Duro revés nas aspirações dos apreciadores de MMA. Em declarações prestadas a um podcast on-line, Dana White, presidente do Ultimate Fighting Championship (UFC), garantiu que Conor McGregor não voltará a competir até ao final do ano corrente e que ainda não tem nenhum combate agendado para 2021.

ANÚNCIO DE REFORMA TRAMOU OS PLANOS DE McGREGOR?

Já não é propriamente uma novidade. Pela terceira vez na carreira, o lutador irlandês que completou recentemente (14 de julho) 32 anos de idade anunciou a sua retirada dos ringues, no passado mês de junho.

Depois de derrotar, num combate tão épico quanto curto, Donald Cerrone em janeiro último, McGregor havia anunciado planos de realizar mais um ou dois combates até final do ano de 2020.

O que o lutador de MMA não esperava é que a pandemia do novo coronavírus viesse paralisar o mundo do desporto pouco depois. Talvez cansado de esperar pelo regresso, no passado dia 7 de junho, Conor McGregor publicou um post na rede social Twitter a dar conta de nova… aposentadoria.

Acompanhada de uma foto ao lado da sua mãe, a publicação de McGregor referia o seguinte:

«Boas, pessoal. Decidi retirar-me das lutas. Obrigado a todos pelas memórias incríveis. Que jornada tem sido! Aqui está uma foto minha e da minha mãe em Las Vegas, após ter ganho um dos meus títulos mundiais! Escolhe a casa dos teus sonhos, Mags, eu amo-te! O que quiseres é teu!».

Ora, o que, muito provavelmente, o ex-campeão peso-pena e peso-leve do UFC não esperava era que Dana White, responsável máximo do UFC, viesse barrar a possibilidade de voltar ao octógono ainda em 2020.

DANA WHITE “RISCOU” McGREGOR

As declarações do presidente do UFC foram prestadas numa entrevista ao podcast ‘My Mom’s Basement’ e foram tecidas num tom moderadamente crítico para com o lutador conhecido como ‘The Notorious’.

Alertando que não pretendia dizer que McGregor não lutará em 2021, White garantiu que, em 2020, o irlandês não tornará a competir na UFC:

«Hoje o Conor McGregor está reformado, certo? Não tem nenhuma luta marcada para este ano, por isso, não lutará em 2020. Não estou a dizer que ele não lutará em 2021, mas ainda não temos nada planeado para ele no ano que vem», apontou.

DANA WHITE “RISCOU” McGREGOR

Desprezando qualquer possibilidade da realização de um combate entre McGregor e o finlandês Manny Pacquiao (a especulação em torno de uma possível luta tem crescido de forma considerável nos últimos tempos), Dana White explicou-se:

«Nós acreditamos que ele vai seguir aposentado? Acho que a maioria acredita que não. Eu devo a todos os lutadores que tenho sob contrato três lutas por ano. Se não lhes der esse mínimo, tenho que pagá-los por isso. No momento, Conor McGregor está retirado, quer as pessoas acreditem ou não».

«Ele não está lutando agora e quando não ele não está lutando, eu não penso nele e não quero saber o que está fazendo a nível profissional», atirou Dana White, antes de explicar que até poderá contatar McGregor num âmbito pessoal, mas não profissional.

A rematar, White elevou a dureza do discurso, referindo que McGregor utiliza os seguidores nas suas redes sociais e os seus fãs como “marionetes”. «As publicações dele são como as cordas de um marionete com todos vocês», disparou.

VITÓRIA POR ‘KO’ EM 40 SEGUNDOS NO ÚLTIMO COMBATE VALEU MAIS DE 25 MILHÕES DE EUROS

Em janeiro passado, McGregor voltou ao ativo 15 meses depois, com uma atuação simplesmente brilhante. O irlandês precisou de apenas 40 segundos para derrotar Donald “Cowboy” Cerrone, por ‘KO’ técnico.

Entre as rápidas manobras utilizadas por McGregor, destacou-se a forma como utilizou o ombro para vir a deixar o adversário sem qualquer tipo de capacidade de reação. Após o combate, foi o próprio Cerrone a dizer que “nunca tinha visto nada assim”.

Um triunfo que valeu a McGregor uma quantia ligeiramente superior aos 25,2 milhões de euros… em 40 segundos. Uma prestação que faz com que o boxer irlandês fique no topo dos atletas que mais lucraram por minuto nos últimos 12 meses.

O DESAFIO LANÇADO POR CHIMAEV E A VONTADE DE ‘DESFORRA’ COM NURMAGOMEDOV

O suspeito anúncio de nova reforma, em junho passado – ou não estivéssemos perante uma figura tão controversa quanto McGregor –, foi visto como uma “jogada” por parte do irlandês, para tentar convencer a UFC a proporcionar um combate de vingança contra Khabib Nurmagomedov, com quem tem uma acesa rivalidade depois da derrota e dos incidentes em torno do combate, em 2018.

Não obstante estar fora de ação, McGregor não se coibiu de responder com um enigmático “eu aceito”, sem ser uma resposta direta à publicação do sueco Khamzat Chimaev.

A nova sensação do UFC pediu “por favor” a Dana White para lhe dar «Nate Diaz, Jorge Masvidal e Conor McGregor na mesma noite. Posso quebrar todos eles. Não sou um tipo arrogante, sou apenas confiante. Entendo se eles não quiserem lutar comigo», disse, em jeito de provocação, no Twitter.

 

Gostaste do nosso conteúdo?
Então regista-te no nosso canal do Youtube. Entra nas nossas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter. Ainda tens o nosso Chat no Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Casas de Apostas
3,8 rating
10€ Gráris mais 200% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 50 de euros.
3,5 rating
5€ Grátis mais Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de até um máximo de 100 euros.
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito aposta sem risco até 50 euros.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.
4,0 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.
4,3 rating
Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.
4,5 rating
Aposta de 5€ Grátis com o Código Promocional: APOSTAGANHA1 mais 50% de Bonus até um máximo de 50 euros.