Como mudar o nosso rumo nas Apostas

Aposta Ganha / Tutoriais e Dicas de Apostas / Como mudar o nosso rumo nas Apostas

Bem-vindos a mais um artigo, hoje venho tentar com este artigo dar algumas respostas após os alarmes que tenho vindo a dar – Como mudar o nosso rumo nas Apostas.

Tenho alertado para a dificuldade das apostas nos dias que correm, desde de casas de apostas mais fechadas menos odds e claro menos hipóteses de ter valor.

Como mudar o nosso rumo nas Apostas

Falei também do “não uso” das tabelas de fair line, pois estas já não dão jeito, como alguns dizem a precificação caiu por terra.

Como mudar o nosso rumo nas Apostas

As ligas menos conhecidas ou “excêntricas” passaram a moda ou mais usadas pelos Tipster da Moda.

Vamos então fazer o ponto da situação geral, e depois partir para a soluções, porque tudo tem solução menos a… deixem para lá isso agora.

Sabemos que as casas de apostas estão cada vez mais “sharps” com odds no sítio certo, e com pouca margem para grandes CLV – Closing Line Value ou Fair Lines.

As casas de apostas estudaram-nos estes dois últimos anos e ajustaram-se, sentiu-se parcialmente este ajuste no final do último trimestre do ano passado, 2019.

As casas ajustaram-se e claro com a concertação nas apostas com as casas de apostas europeias e as asiáticas, o nosso sentimento fez-se sentir, pois era difícil encontrar valor.

Em suma, notámos que o ajuste foi feito, as casas monitorizaram-nos e com isso arranjaram maneira de se ajustar e deixar, uma vez mais, o ónus para o nosso lado.

Depois de deixáramos de ter CLV, ou Tick’s de valor nas nossas tabelas de Fair Lines, o apostador começou a ter dificuldade em apostar, ou como chamamos a encontrar apostas de valor.

Falo sobretudo em ligas como a premier league, onde a liquidez é enorme e o interesse dos apostadores e das casas é grande.

A primeira nota que deixo como uma resolução parcial sobre o que eu disse em cima, é aceitarem os valores das odds que vos oferecem neste momento.

Por exemplo na EPL, as odds do BTTS baixaram para uma média de 1.70, culpa de quem?

Nossa, claro, e também de equipas como o Wolves, Shelfield Utd e Norwich que têm obrigado as casas a ajustar perante o aumento da probabilidade de  dos jogos da premier league e com estas equipas em específico.

Posto isto, aceitem as odds que vos dão, mesmo ajustadas podem ter “valor” residual, mas continuam por “entrar” por serem boas apostas, greens claros.

Por exemplo na EPL, as odds do BTTS baixaram

Ajustar este conceito poderá ser o mais difícil, pois quase que barra entre o limiar entre o “valor” e o “não valor”, pois os tick’s quase que são nulos em relação a nossa precificação ou pela nossa cotação quantitativa vs qualitativa.

Este ajuste pode ser o mais difícil de um apostador tomar neste ano de 2020, será difícil para quem tem anos a trabalhar assim, fazer este “ajuste”. Creio que seja um ajuste necessário e aceitável, mas claro é sempre difícil mudar, não é?

Falo agora do ajuste das ligas, em cima já dei um ligeiro “toque” sobre o que as casas de apostas fazem, dei até o exemplo da premier league com o ajuste do Ambas Marcam, por exemplo.

Não é só aqui, em Itália por culpa nossa e dos golos que têm vindo acontecer, temos BTTS a 1.50 e Over 2.5 a preços da Bundesliga, certo?

Isto é um ajuste “natural”, culpa nossa e da “mudança” da liga em específico, mas obviamente os apostadores andaram meses atrás disto, à procura do “não ajuste” das casas, e isto fez soar os alarmes das casas de apostas.

Bom, está explicado, as casas ajustam forte com a média de golos, mas também por aquilo que nós todos juntos vamos atrás.
Solução para isto?

Simples, ir à procura de outros voos, outra especialização, por muito que isso vos custe ou dê trabalho.

Eu sei que especializar em outras ligas é mudar de “rumo”, mas eu já explico onde podem minimizar o risco e o tempo, e não saírem na mesma zona de conforto.

Vou dar o meu exemplo, gosto da Liga Francesa, certo?

Ligue 1 e Ligue 2 era o que eu mais fazia e faço, mas as odds, sobretudo na Ligue 2 deixaram de ter “ticks” e assim obrigou-me a ir a outro lado, mas sem sair da minha zona de conforto.

Procurei descer mais ainda no escalão, se eu acho ainda mais difícil, do outro lado passarão pelo mesmo problema, quase de certeza. Nacional, passei a olhar muito para isto.

Tenho a vantagem de conhecer algumas equipas, sejam elas porque já andaram na ligue 2 e até ligue 1 e quando se estuda as taças de França e da liga, por exemplo.

Chamo a isto poupar tempo e minimizar os riscos das minhas apostas, sem deixar passar a minha análise qualitativa das equipas.

Descer de escalão poderá ser uma vantagem, pode-se ter Tick’s, fair lines e até alguma informação que as casas não ligam, mas até quando? Até ser “normal” apostar lá!

O que me chamou atenção para este pormenor, foi a mudança drástica ou melhor o aproveitamento do conhecimento dos apostadores portugueses, que rapidamente se deslocaram para as ligas de segunda e terceira linha, falo do CNS – Campeonato Nacional de Séniores e ainda dão uns “toques” nos Sub 19 e 23 por exemplo.

As casas têm dificuldades neste aspecto, ligas mais voláteis e com mais incertezas, desde dos onzes e com menos certezas dos mesmos, pode nos dar margem para sobreviver.

Descer de escalão poderá ser uma vantagem, pode-se ter Tick’s, fair lines

Outra dica que posso avançar aqui para vocês, é o uso de cada vez mais usarmos a nossa análise qualitativa e dar menos “peso” as estatísticas, respeita-las, mas não as validar na sua totalidade.

Perguntam, sim, mas como?

Simples seguirem padrões nas apostas, nos jogos nos movimentos das linhas dos mercados, tentarem sempre perceber o que é padrão e não uma situação fora da curva, mas também é importante, mas já lá vamos.

O padrão pode servir de “guide line” e poderão seguir as formas das equipas por exemplo, poderá ser um bom indicador para podermos explorar as boas ou as más formas das equipas e jogarmos com os Handicaps asiáticos por exemplo.

Saltando entre os positivos e os negativos poderá ser uma boa “margem” para se guiarem e ajudar nas apostas.

Procurar o que vai contra o Padrão ou foge do mesmo, poderá ser uma boa maneira de andarem no green. Procurar algo que possa fugir ao padrão, poderá ser um bom mote para vos ajudar a sair desta situação.

Exemplos?

Bem difícil, mas procurar por exemplo descobrir o quebrar de uma equipa no próximo jogo ou uma prestação menos conseguida por algo que tenha acontecido, taças ou jogos anteriores e até lesões ou onzes mexidos por causa delas.

Apostar está mesmo mais difícil é um facto, deixamos de nos preocupar com os pormenores e começamos a dar valor a outros aspetos, os ajustes serviram para nos colocar cada vez mais atentos e a sermos melhores.

Esta situação poderá trazer dificuldades ao menos atentos ou aqueles que não gostam de “mudar” ou tem projectos muito “fixos” e aos apostadores com métodos rígidos.

Os apostadores lúdicos posso afiançar que pouco ganham para o trabalho conforme vejo as odds, e pela falta de vontade na evolução, sentirão cada vez mais dificuldades nas apostas ou nos greens que tanto querem.

Mesmo os que estudam têm que “mudar”, sim mudar, ajustar, e arrisco a dizer enquanto não afinarem a pontaria, terão que ver os seus resultados um pouco abaixo das expectativas “normais” ao fim do ano.

Os ajustes são normais, e reparem na economia do mundo e em todo o lado os ajustes são feitos, passamos de tempos bons para tempos maus, tudo faz parte de ciclos, ciclos que nas apostas também as temos.

A questão é que nos apostadores, teremos que ser cada vez mais camaleões, e sugiro a leitura desse artigo, ser camaleão nas apostas desportivas, para perceberem na totalidade o que eu quero dizer com isto.

Ajustar vai fazer parte do vocabulário para este ano de 2020, e deixo aqui também mais uma nota, o Euro 2020 vai ser pródigo em surpresas e com uma maior dificuldade em apostar neste evento em específico, que por si só já é complicado.

Euro 2020

Mais um conselho e o último, este ano, sejam mais metódicos, e apostem “menos” ou então apostem com mais qualidade. Apostem nas “surpresas” nos “gaps” nos “erros” no “fora da curva” do que vos não é tão explicito assim na primeira analise.

Em suma, sejam mais trabalhosos nas vossas apostas, pensem ao contrário, pensem mais no improvável, que pode até ser provável, do que o “normal” ou o padronizado.

Em Setembro nos podcast Apostaganha disse que este ano deveria ser o ano que viríamos que as principais equipas, aquelas que ganham muitas vezes, iriam perder mais ou ter resultados fora do padrão, e não me tenho enganado, pode servir de exemplo o mote.

Este exemplo poder servir de “guide line” para perceberem quando é que podem explorar esta situação e aproveitarem de odds gordas e muito desajustadas.

Espero que tenha sido claro, e disponibilizo-me desde já para esclarecer qualquer dúvida que tenham, escrevam aqui nos comentários ou abordem no nosso Telegram do ApostaGanha que terei muito gosto em “ajustar-vos” no vosso caminho para o Green

Boas apostas e boa sorte!

Outros links Apostaganha onde podes obter mais informações:

Entra no nosso canal do telegram se queres Receber todos os Prognósticos, Destaques, Tutoriais, Promos e muito mais, assina o nosso CANAL. Se queres conversar connosco também no Telegram através de CHAT.

Assiste a todos os nossos podcast e dicas de apostas no nosso canal de Youtube. Se gostas de outras redes sociais segue-nos no Instagram e Twitter.

Uma Comentário para “Como mudar o nosso rumo nas Apostas”

  • Avatar
    Valter Manuel Domingos says:

    Boas Ricardo, mais um excelente artigo sobre u tema tão atual, em que é difícil para vocês que já estão há algum tempo nisto,que já conhecem as equipas formas de jogar campeonatos, as apostas passam a ser um trabalho de 24 horas diárias, porque temos de estar a procura de toda a informação disponível para podermos tomar as melhores decisões, mas desistir não, a tua ideia de fazermos menos apostas vai em teoria vai fazer com que as casas poderão perceber que nós apostadores não estamos gostando das odds que elas nos estão a dar e de alguma forma ela poderão dar mais margem de manobra, Abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Casas de Apostas
Luckia

Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.

Nossa Aposta

Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.

Betclic

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.

Bet.pt

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.

Betway

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.

ESC Online

Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.

Betano

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.