa a ser habitual no dia a dia dos vitorianos.

Este ano marca o fim de ciclo de uma das figuras do futebol vitoriano. José Couceiro foi muito mais que um treinador, e depois de assumir, pela 3ª vez o comando técnico sadino, chegou ao limite, muito pelo acumular de problemas.

É tempo de virar a página e dar as boas-vindas a um técnico também muito conhecido no futebol português. Lito Vidigal é conhecido como um treinador que constrói equipas aguerridas e verdadeiramente competitivas.

O objetivo passa também por assegurar a permanência sem grandes aflições.

Recorde-se que no ano passado foi preciso esperar pela última jornada para assegurar a manutenção.

Com várias alterações significativas, o plantel sadino está forçosamente diferente. Resta saber se essa diferença será para melhor.

MERCADO DE TRANSFERÊNCIAS • ENTRADAS E SAÍDAS

mercado transferencias

Entradas: Hildeberto Pereira (Northampton), Joel Pereira (Man.United), Jhonder Cádiz (Monagas), Milton Raphael (Portuguesa-RJ), Mano (Estoril), Artur Jorge (Steaua Bucuresti), Gustavo Cascardo (Atl.Paranaense), Nuno Valente (Arouca), Luís Cortez (Trofense), Rúben Micael (P.Ferreira), Éber Bessa (Marítimo), Sávio Roberto (Marcílio Dias), Victor Veloso (Oriental), Alex Freitas (Salernitana), Frédéric Mendy (Bangkok Glass), Zequinha (Atl.Kolkata).

Saídas: Edinho (Feirense), Pedro Trigueira (Moreirense), André Pereira (FC Porto), Luís Felipe (São Caetano), João Teixeira (Chaves), Patrick Vieira (Santa Clara), Yohan Tavares (APOEL), Wallyson Mallmann (Sporting), Nenê Bonilha (Fortaleza), João Amaral (Benfica), Emrah Bassan (Erzurumspor), Thomas Rodríguez, Yannick Djaló (Ratchaburi).

Treinador: Lito Vidigal (48 anos) – Um treinador que tem um bom conhecimento da Liga NOS. Com passado pelo Estrela da Amadora, União de Leiria, Belenenses (duas épocas) e Arouca (2 épocas), e na última temporada passou pelo Desportivo das Aves.

Conseguiu um histórico 5º lugar com o Arouca e um 7º lugar com o Belenenses. Reconhecida a sua capacidade de construir equipas arrojadas e competitivas, em pouco tempo, este será um desafio, mas também uma oportunidade de confirmar essa tendência.

EQUIPA BASE • FIGURAS DA EQUIPA • PONTOS FORTES E FRACOS

EQUIPA BASE

time setubal

Yohan Tavares, André Pereira, João Teixeira, Nenê Bonilha, João Amaral e Edinho, foram todos jogadores importantes no Vitória de Setúbal de José Couceiro, na última época. Por isso, o tempo é de mudança, desde logo no plantel como no comando técnico.

A verdade é que mesmo com um orçamento baixo, o Vitória de Setúbal conseguiu encontrar qualidade nos seus reforços.

Rúben Micael é um jogador que dispensa apresentações, mas também Éder Bessa, Mano, Joel Pereira, Nuno Valente, Zequinha e Cádiz prometem trazer qualidade.

No caso de Pedro Valente, poderá ser um jogador muito importante, desde logo por ser um jogador que Lito Vidigal bem conhece, da sua passagem pelo Arouca.

Além disso, é um elemento que promete ser chave, uma vez que é um médio com um grande raio de acção e permite Lito Vidigal alternar o sistema para 4-4-2, podendo jogar com a dupla atacante Cádiz e Mendy.

Ou seja, este Vitória de Setúbal junta experiência, qualidade e conhecimento da Liga NOS, quer no seu plantel quer na sua equipa técnica.

Também a pré-época deixou excelentes indicações, e já se vê uma equipa, a espaços, à imagem de Lito Vidigal. Uma luta pela manutenção, o mais tranquila possível será o objetivo primário.

FIGURAS DA EQUIPA

figuras equipa

Rúben Micael – Aos 31 anos, e depois de passagens por FC Porto, Sporting de Braga e com 16 internacionalizações, é um jogador que dispensa apresentações. A sua criatividade promete ser chave, neste plantel vitoriano.

Vasco Fernandes – É muito mais que um bom defesa central. Vasco Fernandes é o capitão e a voz de comando na defensiva vitoriana.

Zequinha – Prometeu voltar, depois de duas temporadas no Vitória de Setúbal, com 48 jogos e 6 golos. Seguiu a sua carreira no Arouca, Nacional e teve uma passagem curta pela Índia. É um jogador muito acarinhado pela massa adepta.

jogos-primeira-fase

PONTOS FORTES

A experiência conferida por Lito Vidigal, e também por jogadores como Rúben Micael, Vasco Fernandes, Semedo, ou Nuno Pinto.

Uma nova direção que poderá trazer maior estabilidade para com equipa técnica e plantel.

Mais qualidade e soluções que na época anterior. Dois bons guarda-redes, como Joel Pereira e Cristiano, uma defesa que transita quase na totalidade da época passada.

criatividade de Rúben Micael e boas soluções nas alas, com Éber Bessa e Zequinha, além de dois avançados com golo, como Cádiz e Mendy.

PONTOS FRACOS

O maior tempo que Lito Vidigal possa precisar para construir uma equipa à sua imagem. Na luta pela despromoção não há grande margem para perder pontos, numa fase inicial.

Nuno Pinto é um lateral muito influente na dinâmica da equipa e a sua substituição, quando necessária não está assegurada por qualidade idêntica.

ATÉ ONDE PODE CHEGAR

aonde-pode-chegar

Das equipas que lutarão pela manutenção, o Vitória de Setúbal é uma das que poderá atingir esse objetivo de forma mais tranquila.

Uma classificação na 2ª metade da tabela classificativa, mas acima dos lugares de despromoção deverá definir a posição dos vitorianos.

Não percas a chance de apostar e ganhar na Liga NOS 2018/2019

Abre tua conta nas melhores casas de apostas, aproveita os bônus e boa sorte:


Autor: Duarte Pinto

Telegram ApostaGANHA
50€ de Bónus
50€ de Bónus
20€ de Bónus
Freebet de 10€