Prognósticos para Apostas Desportivas Online – Aposta Ganha

Volta à França 2019: A calma antes da tempestade dos Pirinéus

A maior prova de ciclismo do mundo, Volta à França,  já vai na sua segunda semana de competição, mas só a partir da próxima Quinta-feira teremos verdadeiras dificuldades para os grandes ciclistas do pelotão. Para já, tem sido uma prova relativamente calma no que concerne aos principais favoritos…

Volta à França 2019: La Planche des Belles Filles deu algumas pistas…

Quando estamos já com dez dias de prova na Volta a França ainda só tivemos uma verdadeira etapa de montanha que testou os principais favoritos à vitória na Volta a França.

Volta à França 2019: A calma antes da tempestade dos Pirinéus
A ascensão à dura Planche des Belles Filles funcionou mais como um filtro que eliminou alguns favoritos, ao invés de encontrar um ciclista mais forte que a concorrência.

Nesse dia, históricos candidatos como Vincenzo Nibali (150.00) e Romain Bardet (80.00) claramente deram sinais de fragilidade perdendo tempo considerável para a concorrência, confirmando que dificilmente podem replicar prestações de sucesso alcançadas em anos anteriores.

Em sentido contrário, Geraint Thomas – atual favorito a vencer com cotações de 1.70 na Betclic – e Thibaut Pinot (6.00) destacaram-se dos restantes pretendentes, embora Egan Bernal (5.50) ou Jakob Fuglsang (13.00) também não tenham perdido tempo considerável para eles.

E depois temos o atual Camisola Amarela. Julian Alaphilippe continua a surpreender pela sua força e resistência nas montanhas mais exigentes até ao dia de hoje, mas poderá ele aguentar-se na alta montanha em altitude superior aos 2.000 metros?

A maioria dos especialistas está convicta de que tal não será possível, daí ele negociar a 18.00 na Betclic para vencer a competição, mas só daqui a alguns dias poderemos comprovar se tal tese é justificada.

Esperar até quinta-feira…

Com uma etapa relativamente tranquila agendada para esta segunda-feira, seguida de dia de descanso e novo dia plano na quarta-feira, só voltaremos a ter real fogo-de-artifício pela Camisola Amarela na próxima quinta-feira com a chegada aos Pirinéus.

Aí, teremos uma etapa com duas ascensões de alguma dificuldade na parte final do dia, embora a etapa não termine em alto. Poderá ser um dia para testar as pernas para o que virá nos dias seguintes.

Na sexta-feira, os ciclistas terão um contra-relógio de altos e baixos com 27 quilómetros de extensão que deverá servir para Geraint Thomas e Egan Bernal cavarem alguma diferença face a ciclistas como Thibaut Pinot, Jakob Fuglsang ou Adam Yates.

montanhas tour

Posto isto, Sábado e Domingo serão dias absolutamente brutais com montanhas atrás de montanhas e chegadas em alto que, de uma vez por todas, colocarão a nu as dificuldades de uns e as forças de outros.

Se tudo correr de acordo com a normalidade, ciclistas como Pinot, Fuglsang, Mikel Landa ou Nairo Quintana deverão perder tempo significativo no contra-relógio pelo que deverão aparecer decididos a desferir os seus ataques nas etapas do fim-de-semana, contribuindo
assim para fantásticas jornadas de promoção do ciclismo.

Movistar pode ‘partir’ pelotão ao meio

Após um contra-relógio por equipas onde as coisas correram francamente mal à formação espanhola, e com um contra-relógio individual que tenderá a expor as limitações de Mikel Landa e Nairo Quintana nesse departamento, parece-me quase certo que a Movistar terá de chegar aos Pirinéus com uma mentalidade ultra ofensiva no sentido de recuperar o tempo perdido nas etapas anteriores.

Assim, Alejandro Valverde e Marc Soler deverão ter dias atarefados a impor ritmos altos montanha acima para, posteriormente Mikel Landa e Nairo Quintana desferirem os seus ataques à concorrência.

Mikel Landa já deu sinais de inconformismo na Planche des Belles Filles com um ataque bem cedo, e certamente que voltará a mostrar isso na alta montanha.

Ele está a 30.00 para vencer a Volta a França, mas creio que terminar no pódio a 6.00 já seria um resultado francamente positivo.

Já no caso de Nairo Quintana (4.00), terminar no pódio não seria propriamente um resultado espetacular uma vez que já o conseguiu em anteriores ocasiões.

Na verdade, o ciclista colombiano já venceu a Volta a Itália e a Volta a Espanha, faltando-lhe apenas o Tour no seu currículo de grandes voltas.

Mas os seus tempos áureos parecem já ter passado e, neste momento Quintana negoceia  nas casas de apostas22.00 para vencer o Tour de France na Betclic apenas como sexto favorito a celebrar no final dos 21 dias de competição.

Com muita montanha pela frente, Nairo Quintana deverá aparecer mais vezes daqui em diante, mas estará ele em condições de rivalizar com Geraint Thomas, Egan Bernal ou Thibaut Pinot?

Para já, o conceituado colombiano tem corrido com sobriedade e passado algo despercebido, mas é evidente que terá de puxar dos galões caso queira atingir o seu grande objetivo que passa por vencer a Volta a França.

Telegram ApostaGANHA
50€ de Bónus
50€ de Bónus
20€ de Bónus
Freebet de 10€