Apostar com Modelos Binários

Aposta Ganha / Tutoriais e Dicas de Apostas / Apostar com Modelos Binários

Sei que o artigo de hoje foge ao padronizado nos dias que correm, sobretudo quando falamos de apostas e se tenta colocar em artigo. O tema, Apostar com Modelos Binários, é algo complexo, mas mistura a psicologia com as apostas e vamos ainda misturar mais e computa-la.

Índice de Conteúdos:

  1. Pensar em Modo Binário
  2. Processamento de Informações
  3. Apostas em Modo Binário
  4. Pensar Como um Apostador
  5. Conclusão

 

APOSTAR COM MODELOS BINÁRIOS

Falo hoje do sistema binário nas apostas, e trazer o modo binário do nosso pensamento entrelaçando nas apostas desportivas.

Acredito que no fim deste artigo possam ter uma visão diferenciadora da maneira como pensam numa aposta perdida ou de uma aposta ganha.

Como é meu apanágio ire tentar explicar uma vez mais, por tópicos, tentando dissecar cada um deles de uma maneira simples e objetiva.

Apostas em Modo Binário

PENSAR EM MODO BINÁRIO

Teremos que ir lá atrás ao passado para tentar explicar como o nosso pensamento se processava quando éramos primatas.

Maior parte das vezes em situações de perigo ou caça ou de evitar sermos caçados o pensamento era de base binária. Os nossos primatas pensavam, bem aquele animal que ali está e um predador ou caça?

Em suma, em linguagem binária (0 ou 1)! Ou era caça ou era um predador, e assim reagíamos perante esta análise binária. Ou fugíamos evitando sermos caçados ou poderíamos estar despertos para uma bela caçada e uma bela recompensa.

Em suma, fugir ou caçar, sair ou entrar, apostar ou não apostar, e ainda mais fácil de perceber, uma aposta ganha ou perdida. Pensar em modo binário nas apostas é um pouco isto, apostar ou não apostar ou ganhar ou perder.

Obviamente que este tipo de pensamento primata, e diria até que é igualmente primata na linguagem dos computadores, pois hoje cada vez tem mais sistemas de processamento mais complexos e leves, não é o ideal sobretudo para nós.

Ver as apostas entre o zero e o um pode condicionar e muito as nossas apostas e a nossa maneira de apostar.

COMO O MODO BINÁRIO AFETA O NOSSO PROCESSAMENTO DE INFORMAÇÕES

Vários estudos referem que ao processarmos de modo binário as informações corremos um risco alto de não estarmos a ver as cosias como devemos ver.

Por vezes nas nossas análises aos jogos em que apostamos, simplesmente descoramos algumas métricas só porque são baixas, ou porque residualmente não fazem parte na nossa decisão binária.

Reparem que se pensarmos que 33% de possibilidade de uma equipa fazer um BTTS (Ambas as equipas marcam) pode ser facilmente colocado de lado se escolhermos entre o Sim e o Não.

Vamos ainda mais longe? Lembram-se quando o YouTube tinha as famosas estrelinhas, eram cinco, mas rapidamente o YouTube apercebeu-se que quem não gostava colocava apenas 1 estrela e quem gostava colocava apenas 5.

Ora uma vez mais a nossa “avaliação” daquele vídeo passava por uma situação binária. Ao perceber isso, o YouTube assim como algumas redes sociais optaram então pelo gosto e o não gosto. Algumas redes sociais ainda teima por não terem um não gosto nas publicações que querem avaliar.

Reparem que perante uma avaliação desta forma, os que colocaram três estrelas ou quatro estrelas, essa informação fica diluída e colocada completamente de parte.

Mas a pergunta é? A colocação de três, duas ou quatro estrelas não terá que ser avaliado e tem o mesmo peso que apenas uma estrela ou as cinco estrelas?

O pensamento binário e aqui é mais uma reação a esse pensamento deixa-nos escapar muitos dados pelo meio. E isso leva-nos ao nosso próximo tópico.

APOSTAS EM MODO BINÁRIO

Tentei mostrar em cima que o nosso pensamento e comportamento ou reação por norma é de forma binária e nas apostas não foge à regra.

Se pensarmos como um apostador inexperiente, aqueles que apostam de modo recreativo apenas apostam desta forma, ganhei aposta ou perdi aposta. Porque?

Estes dois conceitos este pensamento binário e fácil e de rápida perceção. Em suma são algo intuitivos e fáceis de absorver por alguém que chega agora ao mundo das apostas.

Mas esta perceção é falsa, não se trata apenas pensar assim, ganhei ou perdi, ou ganhei mais do que perdi, porque? Simples, nem sempre uma aposta vencedora pode ser uma aposta terrível.

A em vice-versa a melhor aposta feita por aquele apostador pode ser uma aposta perdida. Ao pensarmos assim estamos a descorar todas as informações que se perdem aqui no meio.

São vários os exemplos de que por vezes decisões em base binária, por um lado, matematicamente as apostas podem ser boas, mas no fim até não são, digamos na prática.

Falo de exemplo como na NFL num jogo dos Baltimore Ravens, aqueles dois pontos num jogo em 2019. Logicamente aqueles dois pontos foram a melhor decisão, mas depois os especialistas falaram que afinal não.

Para irmos para o próximo tópico só nos falta depois disto tudo, pensar então o que será uma boa aposta o que temos, ou melhor, como temos que pensar para fazermos a melhor aposta.

PENSAR COMO UM APOSTADOR

Coloquem já isto nas vossas cabeças, um apostador, um bom apostador trabalha com percentagens. Quanto maior a sua percentagem for precisa que a da casa de apostas ele sairá vencedor no fim das contas.

A questão que se levanta é, será possível descobrir rapidamente o quanto as percentagens do apostador são assim tão precisas? Não!

Para termos a certeza disso, teremos que ter uma base grande, o que por norma dizemos uma amostragem grande, pois quanto maior amostragem mais perto estamos da verdade.

PENSAR COMO UM APOSTADOR

Descorar percentagens mesmo que estas sejam baixas, pode deixar-nos a mercê de certas situações virem acontecer. Em cima falei de percentagem que apesar de baixas, não deixam e não podem deixar de ser equacionadas para que aquela situação não venha acontecer ou até serem realidade.

São vários exemplos de que os 30% por vezes podem ser uma boa amostragem, e vou dar um exemplo. Lembram-se do Trump, quando se candidatou pela primeira vez à Casa Branca?

Sim um dos maiores sites sobre previsões dava-o com apenas 30% de hipóteses de ganhar a corrida à Sala Oval. E no fim, Trump conseguiu ser eleito. Por isso não devemos descorar alguma das percentagens, e devemos pensar e apostar com elas.

CONCLUSÃO

Diria já que isto é algo desconcertante, ambíguo até, em suma e em género de conclusão conforme o tópico aqui, é ir ao “contranatura”, é fugir do nosso pensamento primata e ir contra o logico.

E o mais fácil e começar a pensar em percentagens e sobretudo ver e olhar para as coisas mesmo que estas tenham uma percentagem residual, mas que mesmo assim possa ser diferenciadora na nossa decisão final.

Fugir aos instintos as nossas reações sem olhar para a informação e saber avaliá-la corretamente e se o fizermos não vamos de certeza ter uma decisão útil e razoável fugindo a uma previsão digamos, EV+.

Certamente que fazemos apostas que as percentagens estavam a nosso favor mesmo que a sentimos intuitivamente, mesmo fugindo aos nossos modelos com grandes amostras e assim não podemos dizer o que estava realmente correto.

Agora se és apostador, tens que trabalhar no meio, entre o zero e um, tens que trabalhar entre o bom e o mau, entre aposta ganha e a perdida.

Para teres algum sucesso nas apostas desportivas terás que evitar as classificações entre o “Gosto” e o “Não Gosto”, terás que olhar para as percentagens individuais de cada uma delas e não só por o que elas nos dizem. Em suma não podes ser lógico na decisão, não podes ser um nem zero!

Tentar ser o mais simplista entre o gosto e não gosto, nunca nos vai levar a saber se essa mesma situação pode levar-nos a pensar assim.

Tem sempre um “mas”, tem sempre algo que devemos olhar, olhar para a realidade da percentagem e trabalharmo-nos nela, somos certamente mais Sharps e saberemos pelo menos quantifica-la, digamos ter uma amostragem e aí sim, saberemos se estamos no caminho certo ou não perante as nossas decisões, entre apostar ou não entre o ganhar dinheiro ou não nas apostas desportivas.

Tentem olhar para os “meios” não contabilizem as vossas informações entre o sim e o não, entre o um e o zero, pois alguma da informação relevante está nos 33% ou nos 25% da informação que vos é dada.

COMO O MODO BINÁRIO AFETA O NOSSO PROCESSAMENTO DE INFORMAÇÕES

Nem tudo na vida é tudo ou nada, nem sempre a realidade proporcional esta diretamente relacionada com a percentagem mais alta.

Em suma, tentem afastar do binário, do fácil, tentem aprofundar o que é mais residual, e essa percentagem no fim vai fazer muita diferença da vossa maneira de apostar, tenho a certeza disso.

Chamo atenção para registarem essa nova maneira de apostar com base em percentagens e não no binário, verão que terão algo mais para receber se mudarem a maneira de pensar sobre as apostas desportivas.

Por hoje é tudo um artigo complexo, mas que vos alerte de algum modo para mudar a vossa maneira de pensar nas apostas, deixem de pensar em binário e pensem em percentagem, pensem se a percentagem faz parte ou não dessa amostragem e que vos leve ao sucesso nas apostas desportivas.

Pensem sempre no “meio” entre o zero e o um entre o que a informação vos dá e quantifiquem-na e passem a basearem-se nas vossas decisões, mesmo dando mais trabalho.

Um abraço, boa sorte e boas apostas e boas percentagens a vosso favor!

 

Gostaste do nosso conteúdo?
Então regista-te no nosso canal do Youtube e assiste aos nosso Podcasts de Apostas. Entra nas nossas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter. Ainda tens o nosso Canal de Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




CASA DE APOSTAS
3,8 rating
10€ Gráris mais 200% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 50 de euros.
3,5 rating
5€ Grátis com o Código Promocional: apostaga
mais Bónus no primeiro depósito até um máximo de 100 euros.
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito aposta sem risco até 50 euros.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.
4,0 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.
4,3 rating
Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.
4,5 rating
Aposta de 5€ Grátis com o Código Promocional: APOSTAGANHA1 mais 50% de Bonus até um máximo de 50 euros.
ÚLTIMOS ARTIGOS