Prognósticos para Apostas Desportivas Online - Aposta Ganha

Manipulação de Resultados e as Apostas Desportivas

manipula 2

Um dos temas que mais geram polemicas dentro das apostas desportivas é sem duvida a possibilidade de manipulaçao de resultados.

E como isso acaba influindo na vida das apostas desportivas e dos apostadores em geral.

Inclusive esta possibilidade de armação é um dos grandes argumentos dos detratores das apostas desportivas online.

A tese principal é que a legalização das apostas potencializa as possibilidades de agentes corruptores em tentar manipular resultados para ganhar dinheiro com as apostas desportivas.

Se isso é verdade ou não, não pretendo discutir aqui. Talvez em outro momento. Embora adiante que não concordo com essa visão.

Meu objetivo aqui são as implicações técnicas da “suposta da manipulação de resultados para os apostadores. Qual é a real magnitude da manipulação, como isso influi na nossa atividade de apostador esportivo, se é que influi.

Sejamos sinceros, as apostas desportivas são um aspecto secundário quando falamos de manipulação de resultados. Manipulação existe desde que o futebol é futebol. Com objetivos diferentes é claro.

Mas até hoje as ultimas rodadas da primeira e segunda divisão da Itália são um verdadeiro escândalo. Porque vemos praticamente todas equipes tendo resultados que ajudam ambas a obter resultados esportivos.

A manipulação de resultados começou não para os apostadores terem apostas ganhas ou perdidas, mas sim para ganhos esportivos. E esta atividade envolve poder, capacidade de influência em federações, interesses pessoais, etc.

Em suma, as apostas desportivas são uma variável adicional dentre outras dezenas que tentam alterar a verdade desportiva através da manipulação. Só isso já derrubaria o argumento de que a culpa é apostas.

Obviamente que com a massificação da atividade das apostas com bilhões de reais sendo movimentados por super apostadores em todos os continentes o esporte em geral acabou também se tornando alvo da manipulação com objetivos de ganhos financeiros através das mesmas.

Mas não sejamos ingênuos os grupos capazes de se organizar e manipular um resultado nas principais ligas do planeta são muito poucos e com alcance limitado

Por isso, via de regra vemos tentativas de manipulação, segundo o que as investigações revelam, em ligas inferiores, campeonatos de tênis, e aonde os holofotes não estão tão direcionados.

Mas a magnitude sugere um alcance muito menor do que a percepção que os apostadores tem deste fenômeno.

Minha questão é : sim, a verdade desportiva sempre nos interessa. Já que qualquer método analítico é incapaz, na maioria das vezes, em captar um sentido oculto de interesse num jogo. Que no fundo é o que a manipulação traz, um fato não analítico.

Mas a magnitude disto para o apostador médio é muito menor do que se tenta transparecer.

Na nossa distribuição estatística de resultados grosseiramente calculando diria que um percentual infimo de nossas apostas acabará podendo ser influenciada por ação de manipulação de resultados.

E por ventura, nem todas as vezes esta coincidência acabará com uma aposta perdida, podemos acabar ganhando também dentro de um jogo manipulado.

O problema é que quando perdemos rapidamente somos capazes de lançar suspeitas sobre o desfecho do jogo. E assim atribuir o desfecho negativo a algum acontecimento estranho sobre a partida.

Ahhh isso ai foi armado!. Se eu ganhasse 1 real cada vez que ouvi isso de um apostador que perdeu uma aposta provavelmente estaria milionário.

Este tipo de percepção é uma recusa de aceitar que talvez o erro tenha sido nosso mesmo. E assim causa uma sensação de que somos vitimas de um universo corrompido e sujo. Somos perfeitos, o mundo é que é sujo. As coisas não são bem assim.

O mais curioso é que quando alguém ganha uma aposta também em decorrência destes eventos ditos “suspeitos” a revolta não é a mesma. Longe disso.

Por isso, acredito que focar muito na possibilidade de um resultado armado ter feito você perder sua aposta é um erro estratégico que atrasa nossa evolução no desenvolvimento de uma capacidade analítica melhor.

Para o apostador médio o impacto de um possível estratagema de manipulação é absolutamente marginal e insignificante.

Não estou dizendo que com isso que devemos abandonar a luta pela verdade desportiva. Sempre devemos esperar que um evento esportivo em qualquer esporte seja limpo e justo e que o desfecho se dê por fatores do esporte e não por interesses escusos.

Mas ao mesmo tempo não podemos ter este comportamento de temer a manipulação de resultados como obstaculo ao lucro a longo prazo e culpada de prejuízo.

Mas quando vem uma aposta ganha com um jogo “estranho” comemorarmos o fato deste desvio ter sido a nosso favor. E só reclamarmos quando isso vem contra nós.

Já falei em outra oportunidade do dúbio comportamento ético do apostador. Este tipo de postura é problemática não só por ser condenável, mas sim por barrar nossa capacidade de perceber o que deu errado em nossa análise e consequentemente no nosso método numa partida.

Isso nubla nossos olhos atribuindo a fatores casuais algo que pode ser um problema estrutural.

Este é um senão. O outro fator tem uma viés mais estatístico. Como já discutimos como a sorte e azar se distribuem estatisticamente de forma equivalente no nosso registro histórico de apostas.

Ou seja, ganharemos e perderemos apostas por sorte ou azar de forma equitativa ao longo do tempo. Podemos imaginar que ganhar e perder apostas por causa de uma eventual manipulação de resultados possa ser enquadrada da mesma maneira. Estatisticamente falando.

Claro que nossa memória emocional sempre vai dar um impacto maior quando perdermos uma aposta por causa disso, do que quando a ganharmos. Como também acontece quando os ganhos e perdas são atribuídas a sorte ou azar também.

Mas no longo prazo isso deve acabar se equilibrando e se tornar estatisticamente irrelevante. Ambas vão se anular.

Então diretamente relacionada a nosso registro de apostas a manipulação de resultados tem um impacto menor do muitos querem nos fazer imaginar.

Resumindo,

A percepção errônea de que isso influi muito na nossa vida de apostador pode causar problemas.

O principal como mencionei é na nossa compreensão da eficiência do nosso método ao fazer-nos atribuir coisas a fatores que não foram decisivos para o desfecho apenas por conveniência emocional.

E mesmo que ocorram eventos de manipulação tendem a produzir desfechos contra e a favor de forma equivalentes no nosso registro de apostas.

Repito pois esta deverá ser uma critica atribuída ao meu texto. Nunca devemos abandonar a busca pela verdade desportiva.

Mas isso sempre deve acontecer e não somente por apostas ganhas ou perdidas.

Mas também precisamos melhorar nosso comportamento ético em geral.

Pois quando só vemos problemas numa coisa condenável quando ela vai contra nós. E comemoramos quando esta coisa condenável vem a nosso favor. Há um problema sério aqui de percepção.

A utilização e absolutização de alguns casos de manipulação de resultados para condenar as apostas é somente mais uma estratégia dos detratores contra este universo e nossa atividade.

A manipulação existia antes, por outros motivos, e caso acabem com as apostas, vai continuar existindo depois.

O que existe de diferente hoje é tentar pegar um caso e extrapola-lo como se a manipulação fosse culpa única e exclusiva das apostas desportivas.

Quando não é. E o pior, muitas vezes esta estratégia conta com os próprios apostadores para ser disseminada. Cuidado ao enxergar manipulação em todo lado, quando na verdade você pode estar sendo manipulado.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *