Prognósticos para Apostas Desportivas Online - Aposta Ganha

Punter vs Trading – Desmistificação

Punter vs Trading

Bem-vindos de novo a mais um artigo onde mais uma vez procuramos informar os nossos users do ApostaGanha.

Desta vez trazemos um tema que gera muita discórdia no mundo das apostas, falamos do Punter e do Trading!

No título deste artigo colocamos o “vs” com isto vamos tentar explicar antes de tudo estes dois métodos distintos de apostar e submeter a um duelo “amigável” entre eles.

Será que teremos um duelo?

Antes de mais volta a minha ressalva, eu sou Punter, e não é por isso que irei neste artigo “puxar a brasa a minha sardinha” – Na minha fase de crescimento como apostador, também fiz Trading, quando era possível, o que me permite ter uma ideia generalizada entre estas duas vertentes.

Mas o conceito aqui, não é que no fim, algum dos métodos aqui apresentados, ganhe, mas sim que vocês percebam a diferença e que procurem encaixar-se num destes métodos ou nos dois.

Começo por falar do Punter, e aqui e ali vou introduzir o Trading, porque para mim “um não vive sem o outro” nos mundos actuais que correm nas apostas.

Vamos a isso?

Um punter submete muitas das suas apostas com alguma antecedência as vezes até dias antes dos jogos. Aqui eu gosto de chamar entrar em “early market”, muitos dos apostadores profissionais fazem desta forma. Aproveitam as odds “frescas” e altas e colocam numa posição no mercado.

Um Punter observa muitos aspetos de estudo e prepara-se muito antes de colocar a sua aposta. Muitos usam as Fair Lines para saberem se estão com “edge” ou não em relação às casas de apostas.

Já em primeira mão, afirmo que um bom Punter nos dias que correm tem que saber colocar-se no mercado…mas…. Se as coisas correm mal, hoje em dia tem que saber corrigir-se em Live.
Em outro artigo já expliquei que apostadores profissionais usam este método para se exporem o menos possível.

Estes apostadores são tipo “snipers” nas apostas. Lançam um tiro na perna do adversário e esperam que alguém o vá socorrer, e quando vai, ele atinge o outro na perna e assim sucessivamente.

Esta estratégia usada pelos Sniper’s passa também no mundo das apostas, um apostador coloca a sua aposta e fica à espera que a odd caia. Se ele tiver razão a tendência é que outros apostadores comecem apostar no mesmo sentido, e isso faz a odd cair.

Aqui o apostador que entrou cedo no mercado já consegue ter lucro, antes mesmo no jogo começar. Neste caso o Trading é fabuloso neste aspecto, e ainda dá para aproveitar e espreitar as apostas durante o jogo.

Neste ponto o Punter e o Trader são equivalentes, e como vêm, os dois tem muito mais em comum do que parece e vos dizem.

Se por um lado ambos entram cedo no mercado, e ambos aguardam que a odd caia, no caso do Trading, este tem a possibilidade de fechar a suas aposta na hora. O Punter pode usar métodos manuais, e usando até calculadoras que se encontram por ai, para o ajudar.

Mas convinha dizer, que algumas casas de apostas já têm o método Cash Out disponível. Os apostadores brasileiros usam muito este tipo de estratégia, por exemplo usam muito com as famosas múltiplas.

Vamos a outra situação, como falei anteriormente um Punter prepara-se bem antes dos jogos, pois o Trader assim o faz da mesma maneira. O foco do Trader é mais específico e centrado para o que acontece durante o jogo. Os picos de rendimento, aquele jogador que só marca depois do minuto 30 ect ect. O Punter observa o jogo de uma maneira geral. A sua visão é global pois a sua visão pode ter 90 minutos de duração.

O Trader vai apostando durante o jogo, um conhecedor de futebol sabe aproveitar-se do que está acontecer nesse momento. Muitos Traders usam o Scalping para irem amealhando algum dinheiro durante o jogo, aproveitando os momentos das equipas durante o jogo.

O Trader assume estratégias diferentes, pois tem essa opção, reparem num exemplo: Se uma equipa que entra sempre muito bem nos jogos no minutos iniciais obriga a que a odd cai um pouco nesses mesmos minutos. Se a equipa for Underdog, reparem o quanto a odd pode cair. Com esta simples “jogada” aliada ao conhecimento das equipas, o Trader pode sair sempre por cima do jogo.

Na minha opinião fazer Trading é desgastante, é preciso ser ainda mais frio e não se deixar envolver pelo “clima” do jogo. Eu direita que um Trader terá que ter uma leitura de jogo imprescindível e quase no limiar de um treinador de futebol, mas com uma agravante, ele terá que ser o treinador das duas equipas.

O Punter digamos que fica um pouco mais descansado, muitos fazem aposta e vêm o jogo até ao fim sem corrigir por exemplo. Outros não, como já disse, entram em Live caso as coisas não estejam a correr de feição. O Punter esforça-se um pouco mais no pré jogo, e consegue relaxar mais durante o jogo. Digamos que o Punter entre menos vezes no mercado, o Punter entra só quando tem quase a certeza de que o que pensa irá passar-se no jogo.

Olhando agora para este duelo, a posição de um Trader e de um Punter são semelhantes, mas ao mesmo tempo desgastantes. Se por um lado um Trader tem que se esforçar muito, um Punter tem que ser esforçar na mesma maneira sabendo que não pode errar (não deve errar).

O Punter é capaz de estudar dezenas de jogos mas apenas se decide por um, naquele que acha que não irá fugir ao seu pensamento, isto também o desgasta. Chegamos a um ponto já não sabemos qual escolher e qual apostar.

Neste requisito ambos os métodos estão em pé de igualdade, ambos sofrem um desgaste tremendo quando as apostas são feitas por profissionais. Mas costuma-se dizer, quem corre por gosto, não cansa. E no fim um belo Green alegra e faz compensar todo o esforço efetuado antes e durante o jogo, independentemente do método utilizado.

Mais um vez o Punter e o Trading estão cada vez mais ligados e têm mais coisas em comum, do que alguns tendem afirmar.

Na minha opinião eu penso que ambos devem experimentar o outro método, para o crescimento dos dois estilos de apostadores, saber o que fazer em Live e em Punter só o torna ainda mais capaz de recuperar da sua desvantagem. Um Trader pode explorar mais e esperar mais nos 90 minutos de jogo. Aqui o Trader também sabe que se escolheu aquele jogo, é porque é aquele que lhe garante mais entradas e saídas no green.

No mundo das apostas hoje em dia corre por aí, que um é melhor que outro, e que um é pior que outro. Mas quero com este artigo dizer que as coisas por vezes não são bem assim.

Cada método tem o “seu estilo” a sua “maneira de atuar” mas no fundo o objetivo é o mesmo, o Green. Digamos que são apenas caminhos diferentes.

Desmistificação

A desmitificação desta rivalidade absurda merecia um artigo destes para que se pare com o que se vê por ai nas redes sociais sobretudo.

O essencial nos métodos, sejam eles qual forem, é atingir o lucro e conseguir errar o menos possível. Com isso obter um “edge” em relação às casas de apostas.

Apenas referi aqui alguns exemplos onde este dois “mundos” se unem, mas existem mais, basta para isso fazer uma análise cuidada e verificar que ambos os métodos são bons.

Deixem-me agora “sonhar” um pouco, um dia quando alguém “inventar” um método totalmente diferente destes dois eu diria que seria o método mais que prefeito para atingir o sucesso….

Mas, agora concluí…esse método já existe, é juntar os dois e saber aproveitar o melhor destes dois “mundos/métodos” nas apostas…e o Green em breve será o nosso melhor amigo.

Afinal já existe, e é simples de o perceber!

Espero que este artigo tenha servido para abrandar as críticas de ambos os lados e que vos faça pensar um pouco. Sobretudo faça abrandar os discursos do que o meu é melhor que o teu e que aproveitem mais para saber mais um pouco destes dois mundos.

Conhecimento nunca é demais e só vos fortalece. Não se esqueçam que um apostador está sempre em desvantagem em relação às casas de apostas!

Espero que tenham gostado e em breve, um artigo técnico sobre apostas, e falamos de postura.

Obrigado e boas apostas.

Autor: Ricardo Matos

2 Comentários

  1. Luis Silva

    24 de Outubro de 2017 at 12:44

    Grandes palavras, grande artigo, verdade e sinceridade acima de tudo, é preciso mentes destas se abrirem para se fazer luz noutras cabeças, por experiência própria, tudo o que li fez sentido, é preciso ler e identificar-se para saber que estamos a ir num rumo certo. Tenho gosto em ler estas linhas. Obrigado Ricardo.
    Luís Silva

  2. Ricardo Matos

    24 de Outubro de 2017 at 18:55

    Obrigado Luís e são as tuas palavras que nos fazem acreditar e continuar! Obrigado!

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *